Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Seis - M

Terça-feira, 30.06.15

z_m3.jpg

Esta fotografia do meu filho Miguel foi tirada o ano passado por alturas do mundial de futebol. Já então ele adorava futebol e o nosso Cristiano Ronaldo, já então ele tinha tendência para observar o horizonte e ficar com aquele ar sonhador que aperta o coração de qualquer pai, quer pelo orgulho no filho, quer pelo receio de que os sonhos que lhes alimentam a vida possam não ser tão brilhantes e inocentes como quereríamos para eles. Falo dos meus filhos aqui pelo blog para um dia lhes mostrar o quanto me inspiraram, o orgulho que neles senti e o prazer que me deu partilhar com o mundo (com quem me atura por aqui, melhor dizendo) a sua existência, o mero facto de existirem. Obrigado Miguel por tudo o que me dás, pelos teus abraços e mimos, pelas tuas birras que só podem ter como intenção melhorar o meu auto-controlo e capacidade de dar a volta à adversidade (mesmo quando desconhecemos as suas causas), obrigado pelos sorrisos, pela alegria pura, pelas perguntas que não paras de fazer, pela tua sede de vida e de alegria. Seis anos de ti, Miguelinho, obrigado por isso e muito mais! Parabéns puto, muitos parabéns e felicidade sem fim! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:48

Quanto tempo?

Segunda-feira, 29.06.15

 Z_QUANTO TEMPO.jpg

Quanto tempo permanecerão em nós as memórias da doce infância? Quantos anos serão necessários para que se dissipem as recordações da alegria esfusiante, da tristeza pura e inexplicável como só as crianças a sentem - por isso tão fugaz e tão próxima dos sorrisos que a farão sucumbir? Quanto pesará o lastro de areia do tempo que teremos de deixar esvair pela ampulheta do passado? Quanto durará a fagulha que alimenta um rastilho cruel e imparável rumo ao esquecimento? Da resposta a estas questões resultará o que somos, ficará definida a nossa capacidade de nos emocionarmos com as coisas simples, de termos entranhada em nós a certeza de que a inocência das crianças comanda a vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 15:06

Vou ali e já venho que o calor aperta e a sede desperta

Sexta-feira, 26.06.15

verao.jpg

Com a onda de calor que se anuncia adivinha-se que a silly season vem aí, a trote veloz, cavalgando nos cérebros adormecidos pela canícula. Temendo que essa avassaladora onda se apodere das rédeas do destino aqui do estaminé, fecho o blog no fim-de-semana e parto para o Oeste profundo. Amigos, crianças, boa comida e melhor bebida e pode ser que regresse com energia para explicar ao Tsipras o que falta fazer. Caso contrário, entregar-me-ei sem grande resistência ao espírito da saison, qual alcatrão derretido pela força inclemente do sol e do peso das britânicas sandálias dos filhos de Sua Majestade, esses torresmos cor de lagostim que invadirão as nossas tão belas quanto esbulhadas praias algarvias. Isto está já a deixar de fazer sentido, o melhor mesmo é abalar e dar um mergulho. Não se apoquentem, isto são só 3 meses de parvoeira que passam enquanto o diabo esfrega o olho. Até já!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 15:01

Bela, Malgosia Bela

Quinta-feira, 25.06.15

Fotografada por Kelly Klein, 1999

 

Malgosia Bela, foto de Kelly Klein_1999.jpg

 

 

Fotografada por Mark Segal, 2014

 

malgosia-bela-by-mark-segal-for-lui-magazine-febru

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:53

Super preocupações

Quarta-feira, 24.06.15

 z_cap Am_por Martin Beck.jpg

Anda por aí uma torrente de textos, técnicos e menos técnicos, escritos por pediatras de renome a psicólogos de excelência, que nos falam dos inomináveis perigos e das terríveis consequências de colocarmos demasiada pressão sobre os ombros dos nossos petizes, da violência que é a excessiva preocupação parental com o sucesso académico e profissional vindouro dos seus diamantes. É verdade, a voracidade do que a sociedade nos pede pode ser asfixiante e de tanto querermos o melhor para os rebentos arriscamo-nos a rebentar com eles. E a culpa é só nossa e da sociedade? Então e os super-heróis modelares, perfeitos, irrepreensíveis que lhes são impostos na televisão, nos livros, no cinema, nos posters, nos bonecos com que os inundamos? Que tal se lhes fosse conhecido um defeito, umas fitas à hora de levantar, uma vergonhosa aversão por leguminosas e uma porção de medos profundos e receios injustificados? Que tal se essa malta cheia de super-poderes fosse mais de carne e osso e menos de ferro e Kryptonite, hum? Como tudo na vida, a receita pode até ser mais simples do que à partida parece. Vejam lá isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 12:32

Mais barriga do que olhos, para mal da nação

Terça-feira, 23.06.15

z_almoco5.jpg

São inúmeras as irracionalidades que nos impedem de sermos melhores cidadãos e profissionais, mais produtivos, mais focados em atingir objetivos e menos em executar infindáveis e obscuras tarefas. Perdido no meio de tantos absurdos que nos caracterizam há um que bate todos, que deita por terra tudo o que de bom já fizemos numa produtiva manhã de trabalho. O almoço. O almoço, entre decidir onde ir estraçalhar um pernil ou aniquilar um cozido à portuguesa, arranjar mesa à chegada, entradas e aperitivos, escolher o prato, esperar pelo prato, comer enquanto se galhofa e conversa, sobremesa, cafezinho, digestivo, vai-vem de empregados para levar, trazer, limpar, pagar a continha, ah, sim, a facturinha com o NIF, um almoço em dia de trabalho facilmente consome hora e meia, não é de espantar que chegue às duas horas nem nenhum escândalo se passar das duas horas e meia. Não há reunião pós-almoço que comece a horas e que se enfrente com metade do fulgor matinal. E a barriga cheia? E os dois copos de tinto e a imperial de entrada que entorpecem o corpo e a mente? Querem reformar e salvar o país? Devolvam-nos os feriados e tirem-nos os almoços!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 15:39

