Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Jesus, Sócrates e Maquiavel - e o dedo do meio sempre lá

Segunda-feira, 06.07.15

 z_jj3.jpg

Ontem, depois da magnífica representação europeia de mais uma tragédia grega, vociferava uma amiga sobre a parolice dos principais canais noticiosos nacionais terem trocado a análise da situação e das consequências das escolhas do povo grego pelos dramas da bola lusitana. A coisa chegou ao ponto de se colocar no altar televisivo, ao invés dos deuses gregos, o filho pródigo do Deus da bola, o mestre da táctica, o nosso JJ. Expliquei-lhe que desde que o filósofo grego Sócrates passara a jogar pela selecção do Brasil nada mais voltou ao que era, que desde aí as águas se misturaram irremediavelmente. Assim, enquanto pelas ilhas gregas o povo gritava que podia estar no lodo mas que ainda assim preferia afundar-se numa desgraça desconhecida do que abraçar as desgraças já conhecidas, JJ dava show pelos estúdios de Carnaxide, mostrando a todo o Portugal que aquilo das calinadas era só para enganar. Eu, pecador, me confesso. A animosidade com que olhava para JJ por ser treinador da agremiação vermelhusca impedira-me de beber o interesse das palavras do homem, um homem que só fala de bola e que dela fala sem rodriguinhos e sem jogar para trás. O momento alto da entrevista foi quando, após um one man show de Rodolfo Reis em que este lhe deu por mil vezes os parabéns por ser ele o novo chefe do Sporting, contra tudo e contra todos, pretendendo assim envenenar o ambiente entre JJ e o Presidente, Jesus, resistindo ao mel de tão entusiasmados encómios, tomou a palavra para dizer, sem margem para dúvidas que quem mandava no Sporting era o Presidente e o resto era conversa da treta. Quanto a Simões, esse apaniguado conivente das forças do mal, arrumou-o com um “então você faz as perguntas e logo a seguir dá as respostas?”. Melhor que isto, e voltando à magia das ilhas gregas, só a genialidade do golpe matinal de Alexis Tsipras que, após tirar com uma mão o sim ao senhores da europa, com a outra lhes cedeu, em bandeja de ouro, a cabeça do principal responsável pelo não. Varoufakis, o sacrificado, devia ter lido mais Maquiavel.

z_jj2.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:54

Sir William

Sexta-feira, 03.07.15

z_william.jpg

Não estou ainda em condições de entrar em exercícios de futurologia e na análise do que poderá representar para o Sporting, no que à sua capacidade competitiva e de disputar títulos respeita, a entrada de rompante de Jorge Jesus no universo leonino. No entanto, posso desde já adiantar que quando os analistas se debruçam sobre um problema tendem a focar-se nos aspectos mais sonantes do mesmo, menosprezando pormenores menos luminosos mas tão ou mais importantes. Assim, arrisco dizer que o grau de sucesso do Sporting 2015-2016 dependerá muito mais da manutenção de William Carvalho no plantel do que de qualquer revolução de mentalidades/capacidades que o meteoro JJ possa provocar na nação leonina. Acreditem, é dessa máquina de futebol cor de ébano que depende sermos ou não campeões para o ano. Fica aqui escrito para memória futura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:07

E assim vai o berço da democracia

Quinta-feira, 02.07.15

z_greece.jpg

Provavelmente, serei um dos poucos opinadores da blogosfera que ainda não botou faladura sobre a tragicomédia grega, o referendo que hoje é, que amanhã poderá ser cancelado por quem o propôs ou que poderá, caso os seus proponentes não deem pela milésima vez um tiro no pé, ser invalidado pelas instituições fiscalizadoras da Grécia por ser demasiado complexo para o comum cidadão helénico. Sinceramente, por muito que abomine a rede burocrática e infecta de privilégios em que se tornaram as instituições europeias, estranho muito como há pessoas sérias e intelectualmente desenvoltas que vibram com estes jogos manhosos e pouco honestos da dupla Tsipras-Varoufakis. Esquecendo os não engravatados que são bem piores que muita chusma que aperta o gasganete com o nó da suposta honestidade, diria que o triste disto tudo é que há gente, gente de carne e osso por trás de tantos interesses, teimosia, incompetência e egos infantis mal disfarçados. Há crianças que vêm os pais desesperados, há velhos que não podem ajudar as suas crianças, velhos sem medicamentos, velhos que choram um passado que não lhes deu, afinal, um presente, quanto mais um futuro. Há ainda adultos que se sentem impotentes como crianças e frágeis como velhos. E onde nos leva tudo isto, tanta insanidade e incapacidade em caminhar em direção ao que realmente é importante? Leva-nos à velha e cruel conclusão de que o homem é o lobo de si próprio. Conduz-nos à terrível certeza de que a paz e o bem-estar não são desígnios dos homens e de quem foi por eles escolhido para os representar. Traz-nos aqui, à terra de ninguém, a terra onde as crianças um dia deixarão de sorrir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 15:47

Não há lugar que a beleza não possa habitar

Quarta-feira, 01.07.15

É isso que me sugerem as transformações do artista Vhils (Aka Alexandre Farto). Mais palavras para quê?

