Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Porto 0 - Sporting 0

Sábado, 28.02.09

 

Um jogo equilibrado que resultou num justo empate sem golos. A um Sporting coeso com o habitual futebol rendilhado e tecnicista de que foram expoentes máximos Izmailov, Moutinho e Pereirinha, opôs-se um Porto repentista, suportado pela energia e o poder de explosão de Rodriguez, Hulk e Lisandro.

 

Algumas notas sobre as duas equipas:

 

SPORTING

 

1. Afinal, contrariamente ao que muitos temiam (eu próprio, confesso) a moral das tropas não estava pelas ruas da amargura. Há ali fibra, que dava para o jogo de hoje e para o de quarta-feira. Como tal, além dos erros estratégicos em que o Paulo Bento incorreu contra o Bayern, há também que ter em consideração que o Bayern não é o Porto. Enfim, é o nosso futebolzinho português...

2. O Sporting está sem laterais. O Grimi não dá mais que aquilo, o Caneira entrou precocemente em final de carreira (velocidade zero, poder de antecipação limitado, apoio ao ataque sofrível). Pedro Silva é um perigo. Ataca bem e com garra, mas comete faltas escusadas junto à sua área e gosta de fazer slalons junto à mesma área. Um irresponsável, portanto.

3. Izmailov é rápido a executar com qualidade e tem uma inteligência ao serviço do jogo que dá prazer ver e perceber. Creio que ficou afectado pelo chapéu que falhou ao Helton, é daquele tipo de jogadores que é tão perfeccionista que detesta errar.

4. A Liedson faltou aquele bocadinho de sorte que geralmente falta ao Sporting. A boa e velha sina.

5. Se o Nuno Gomes renova por 2 anos o Derlei devia renovar por 4.

6. O Djaló perdeu a genica nas fraldinhas do Veloso, certamente.

7. O Rochemback é lento em tudo o que faz. Faltas, arranques, insultos ao árbitro, etc. e tal. Mas gosto da peça, é um raçudo que dá tudo o que tem. Enfim, contradições leoninas.

 

PORTO

1. Hulk e Cristian são dois jogadores a mais no lento futebol português. Infelizmente, não duram cá muito.

2. O Lucho há uns dois anos que parece estar sempre à beira da lesão que lhe porá fim à carreira. Acho que é aquela elegância toda que lhe dá aquele ar de peça de cristal sempre na fronteira do estilhaçar.

3. O Helton devia ter sido mais testado, como dizia o Quique. A ansiedade de mostrar trabalho estava desenhada naquela expressão de constante convicção.

4. Sobre o Fernando e o Raul Meirelles tenho pouco a dizer, são os tais jogadores invisíveis que só têm valor em Portugal.

5. Enfim, este Porto é Hulk, Lisandro, Rodriguez e Lucho. O resto é mediocridade.

 

Conclusões:

Resultado bem melhor para o Sporting após uma derrota humilhante e com o risco de deixar o campeonato esfumar-se em definitivo. O Porto, à imagem de Jesualdo, tem sempre muita dificuldade em dar a estocada final, como se viu em Madrid. É uma questão de tomates.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:39

Ora aqui está uma estatueta muito bem atribuída

Sábado, 28.02.09

 

Com as fotografias da Kate Winslet que se seguem não pretendo afirmar que são as qualidades físicas da actriz que lhe valeram o Óscar. Nada disso, mas como devem compreender seria fastidioso postar todas as excelentes interpretações da recém oscarizada, ou mesmo estar para aqui a tecer loas descritivas do seu talento.

 

O talento é muitas vezes intangível e diícil de detectar a olho nu. A expressão, o corpo, os movimentos podem indiciar uma especial apetência para o encantamento de quem assiste. A magia de um corpo, de um sorriso, de um olhar misterioso e indecifrável é cinema. Kate Winslet transpira cinema, irradia magia. Deliciem-se.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por bolaseletras às 01:09

Assim não, Paulo

Quinta-feira, 26.02.09

Ontem foi um dia triste para todos os sportinguistas, um dia em que sonhos se esfumaram, em que a esperança numa equipa jovem pode ter sido posta em causa sem recuperação possível. Gosto do Paulo Bento, mas ontem pus em causa a "sabedoria" futebolística que lhe reconhecia. E porquê? Vamos por pontos:

 

1.  Os sinais. Logo na conferência de imprensa após o jogo com o Benfica foi avisando quanto às necessárias poupanças, a rotatividade que iria fazer no plantel, uma vez que após o jogo com o Bayern vinha o jogo do Porto. Se eu fosse jogador do Sporting o que pensaria? Por muito que no balneário me dissessem que não, iria pensar que a fé na vitória sobre o Bayern não era assim muita, que a competição interna era prioritária. Os sinais só não os viu quem não quis.

 

2. A cultura. O Sporting não se pode agarrar à cultura bem nacional de que os jogadores não têm pernas para 3 jogos numa semana. Olhem para Inglaterra, olhem para os resultados dos clubes ingleses, não cedam ao facilitismo.

