Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Da série supostos bons conselhos para o fim-de-semana

Quinta-feira, 30.04.15

z_fds.jpg

E AINDA...

 

SOPRAR COMO QUEM BEIJA 

z_fds3.jpg

 

NÃO PERDER TEMPO MAS NÃO INFRINGIR LIMITES DE VELOCIDADE

z_fds4.jpg

 

 OLHAR PELO FÍSICO SEM NUNCA ESQUECER O ESPÍRITO

z_fds6.jpg

 

 ABUSAR DA CAFEÍNA PARA EVITAR PERDER TEMPO A DORMIR

z_fds5.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 16:19

The one and only - José Mourinho

Quarta-feira, 29.04.15

 ze.jpg

“People talk about style and flair but what is that?” he said. “Sometimes I ask myself about the future, and maybe the future of football is a beautiful, green grass carpet without goals, where the team with more ball possession wins the game. The way people analyse style and flair is to take the goals off the pitch. It’s the football they play on the moon – where the surface is not good, with some holes but no goals. “Everyone speaks about teams playing fantastically well because they ‘had great ball possession’. It looks like the goals aren’t important. They conclude a team that scores as many as we do is boring but a team with 70% of the ball who don’t score isn’t. Maybe, when my grandsons play, football will be a game without goals and we’ll just enjoy people passing the ball. But when football is played without goals, you will say it’s boring. You will say bring the goals back. For me, it’s still about putting the ball in your opponents’ net, and keeping it out of your own.”

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:29

É tão mais simples...vejam lá isso

Terça-feira, 28.04.15

 z-precisamosdetaopouco.jpg

Eles não precisam da playstation para sorrir e para sentir a vibração da vida dentro deles. Eles não precisam de horas infindáveis de desenhos animados para adormecerem felizes e esgotados. Eles só precisam de atenção, de ar livre, de ter com quem brincar. Pequenos ou velhos, eles só precisam de sentir-se amados. Havendo com quem partilhar o cheiro da relva, saltar e correr, rir e chorar, eles adormecerão esgotados e a sorrir. Acreditem, é só disso que eles precisam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:16

Jorge, Julen, vejam lá isso

Segunda-feira, 27.04.15

P_20150402_141845~2.jpg

Podia elaborar uma fantástica tese sobre a justeza do punhetazo do Lopotegui ou sobre a incapacidade do espanhol em perdoar os iletrados barraqueiros com apelidos divinos, mas prefiro sublinhar que os Olivais continuam a cheirar a relva molhada e a gente simples mas bem falante, ainda que nem sempre com a dentição completa. Regressei ao que fui e ao sítio onde fui feliz para fazer dos seres que me são queridos ainda mais felizes. Fica o recado para o Jorge e o Julen, sejam felizes!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:43

Pausa para...mudança de casa, de ares, de vista, para o regresso aos meus Olivais! Até já!

Quinta-feira, 23.04.15

 z_mudança.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:35

Calma amigos tripeiros, rir é o melhor remédio

Terça-feira, 21.04.15

FB_IMG_1429655262117.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:28

Sobre as dores de amor e a falta de sentido que tudo isso faz

Segunda-feira, 20.04.15

Da serie tudo aquilo que o amor não devia ser mas

Anda por aí demasiada gente a sofrer de amor. O problema é mesmo esse, gente que sofre, de ou por amor. Se pararmos um bocadinho para usar o cérebro perceberemos que o amor nada tem ou deveria ter a ver com dor, com qualquer espécie de sofrimento, que é precisamente o oposto de tudo isso. O amor tem como objectivo último acabar com as dores da alma e do corpo, o amor é um bálsamo e não um veneno. Temos que começar a amar um bocadinho menos com o coração e mais com a cabeça, digo eu. Talvez 1% de cabeça para aplacar as loucas chamas do vital órgão possa ser suficiente para não nos imolarmos todos num amor descerebrado e excessivamente visceral. Talvez a nossa razão devesse ter mais emoção e esta pudesse pedir um bocadinho emprestado à razão. Ou talvez o mundo seja habitado por uma estranha seita de masoquistas apaixonados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:13