 

rabo de peixe.jpg

 Rabo de Peixe, Açores

 

 

quinta do mocho_loures.jpg

 Quinta do Mocho, Loures 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:50

Seis - M

Terça-feira, 30.06.15

z_m3.jpg

Esta fotografia do meu filho Miguel foi tirada o ano passado por alturas do mundial de futebol. Já então ele adorava futebol e o nosso Cristiano Ronaldo, já então ele tinha tendência para observar o horizonte e ficar com aquele ar sonhador que aperta o coração de qualquer pai, quer pelo orgulho no filho, quer pelo receio de que os sonhos que lhes alimentam a vida possam não ser tão brilhantes e inocentes como quereríamos para eles. Falo dos meus filhos aqui pelo blog para um dia lhes mostrar o quanto me inspiraram, o orgulho que neles senti e o prazer que me deu partilhar com o mundo (com quem me atura por aqui, melhor dizendo) a sua existência, o mero facto de existirem. Obrigado Miguel por tudo o que me dás, pelos teus abraços e mimos, pelas tuas birras que só podem ter como intenção melhorar o meu auto-controlo e capacidade de dar a volta à adversidade (mesmo quando desconhecemos as suas causas), obrigado pelos sorrisos, pela alegria pura, pelas perguntas que não paras de fazer, pela tua sede de vida e de alegria. Seis anos de ti, Miguelinho, obrigado por isso e muito mais! Parabéns puto, muitos parabéns e felicidade sem fim! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:48

Quanto tempo?

Segunda-feira, 29.06.15

 Z_QUANTO TEMPO.jpg

Quanto tempo permanecerão em nós as memórias da doce infância? Quantos anos serão necessários para que se dissipem as recordações da alegria esfusiante, da tristeza pura e inexplicável como só as crianças a sentem - por isso tão fugaz e tão próxima dos sorrisos que a farão sucumbir? Quanto pesará o lastro de areia do tempo que teremos de deixar esvair pela ampulheta do passado? Quanto durará a fagulha que alimenta um rastilho cruel e imparável rumo ao esquecimento? Da resposta a estas questões resultará o que somos, ficará definida a nossa capacidade de nos emocionarmos com as coisas simples, de termos entranhada em nós a certeza de que a inocência das crianças comanda a vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 15:06

Vou ali e já venho que o calor aperta e a sede desperta

Sexta-feira, 26.06.15

verao.jpg

Com a onda de calor que se anuncia adivinha-se que a silly season vem aí, a trote veloz, cavalgando nos cérebros adormecidos pela canícula. Temendo que essa avassaladora onda se apodere das rédeas do destino aqui do estaminé, fecho o blog no fim-de-semana e parto para o Oeste profundo. Amigos, crianças, boa comida e melhor bebida e pode ser que regresse com energia para explicar ao Tsipras o que falta fazer. Caso contrário, entregar-me-ei sem grande resistência ao espírito da saison, qual alcatrão derretido pela força inclemente do sol e do peso das britânicas sandálias dos filhos de Sua Majestade, esses torresmos cor de lagostim que invadirão as nossas tão belas quanto esbulhadas praias algarvias. Isto está já a deixar de fazer sentido, o melhor mesmo é abalar e dar um mergulho. Não se apoquentem, isto são só 3 meses de parvoeira que passam enquanto o diabo esfrega o olho. Até já!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 15:01

Bela, Malgosia Bela

Quinta-feira, 25.06.15

Fotografada por Kelly Klein, 1999

 

Malgosia Bela, foto de Kelly Klein_1999.jpg

 

 

Fotografada por Mark Segal, 2014

 

malgosia-bela-by-mark-segal-for-lui-magazine-febru

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:53

Super preocupações

Quarta-feira, 24.06.15

 z_cap Am_por Martin Beck.jpg

Anda por aí uma torrente de textos, técnicos e menos técnicos, escritos por pediatras de renome a psicólogos de excelência, que nos falam dos inomináveis perigos e das terríveis consequências de colocarmos demasiada pressão sobre os ombros dos nossos petizes, da violência que é a excessiva preocupação parental com o sucesso académico e profissional vindouro dos seus diamantes. É verdade, a voracidade do que a sociedade nos pede pode ser asfixiante e de tanto querermos o melhor para os rebentos arriscamo-nos a rebentar com eles. E a culpa é só nossa e da sociedade? Então e os super-heróis modelares, perfeitos, irrepreensíveis que lhes são impostos na televisão, nos livros, no cinema, nos posters, nos bonecos com que os inundamos? Que tal se lhes fosse conhecido um defeito, umas fitas à hora de levantar, uma vergonhosa aversão por leguminosas e uma porção de medos profundos e receios injustificados? Que tal se essa malta cheia de super-poderes fosse mais de carne e osso e menos de ferro e Kryptonite, hum? Como tudo na vida, a receita pode até ser mais simples do que à partida parece. Vejam lá isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 12:32

Mais barriga do que olhos, para mal da nação

Terça-feira, 23.06.15

z_almoco5.jpg

São inúmeras as irracionalidades que nos impedem de sermos melhores cidadãos e profissionais, mais produtivos, mais focados em atingir objetivos e menos em executar infindáveis e obscuras tarefas. Perdido no meio de tantos absurdos que nos caracterizam há um que bate todos, que deita por terra tudo o que de bom já fizemos numa produtiva manhã de trabalho. O almoço. O almoço, entre decidir onde ir estraçalhar um pernil ou aniquilar um cozido à portuguesa, arranjar mesa à chegada, entradas e aperitivos, escolher o prato, esperar pelo prato, comer enquanto se galhofa e conversa, sobremesa, cafezinho, digestivo, vai-vem de empregados para levar, trazer, limpar, pagar a continha, ah, sim, a facturinha com o NIF, um almoço em dia de trabalho facilmente consome hora e meia, não é de espantar que chegue às duas horas nem nenhum escândalo se passar das duas horas e meia. Não há reunião pós-almoço que comece a horas e que se enfrente com metade do fulgor matinal. E a barriga cheia? E os dois copos de tinto e a imperial de entrada que entorpecem o corpo e a mente? Querem reformar e salvar o país? Devolvam-nos os feriados e tirem-nos os almoços!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 15:39





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

pesquisar

Pesquisar no Blog