 

3. As saídas. Sair Vukcevic privou a equipa de um poço de força com técnica, um jogador que seria indispensável num jogo desta índole, para defrontar um adversário fisicamente superior. Sair Carriço foi prescindir de um jovem no auge da época e a transbordar motivação. Sair Pedro Silva e Grimi foram os mal menores, mas não se pode desconsiderar o impacto da mudança.

 

4. As entradas. Romagnoli estoirou esta época, já não tem mais nada para dar ao Sporting. Porquê regressar num jogo tão importante? Tonel esteve muitos jogos de fora, a confiança não deverá estar nos píncaros por ter perdido o lugar para um miúdo. Porquê agora, Paulo? Abel está fora dela, é visível a olho nu. Já chega de Caneira, o polivalente que não pode ser lateral numa equipa grande, pois atacar é uma palavra inexistente no seu dicionário de polivalências.

 

5. A opção não assumida. O campeonato interno em vez da Liga dos Campeões. Perfeitamente compreensível. E era necessário optar, Paulo? Não era possível conciliar as duas competições? Claro que era Paulo, claro que era. Faltou assumir o erro. Não é verdade quando dizes que as mudanças na equipa não foram responsáveis pela derrota, que foram os erros durante o jogo que resultaram nesta tragédia. Foram as mudanças, foram os sinais, foi a cultura. E foi pena Paulo, porque estás a fazer história no Sporting, porque não precisavas deste capítulo num livro que estava a ser bonito de escrever.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:13

Bolas e Letras em destaque no Sapo

Quinta-feira, 26.02.09

Hoje o Bolas e Letras esteve em destaque no Sapo (clicar na fotografia para confirmar...). Primeiro que tudo agradeço a escolha. Não são necessários estímulos para se fazer algo que dá prazer, mas não o escondo, sabe sempre bem ser alvo de reconhecimento. Um bem haja à equipa do Sapo!

 

Este blogue é um prazer, um luxo, uma second life, uma forma de fazer algumas coisas de que muito gosto: escrever, pensar, gozar, criticar, enfim, é como que uma necessidade de exercitar a capacidade de análise (mesmo que seja só sobre bolas ou as belas pernas de uma bela tenista).

 

Beijos e abraços,

António

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:02

O entrudo lusitano

Terça-feira, 24.02.09

 

Por razões várias e acasos múltiplos passei no Sábado pela Quarteira e, qual cidadão pouco avisado, cruzei-me com o Carnaval Quarteirense, assistindo a parte do cortejo do corso. Podia enumerar as mil e uma razões porque o Carnaval não rima com Portugal, começando no desfasamento entre o clima e os reduzidos trajes que se exigem para a folia, até à natureza tristonha e pouco festivaleira do grosso da população nacional.

 

Mas há uma razão que, mais do que todas, deveria fazer cessar em definitivo o Carnaval por estas bandas. Infelizmente tive o privilégio de registar fotograficamente essa razão, que temo se multiplique pelos Carnavais do nosso Portugal. Vejam com os vossos olhos:

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:30

Revolutionary road

Terça-feira, 24.02.09

 

Vi ontem o filme Revolutionary Road. Um portento as actuações de Leonardo Di Caprio e de Kate Winslet. O filme entra em nós sem avisar, perturbante, insidioso, no sentido em que nos coloca na posição das personagens, aqueles podíamos ser nós, aquelas vidas as nossas, as suas dúvidas, desesperos e alegrias podiam povoar a nossa existência. Enfim, deveria ser essa a principal missão do cinema, convidar à introspecção pelo voyeurismo consentido da vida dos outros. Custa menos que a psicoterapia e é mais divertido.

 

Quem viu a Beleza Americana de Sam Mendes reconhece novamente em Revolutionary Road o risco que o quotidiando pode comportar, a ruptura que ameaçadoramente paira sobre todas as vidas rotineiras. No final dos dois filmes a moral, se a há, pode ser muito simples: quem tudo quer tudo perde. Quase sempre é mais difícil e corajoso saber viver com a vida que temos, por muito que essa existência possa parecer leve e repetitiva. Simple is difficult, someone said it.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por bolaseletras às 00:56

Mulheres (pérola 2) - De combate em combate até à derrota final

Segunda-feira, 23.02.09

 

"O primeiro combate foi bom, cheio de sangue e coragem. Assistir a um combate de boxe ou ir às corridas de cavalos trazia qualquer coisa para a escrita. A mensagem não era muito clara, mas ajudava-me. Aliás, era o ponto mais importante: a mensagem não era clara. Era sem palavras, como uma casa a arder, um tremor de terra ou uma inundação, ou ainda uma mulher a mostrar as pernas ao sair do carro. Não sabia do que precisavam os outros escritores; estava-me nas tintas, porque de qualquer dos modos não conseguia lê-los. Eu estava enclausurado nos meus próprios hábitos, nos meus preconceitos. Não era mau ser-se estúpido desde que a ignorância fosse verdadeiramente nossa".

