Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Destaque do Sapo, 200.000 visitas, roubos de igreja e o fim das capelinhas

Quarta-feira, 07.03.12

 

 

No dia em que escrevo um texto a elogiar o Benfica o Sapo decide destacar-me no seu portal. Só posso agradecer mais uma vez à equipa do Sapo pelo destaque, apesar de não ser pelo mais agradável dos motivos. Não porque desejasse a derrota do Benfica contra os russo-italianos, mas sim porque preferia muito mais ser destacado por uma retumbante vitória leonina. Ora bem, com o destaque vieram mais uns milhares de visitas (mais de 8.000, até este momento), veio o ultrapassar da fasquia dos 200.000 visitantes, veio uma mão cheia de comentários cuja análise permitiria uma interessante tese sobre o pensamento profundo da nação tugo-luso-benfiquista. O facto de um sportinguista assumido ter elogiado a exibição e vitória benfiquista terá servido em 90% dos casos para um raciocínio do género “estão a ver, com um árbitro isento esmagámos os russos” lembrando a derrota contra os portistas e o tão proclamado roubo de igreja engendrado pelo senhor Proença. Pouco interessa que toda essa vergonha eclesiástica tenha sido provocada por um singelo fora de jogo não assinalado por um fiscal de linha. A tese vigente é que foi um roubo de igreja e isso ficará para a história, não a entrada amedrontada de uma equipa que naquele jogo desconfiou da sua capacidade para se impor ao Porto.

 

 

 

Disse-me um caro companheiro leonino visitante do blog que estava-se a ver que para ter um destaque no Sapo era preciso dizer bem do Benfica. Disse-o com humor, é certo, mas há que ser justo com a equipa do Sapo (podem-lhe chamar graxa, tanto se me dá) e dizer que já fui destacado por dizer bem do Sporting e mal do Benfica. Confesso que gostaria um dia de ser destacado por escrever sobre um qualquer livro, só para variar e já agora para contribuir para a literacia lusitana. Para finalizar, queria agradecer a todos os comentários ao post anterior, com particular incidência, claro está, naqueles que reconheceram a importância de gostar de futebol independentemente da cor clubística. Portugal precisa de mais união e de menos capelinhas, pelo que faz todo o sentido apoiar os nossos clubes nas competições internacionais deixando para trás os ódios e as mesquinhices clubísticas. Um bem-haja a todos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:44


23 comentários

De Marcelo Silva a 07.03.2012 às 19:23

Ganda António!!!

Só a talhe de foiçe, ainda ontem, revi imagens desse jogo que os lampiões intitulam de ' roubo de igreja ' e salvo o golo da vitória do fcporto, quem tem mais razões de queixa, objectivamente, são os tripeiros...

discordando:
jamais, em dia algum da minha vida, eu conseguirei gostar, um bocadinho que seja do clube do fundo da 2ª circular. Pelo que são, pelo que representam. E não os apoiarei seja com quem for! Cá dentro ou lá fora.
Eu sou sempre dos prós-outras-equipas, nunca dos anti!

Saudações desportivas
Marcelo Silva
Porta 10A

De bolaseletras a 07.03.2012 às 20:59

Marcelo,

Eu não sou adorador de causas vermelhuscas, longe disso. E também já fui assim, vibrava e torcia pelas derrotas internacionais do Benfica. Com a idade, os filhos e demasiados amigos benfiquistas fui amolecendo. Deixai-os ser felizes de quando em vez, a vida já lhes dá tão pouco;)

Abraço e saudações leoninas

De pássaro viajeiro a 08.03.2012 às 01:51


Nada que me surpreenda!
É essa, de facto, a opinião de alguns adeptos do Sporting, que não do Universo Sportinguista, felizmente.
Acima de tudo há que odiar o Benfica. Isso sim! Expoente máximo ilustrativo de um verdadeiro Sportinguista.
Que interessa os problemas internos no Sporting, se ganha ou perde, se se prestigia ou desprestigia, se vai ou não às competições europeias, se fica em primeiro ou no meio da tabela, se os investimentos se valorizam ou se se quedam pelo preço da chuva, enfim; toda essa problemática com que o clube se debate e para a qual tão cedo não se vislumbram soluções emergentes?
Interessa é que o Benfica perca jogue contra quem jogar. Isso sim! Orgulho e alma Sportinguista.
E depois faz afirmações claras e concisas. Não gosta pelo que são e pelo que representam.
E o que somos nós, benfiquistas, e o que representamos? Quer fazer o favor de nos elucidar?
Mas, como digo, falo particularmente para si, senhor Marcelo, que não passa de um adepto do Sporting sem pretensões, penso, de representatividade no Universo do grande clube Sporting Clube de Portugal.

Que o Sporting nos possa logo mais dar uma grande alegria.
Pelo menos, a mim dá.




De pássaro viajeiro a 08.03.2012 às 02:21

Senhor Marcelo:
Depois da sua brilhante prelecção...
Quedo-me estarrecido como um desses filósofos, bêbedo, alto, magro, doente e pálido como quem encara o mundo como se daí já nada haja a aproveitar, ou não valha a pena.