Tratado simplista, realista e boçal sobre as mais profundas aspirações do homem

Domingo, 19.04.15

Tratado simplista, realista e boçal sobre as mais 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 08:43

Para memória futura, little Francis

Sexta-feira, 17.04.15

z_Francis.jpg

Tirando raros e preocupantes exemplos, creio que não há pais que não considerem o seu filho o melhor filho do mundo, a criança mais engraçada e mais esperta, o suprassumo da doce e irrepetível inocência infantil. Eu sou um desses mas ainda mais convicto, pois estou plena e inequivocamente convencido que este puto está aí num qualquer top 10 mundial. 3 anos de ti, Francisquinho, obrigado por tudo o que me deste e ensinaste, pelas horas de sono que me tiraste que só me faziam desperdiçar a vida, pelos sustos com que me testaste a máquina cardíaca, pela louca magia com que polvilhaste os meus dias. Continua assim, melhorando apenas o mau feitio ao acordar, o instinto em agredir os restantes membros do agregado familiar e, já agora, evitando saltar de tudo o que se assemelhe a uma cadeira, sofá, mesa e afins. Força puto!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 12:07

O Mustang que só sabia viver na pradaria

Quinta-feira, 16.04.15

 z_q_2.jpg

Não sou tipo para me prender a lamentos com o que já foi e jamais voltará a ser. Isto é assim na vida e, quase sempre, também na paixão clubística. Contudo, como a humanidade bem sabe e diariamente vai comprovando, quando entramos pelos pantanosos terrenos da paixão, a porca tende a torcer o rabo. Não é sem alguma dor neste coração empedernido que relembro os tempos em que jurava a pés juntos que o nosso Ricardo, o ciganito Quaresma, o nosso querido Mustang (assim apelidado pelo grande Laszlo Boloni) seria indubitavelmente cravado na tábua das inesquecíveis lendas do futebol, muito à frente da desengonçada girafa que dava pelo nome de Cristiano Ronaldo. Os tempos foram passando, o génio de Quaresma foi sendo traído por um feitio demasiado temperamental e por uma vontade de vencer que não acompanhou o seu talento, e a desajeitada girafa lá subiu ao altar que parecia destinado ao jovem ciganito. Ontem Quaresma deu-nos um pouco do que deveria ter sido. E porque não o foi? O mister Boloni, em jeito de certeira profecia, escreveu-o, em 2002, no seu livro "O Bloco Notas de Laszlo Boloni”.

 

«Vale a pena fazer aqui uma reflexão mais demorada sobre Quaresma. Até porque foi exactamente contra ao Standard Liège que este jovem me convenceu em absoluto sobre as suas potencialidades. Ele fez um grande jogo. Após este encontro comparei-o, nas minhas anotações, a um "Mustang" (cavalo selvagem) difícil de dominar. Anotei esse comentário com um grande ponto de interrogação. Perguntava-me, "será que algum dia ele conseguirá aceitar determinadas regras que o podem tornar num bom cavalo de corrida, com um bom galope, ou será que nunca vai aceitar essas regras e permanecerá um "Mustang", um cavalo selvagem, que corre livremente, mas sem rumo?".

«(...) Tivemos várias conversas ao longo da época. Percebi que ele nunca tinha sentido muito respeito, por nada nem por ninguém, e isso dificultava a sua integração na equipa. Expliquei-lhe que quando integramos um grupo, há que saber respeitar determinadas regras. Mas nunca quis responsabilizá-lo demasiado. (...) Só queria que este "cavalo" entrasse na boxe, integrasse o resto do grupo e que se sentisse tão bem no estábulo como se sentia na pradaria.» 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:22


Pág. 1/3





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters


favorito


links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

pesquisar

Pesquisar no Blog