 

"O segundo combate também foi bom. A multidão gritava, rugia e bebia cerveja. Estas pessoas escapavam temporariamente às fábricas, aos matadouros, aos armazéns, às garagens de lavagens – no dia seguinte estariam cativos, mas agora estavam livres, estavam bêbedos de liberdade. Não pensavam na escravatura da pobreza. Nem na escravatura da assistência social e das senhas de racionamento. Nós podíamos estar seguros até os pobres aprenderem a fabricar bombas atómicas nas suas caves."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:03

A Dieta Rochemback

Segunda-feira, 23.02.09

 

 

No momento em que ouço ao fundo os gritinhos das adolescentes que deliram com as vedetas nas passadeiras Hollywoodescas, deleito-me com os últimos textos do adietarochemback.blogspot.com/

 

Além do grande e único Maradona há por lá mais uns artistas que escrevem sobre futebol como quem trinca maçãs. Se não conhecem são parvos, se conhecem e não idolatram são mais chatos que o Aníbal. No momento em que acabei de ler o trecho que se segue este é o mais divertido e avisado texto que já li sobre futebol. Bom, se calhar um dia com uma almoçarada prolongada, seguido de uma jantarada interminável e bem regada puxa ao sentimento...mas leiam e decidam vocês:

 

" (...) Aliás, o debate sobre os laterais-direitos do Sporting devia acabar antes de ter tempo de ganhar importância. Há pessoas que continuam a perguntar em voz alta se Pedro Silva é pior que Abel - uma linha de inquérito que faz tanto sentido como tentar saber se o Pol Pot era mais mauzinho que o Estaline. Numa sociedade civilizada, a posição humanista e liberal é decidir que são ambos monstros genocidas, e emprestar os dois ao Trofense. Espero que a exibição ligeiramente acima do sofrível de ontem não leve pessoas a pensar que o Pedro Silva é um jogador de futebol; o Miguel Garcia também "secou"o Simão uma vez. No mundo idílico do CM, o Pedro Silva teria 40 anos e seria sócio de uma churrasqueira; no mundo "real" anda ali com o Reyes a fazer reconstituições históricas da corrida de Aquiles e da tartaruga."
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 01:04

Sporting 3 - Benfica 2 (com uma segunda parte a lembrar o massacre dos inocentes)

Sábado, 21.02.09

Que bela jogatana de futebol! Houve golos, como pedi no post em baixo, houve um Liedshow a fazer as vezes do velho Manel. De uma primeira parte equilibrada passámos para uma segunda parte em que só jogou uma equipa, em que o Sporting deslumbrou e esmagou um Benfica que mal cheirou a bola. Aos 3-1, parecia que o Benfica estava a defender o resultado. Razões para tão grande supermacia? Serão muitas certamente, mas destaco aqui 3 que me parecem bem relevantes:

 

1. O Benfica iniciou o jogo com 5 jogadores que só este ano chegaram a Portugal: Sidnei, Yebda, Reyes, Aimar e Suazo. Quando individualmente as coisas saiem bem, como nas Antas, a coisa disfarça. Mas contra uma equipa coesa e com mecanismos sólidos o Benfica  tem geralmente muitas dificuldades. Aconteceu hoje, acontece em muitos jogos contra equipas menores do campeonato, aconteceu na taça Uefa.

 

2. Liedson. O Sporting mantém há já alguns anos este fabuloso ponta de lança, à custa de esforço financeiro, de muito carinho da Direcção, da equipa técnica e dos adeptos. Quando não há muito dinheiro para segurar jogadores, há que apostar na boa gestão de recursos humanos. Um jogador que se sinta acarinhado, que perceba que o clube está a pagar tudo o que pode, é capaz de abdicar de mais uns cifrões para ser feliz.

Por outro lado, o Benfica investiu o ano passado 9 milhões num belíssimo ponta de lança, Cardoso. E o que fez de um ano para o outro? Recompensou Cardoso com o banco, com o estatuto de figura de segundo plano. Em detrimento dele apostou em Suazo, um jogador emprestado que apesar de potente e com inequívocas qualidades, não fez ainda a mínima sombra ao que Cardoso mostrou o ano passado. É compreensível esta forma de gerir as expectativas de um jogador? Pensem nisso.

 

3. As propaladas vedetas Reyes e Di Maria. Somando os 90 minutos do primeiro e a meia hora do segundo, esses 120 minutos não chegaram aos calcanhares dos 10 minutos do humilde Pereirinha. Pensem também nisso, benfiquistas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:10

Prelúdio de um derby

Sábado, 21.02.09

Será que o Liedson vai fazer as vezes do Manel?

 

 

Ou será que o Suazo vai fazer de menino de ouro?

 

 

 

 

Que ganhe o melhor e, se possível, com tantos golos como nestes dois jogos inesquecíveis. FORÇA SPORTING!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:39


Pág. 1/3





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

pesquisar

Pesquisar no Blog