Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A causa das coisas

Terça-feira, 30.11.10

 

 

Assistimos à guerrilha civil pelas favelas do Rio de Janeiro e esquecemos a origem das coisas. Aliás, parece que anda muita gente distraída sobre a causa das coisas. Os problemas só surgiram agora? O tráfico, a violência e os bairros de lata sem lei nasceram ontem? Não. Então porquê agora toda esta impressionante acção militar? Marcelo Coelho, jornalista brasileiro e membro do Conselho Editorial da “Folha” de São Paulo não andou a dormir. Como sempre, e para não variar, a causa das coisas não é aconselhável. Se há quem diga que o sonho comanda a vida, eu diria que, cada vez mais, a fachada comanda a política. Fiquem então com o texto de Marcelo Coelho.

 

"«Esta é uma guerra que nós não começamos». A frase das autoridades do Rio de Janeiro tem sido repetida como um mantra desde o início dos tumultos – e, de tão repetida, passa a me deixar desconfiado. Não me sai da cabeça o fato de que todo o problema só começou depois das eleições.   Assisti nesta quinta-feira a um trecho da entrevista, no Jornal das Dez, com dois ex-integrantes do Bope.   Toda a fraseologia era no sentido de que estamos em guerra, que haverá baixas, mas que agora ou vai ou racha. Um repórter queria saber, afinal, qual foi “o estampido” desses acontecimentos. Pelo termo, ele entendia “estopim”. Afinal, as UPPs já existem há bom tempo, os presídios de segurança máxima, as milícias, nada surgiu do dia para noite.

 

 

 

O “estampido”, para mim, é muito simples. Chama-se Copa do Mundo de 2014. E Olimpíadas de 2016. Não haverá “brilho para o evento” sem que se limpe a área antes. Naturalmente, é uma ilusão achar que se possa, por maior que seja o banho de sangue, acabar com todos os bandidos do Rio de Janeiro. Os mortos serão substituídos por outros. Não lamento, aliás, a morte eventual dos “soldados” do tráfico. Guerra é guerra. Já se criou, entretanto, o clima de que a morte de civis e crianças pode ser considerada um dano colateral. Escudos humanos, etc. E bola pra frente. Copa e as Olimpíadas, é claro, “valem o sacrifício”... De resto, uma coisa é promover matanças sem nenhuma perspectiva de solução política a médio prazo. Outra é a “guerra”. As UPPS dão legitimidade, na opinião pública, para incursões que pareciam apenas retaliações esporádicas e inúteis.

 

Mesmo que não se matem todos, negociar um acordo com o crime organizado –que é a maneira como, acho eu, esses casos sempre terminam—pode ser mais fácil quando o inimigo está enfraquecido.          Tudo o que escrevo aqui são simples especulações de um cético. Um cético pode estar errado, mas tem ao menos o hábito de não engolir facilmente o que lhe disserem as autoridades. Ainda mais quando são do tipo daquelas que, conforme vídeo fartamente divulgado no youtube, vociferam contra um jovem favelado dizendo-lhe para não “vir com papo de otário” em cima delas."

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:14

Paciência Zé, é o tiki taka

Segunda-feira, 29.11.10

 

Poucas palavras tenho depois de uma exibição categórica como a que o Barça hoje ofereceu ao mundo. Foram 5-0 podiam ter sido 8-0. A perfeição esteve muito perto de ser alcançada em inúmeras situações de jogo, Messi fez questão de explicar tintim por tintim a CR 7 porque este teve tanto azar em ser seu contemporâneo. Os triângulos dinâmicos que o Barça foi espalhando por todo o campo banalizaram o Real Madrid, Mourinho ajoelhou-se perante o diamante perfeitamente lapidado que Guardiola inventou. Sem mais palavras que este jogo pede silêncio e contemplação. Obrigado Barça.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:07

Força Zé!

Segunda-feira, 29.11.10

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:03

Body Rockers - I like the way you move

Domingo, 28.11.10

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por bolaseletras às 19:40

O fair play é, de facto, uma treta

Domingo, 28.11.10

 

 

Afinal não foi necessário recorrer ao radinho de pilhas, a box com SportTv lá se desenrascou. Assim, por entre vinhos de inquestionável qualidade e opíparos petiscos, lá se foi assistindo às tentativas do Sporting levantar a cabeça do buraco onde se tem enterrado, procurando contrariar a melhor equipa do campeonato. Se Pedro Mendes trouxe a maturidade e equilíbrio que têm faltado à equipa, outros pontos importantes não foram tão bem tratados. Falo do regresso de Maniche em detrimento de um Vukcevic em grande forma. Começa a ser lamentável a teimosia de Paulo Sérgio em não querer perceber que Vukcevic é um péssimo suplente. Depois, a incapacidade em matar o jogo em superioridade numérica revela que os índices de confiança não estão ainda a um nível elevado o que, como se sabe, turva toda a qualidade que exista. São estes pormenores que vão impedindo o Sporting de ganhar uma consistência que por vezes o futebol desenvolvido até parece estar em condições de permitir.