Shayk, Irina Shayk

Segunda-feira, 22.06.15

 Irina Shayk.jpg

O nosso Cristiano ficou sem a Irina e isso diz muito mais acerca dele do que da diva russa. As razões para o desquite foram já sobejamente glosadas, ficando no ar a quase certeza que terá sido o carácter insaciável e experimentalista da estrela do futjibóu que precipitou o fim. Há uns dias deparei-me com uma daquelas frases supostamente profundas, originais e lapidares que, mais coisa menos coisa destacava a ironia de serem quase sempre aqueles de quem mais gostamos que nos traem, quando seria expectável que essa agressão partisse dos nossos inimigos. Por vezes aquilo que parece terrivelmente inteligente é deveras idiota. Os nossos inimigos não nos poderiam trair pois a única fidelidade que têm para connosco são o ódio, a raiva e a hostilidade. Isso não se trai numa relação de ódio, cultiva-se. Trair é quebrar laços, sendo natural que esses laços apenas existam entre quem se gosta mutuamente. Outra interpretação, bem mais intrincada e com elevado grau de probabilidade igualmente idiota, é a de que Cristiano não traiu ninguém, apenas foi fiel à sua natureza. Passando por cima de tanta boçalidade, queria só avisar o nosso bom Cristiano que, um dia, mais tarde ou mais cedo, ele vai cair em si e perceber o inevitável: uma mulher destas só se tem uma vez na vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:21

Em busca de uma ínfima réstea de espaço

Sábado, 20.06.15

 z_sem saida.jpg

O espaço que nos rodeia pode ser uma porta aberta para a liberdade ou a prisão que nos emudece. Tendemos a associar a felicidade ou a ausência dela às “áreas” humanas da existência, ao amor e ao desamor, às pessoas, ao que fazemos delas e elas de nós. Desconhecemos o impacto que o espaço tem na nossa vida, ignoramos as consequências pérfidas ou melodiosas daquilo que a nossa visão transporta para as nossas já de si confundidas sinapses. Olhar e sentir que o que nos é oferecido não foi irremediavelmente destruído pelo homem, é já só isso que pedimos para não sermos condenados à impossibilidade de cheirar a relva, de sentir uma remota hipótese de abraçar a liberdade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:06

E porque hoje é sexta-feira...

Sexta-feira, 19.06.15

...Nada como uma pura demonstração de amizade pela Inés Sastre e pela Carmen San Martin, magnificamente captada pela câmera de Giovanni Cozzi, corria o longínquo ano de 1994. Inspirem-se.

  

Inés Sastre and Carmen San Martin_Giovanni Cozzi_

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:44

Tostão, craques e a bola bem redondinha

Quinta-feira, 18.06.15

z_neymar.jpg

Perceber de futebol, saber ler o que se passa por entre aquelas 44 pernas que maltratam uma solitária bola, é uma arte que tem tanto de difícil como de simples. Nas poucas linhas que se seguem, Tostão, o outrora grande jogador, depois médico e actualmente cronista da Folha de S. Paulo, explica o que há para saber sobre Neymar, a atual seleção do Brasil, as diferenças de Neymar e Messi do clube para as seleções, e o porquê de Portugal não ser ainda o Brasil. Bebam e aprendam.

“Quem não concorda que Neymar é um craque é doente da alma e enxerga pouco. A dúvida está na comparação com os maiores de outras épocas. Não disse que Neymar é o melhor jogador brasileiro depois da Era Pelé. Escrevi que poderá se tornar. Imagino que será, pelo imenso e belíssimo repertório, e não apenas pelo número de gols que fará. Em um período maior, muito mais importante que o número é a média de gols, desprezada em muitas estatísticas. Não deveríamos misturar a admiração e as críticas à pessoa com as qualidades técnicas do jogador.

Nas comparações, costumamos nos esquecer de Garrincha, por causa do tempo e por seu estilo incomparável, fora do padrão das análises técnicas. No Botafogo, quando recebia a bola, nenhum companheiro podia chegar perto, para não atrapalhá-lo. O Botafogo jogava no 4-2-3-Garrincha.

Ocorre algo parecido com Neymar na seleção. Ele é tão superior aos outros, que, cada vez mais, descola do conjunto, para tentar decidir sozinho. Isso poderá trazer problemas, pois, nem sempre, ele vai brilhar tanto. No Barcelona, Messi e Neymar fazem parte do jogo coletivo. Messi, na seleção argentina, segue, na maneira de jogar, mais ou menos o padrão do Barcelona. Já Neymar é outro no time brasileiro, na posição e na postura. Tenta mais jogadas individuais. É um dos motivos de, às vezes, Neymar brilhar mais que Messi nas seleções.

(…) Discordo que o Brasil não joga melhor por causa de Dunga e que, cada vez mais, se parece com Portugal, pela dependência de Cristiano Ronaldo. O Brasil não joga melhor porque só tem um craque, mas possui um sistema defensivo muito superior ao de Portugal. A equipe marca muito bem, quase sempre com uma linha de quatro no meio-campo (dois volantes e um meia de cada lado), na proteção dos defensores. Defender bem é também importante.” 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:20


Pág. 1/3





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

pesquisar

Pesquisar no Blog