De pássaro viajeiro a 08.03.2012 às 02:47

Por outro lado.
Já que vim e estou poisado.

Empoleirado no meu galho
Miro o mundo aos tropeções
Uns lamentando o triste fado
Outros, no muro das lamentações.

Outro (*) de fado triste
A quem a glória não assiste
Vociferando ao Glorioso
Como um gatinho merdoso

(*) no singular, obviamente


De semprescp a 08.03.2012 às 16:27

Não rima.
Saudações Leoninas

De pássaro viajeiro a 08.03.2012 às 17:15

Não rima mas é significativa
Duma imagem meio tremida
Verdadeira e não distorcida
Dum felídeo periclitante,
Medroso, tímido e hesitante
De miado lamuriento
Que nem com a ajuda do vento
A consegue meter lá dentro

Mas espero que por contradição
Logo mais brigue com animação
Lute com garra e determinação
Faça das tripas coração
E dê ao Bife uma lição.

Saudações vermelhas sanguinolentas

Eheh...


De bolaseletras a 08.03.2012 às 23:22

Gatinho merdoso? Agora esteve mal, tenha tento na língua e respeito, aqui ninguém o recebeu mal apesar de não ser das cores dos habituais frequentadores deste blog. E já agora, das minhas cores.

De pássaro viajeiro a 09.03.2012 às 00:45

Eu não disse isso.
Não me conhece mas acredite que nem sou malcriado nem ofensivo.
Disse, e faça o favor de reparar....medroso

De Filipa a 08.03.2012 às 10:58

Olha eu num blog também de futebol...

De pássaro viajeiro a 08.03.2012 às 11:19

E faz muito bem, Filipa!
À condição de não vir denegrir o Glorioso, mostra ser uma senhora de fino recorte artístico e de belíssima sensibilidade.


Por outro lado. Não é nada surpreendente atingir-se a notoriedade quando se discorre sobre o Glorioso. Muito ao invés, correm-se sérios riscos de mais que reconhecida popularidade.
Isto porque, os sportinguistas no geral e o senhor Marcelo em particular, estão muito enganados quanto ao reconhecimento do mundo pelo indelével clube Benfica.
Seis milhões são em Portugal, mas o Glorioso é muito mais que isso! É nome e conhecimento intemporal nos locais mais improváveis dos mais recônditos ângulos do planeta
Como de resto, aqui deixo prova.

Em 1987, em plena floresta equatorial, deparei com os pigmeus.
É um povo nómada sem poiso definido, tanto habitam o Gabão como o Congo, Guiné Equatorial ou Camarões sem se fixarem em nenhum, por isso não são considerados por nenhum país. Não votam, não participam em nada, habitam hoje aqui amanhã ali, não constroem, não semeiam e menos colhem; andam nus, vivem do arco e do mel, não falam nenhum dialecto conhecido e comunicam por estalidos. Enfim; homem primitivo.
– Sou português! – Disse eu sem nenhuma veleidade em ser compreendido.
Ficaram a olhar para mim feitos parvos. Insisti no sou português, quando, para meu espanto, um de entre eles se destacou e com um largo sorriso de satisfação de orelha a orelha, disse apontando-me aos outros:
– Bric, tric, trac, flic blic...Benfica!

De bolaseletras a 08.03.2012 às 23:23

Filipa, se atentar bem, verá que por aqui há muito mais que futebol. Mas nestes dias tem sido de facto o assunto do dia. bem vinda;).

De Pedro Nogueira a 08.03.2012 às 15:02

Ainda sobre o tema de ontem.
Para mim, é indiferente, quem quer que tenha sido prejudicado desde que o no jogo não entre o Sporting Clube de Portugal.
... ou que o prejudicado não seja um adversário do carnide :p
Agora um pouco mais a sério. Podem dar as voltas que quiserem. O erro mais visível pode até ter sido a favor dos andrades mas eles é que foram os mais prejudicados pela arbitragem.
António, desculpe-me a sinceridade, mas torcer pelo carnide, interna ou externamente, nem no meu pior pesadelo aconteceria. Só de pensar nisso, até arrepia.
Qualquer derrota desses gajos, nem que seja a feijões, é para mim uma alegria quase tão grande como uma vitória do SCP. Por falar nisso. Logo, se levarmos menos de 6 já é uma vitória :p

Ser destacado a propósito de escrever sobre um qualquer livro, poderá até acontecer mas, se para a maioria, ter de usar um botão de scroll já inviabiliza a leitura de um post...

De pássaro viajeiro a 08.03.2012 às 15:46

Olhe! Nem mais, caro António.
Dado que isto anda hoje por aqui muito fraco, fraquinho, quase moribundo a exemplo do vosso felídeo, que tal ensaiar um destaque a propósito de um livro?
Ofereço-lhe um dos meus que desgraçadamente a editora fechou logo após edição, o amigo lê e depois, faz uma trégua no seu ódio ancestral contra um desvalido lampião e vem aqui gabar o dito cujo comme il faut.
Hem!?...