 

O Porto foi uma sombra de si mesmo, parecendo surpreendido por um Sporting decidido e competente, apesar das limitações supra-referidas. Momentos chave do jogo? O golo de Valdez que no jornal “A Bola” dizem ser no limite do fora do jogo mas que eu não descortinei, a expulsão de Maicon que na “A Bola” dizem ser justa e a mim me pareceu patética, o facto de no golo do Porto Moutinho ter continuado a jogada com Maniche lesionado, ao contrário do que Liedson fizera antes quando Moutinho estava queixoso no chão (o que, como já é hábito, ocorreu diversas vezes). Opinião da “A Bola” sobre o assunto? Moutinho fez bem e Liedson não. Com um jornalismo desportivo destes não há futebol que resista!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 12:42

Radio days

Sábado, 27.11.10

 

 

Amanhã marimbo-me no Sporting-Porto e bou conbiber com os amigos na CEO, a já afamada Confraria Etnográfica dos Olivais. Provar vinhos, pôr a conversa em dia, com jeitinho delinear com os demais confrades uma estratégia para o país sair do buraco. Já decidi, vou levar um caderninho e pedir a cada um dos participantes sugestões sobre medidas para sairmos da merda. Acho que o PSD também pediu isso a 10 milhões de desconhecidos, eu vou pedir a malta séria e olivalense, o que desde logo é sinal de que a genialidade não andará longe daquelas cabecinhas. Não há SportTv, pelo que provavelmente voltaremos aos tempos da rádio. O Moutinho? O Moutinho é um ingrato funcionariozeco que por lá passou, que por acaso joga bom futebol. Interessam-me mais as grandes pessoas do que os grandes jogadores, pelo que quero que ele se lixe. Quanto aos cânticos dos energúmenos que lhe desejam o futuro do Féher, abomino-os. Essa gentalha não é do Sporting nem do futebol e devia ser corrida - do clube, dos estádios, se possível do país. Prognósticos? Reservados…não são tempos de grandes esperanças, convenhamos.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:53

O Unas, a Rita e o babão Bairrão

Sexta-feira, 26.11.10

 

Tive hoje um daqueles dias que me tornam mais azedo e menos crente no futuro do país. Parece que quem surge de novo é sempre pior do que quem foi à sua vida, parece que cada vez mais as pessoas perdem de vista o que realmente interessa e é útil ao país. Dedicam-se a fazer muito bem e durante muitas horas aquilo que não interessa nada, esquecendo-se de fazer mais ao menos o que realmente interessa. Paralelamente, a Rita, uma miúda gira e workaholic, prestou-se a ser alvo do deboche, não sei se por ingenuidade, por tolinha ambição, ou porque confunde moda com pornochachada. Não me interpretem mal, adorei o vestido, vibrei com as mamocas, babei-me como o Bairrão. Mas tenho pena que se troque o mérito de um Emmy pela procura da fama fácil e barata. O Unas, que há anos mantém um nível de humor superlativo, não faz favores a ninguém e denuncia a bandalheira das estrelinhas cá do burgo. O administrador da TVI, Bernardo bairrão, confere com a sabujice do nosso empresariado de vão de escada. Sim, estou particularmente azedo. O pior, é que a culpa não é deles, é de quem os pôs lá. Sim cambada, fomos nós!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:06

Salvar o planeta e tal

Sexta-feira, 26.11.10

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:26

Os judeus são lixados, sempre que lá apanham Jesus crucificam-no

Quinta-feira, 25.11.10

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:11

Um sonho em forma de decote

Quinta-feira, 25.11.10

 

 

Em tempos escrevi sobre a sensualidade que poderia representar uma mulher a fumar. O gesto, o inesquecível gesto, tinha o dom de fazer-nos esquecer os malefícios da nicotina e o irreversível mirrar dos pulmões. Encontrei por aí esta fotografia, foi um crime não a ter incluído então nessa série. A selvajaria que são aqueles cabelos revoltos, a tentadora selvajaria. A carne dos lábios que anseia por devorar o incauto cigarro quando deveria ansiar por artes bem mais apetecíveis. O decote, ah o sacana do decote! Digam o que disserem, os seios que se escondem encerram toda uma miríade de intermináveis sonhos. Desnude-se uma mulher com um decote de sonho, único e arrasador, desvende-se um segredo que se tornará num paraíso, mas um paraíso igual a tantos outros. Guarde-se bem o segredo, o seu valor é incalculável. O valor de um sonho que não acaba.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:43


Pág. 1/6





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters


favorito


links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

pesquisar

Pesquisar no Blog