De Marcelo Silva a 09.03.2012 às 00:18

Citando António Ferro ‘ não me importo ser como alguns, não quero é ser como todos ‘. Sou do que escolhi ser, não sou obrigado a gostar, nem quero gostar de outros que não os que gosto. Seja pelo que for, nem pelo dito nacionalismo que tantas vezes bacocamente evocam. E assino por baixo com o meu nome, não sob qualquer outro como pássaro viajeiro. Represento a minha opinião que, por vezes, é igual à de muitos outros Sportinguistas com quem me identifico. Mas se for diferente, tudo bem. E mais, não preciso que gostem do meu clube de vez em quando, que tenham essa gentileza momentânea, cínica e de circunstância porque jogamos contra estrangeiros. Os do Real Madrid não gostam dos do Atlético, os do Milan AC não gostam dos do Internazionale e por aí fora. Não tem que gostar, nem a opinião conta para grande coisa. Nem o apoio ‘ nos aquenta como não nos arrefenta ‘, como diriam na terra do meu Pai. É o que é. Ponto. E se chamam isso ódio, chamem. Dá igual.
Moro a 800 metros do Estádio António Coimbra da Mota. Onde joga o Estoril-Praia. Houve um tempo, em que o Estoril-Praia foi dirigido por António Damásio e Jorge Figueiredo. Jogavam-se as últimas jornadas da 1ª liga e o clube da linha recebia o todo-o-poderoso clube a que os dirigentes do Estoril sempre pertenceram. Supostamente este jogo era para ser jogado na Amoreira, aliás como todos os outros jogos da equipa da casa até a esse dia. Mas foi jogado a mais de 300 km da Amoreira com a justificação ridícula de fazer mais dinheiro para os cofres do clube da casa. Nessa semana, não houve miséria na Amoreira e tudo foi patrocinado, por assim dizer. Poucas camionetas acompanharam a equipa de Litos. Ou melhor a equipa de Damásio e Figueiredo. A coisa estava decidida e contou com a bênção de Cunha Leal que estava na liga. Estádio do Algarve. Revolta no balneário do Estoril-Praia pois há coisas que não se compram. E gente de espinha direita que não se vende. Malta, vamos lá tentar ganhar isto, mesmo considerando o esquema delineado! E assim tentaram, mas infelizmente o circo estava montado, onde nem faltou um palhaço mascarado de árbitro. E contra tudo isso…Houve muita gente que deixou de ser do Estoril. Malta com muitos anos de sócio. Malta que também não se deixa comprar…
É isto que são. É isto que representam!
E são a Leonor Pinhão, o Barbas, o Zeca Diabo, a Marta Rebelo, o Rui Gomes da Silva, o António Pedro Vasconcelos. Especialmente a Leonor Pinhão e a tvbenfica. E representam a soberba, a arrogância, a falta de fair Play, a batota, o sistema instalado, os benefícios constantes, os favores de todos os que lhes prestam vassalagem. E acham que tudo lhes é devido, como se fossem os reis do mundo, imunes a todas as leis, acima de todas. Acima de todos, sem olhar aos meios para atingirem os seus fins.
Eis o que são, eis o que representam para muitos!
Das minhas pretensões não lhe falo, porque não me apetece. Sobre o meu clube, escrevo, falo, critico, aplaudo, sofro e tudo o mais que esta paixão encerra. Aqui e no meu blog. Não explico, alimento. E mais, Graças a Deus que sou Sportinguista. Não do clube do poeta…
Fique o pássaro viajeiro em companhia do seu filósofo bêbado. Ou será o poeta a Leonor Pinhão? Pelo mal que escreve, parece! E com as suas rimas, empoleirado que está nesse galho. Aqui, fazia-lhe uma rima fácil, mas apenas lhe digo que me estou a defecar para si… ( aquela parte do gato )
E os milhões que contabilizaram em África, especialmente no Gabão, no Congo, na Guiné Equatorial e, imagine-se, nos Camarões. Ui tantos! Até nos confins do Burkhina-Faso. lá descobriram uns milhões de benfiquistas, escondidos atrás de umas cubatas. E nas Ilhas Virgens? Opá, ai descobriram muitas…feminino, plural…
Bric, tric, trac, flic blic...Benfica! E o senhor africano deu um traque!
Ou teria sidi um ‘ trique ‘? Assim, rimava com blic.
Quanto a benfica? Rima com aquilo que o gato faz quando vai à caixa.
Paste bem.

De pássaro viajeiro a 09.03.2012 às 01:06

Senhor Marcelo.
O senhor para lá de malcriado, é sobremaneira agressivo e ofensivo.
Todos os argumentos para si são válidos, mesmo aqueles demonstrativos de uma pequenez tacanha.
Até a minha escrita critica, quando na verdade não viu correspondência de minha parte para consigo, e acredite que teria, se de índole pequenina fosse, sobejos motivos para lhe mostrar a incoerência do seu descritivo.
Para terminar, porque creio já me ter alongado até por de mais, fique o senhor na felicidade das suas convicções, que eu parto na paz das minhas certezas.
Mais triste que perder a vida, é viver-se sem o sublime dom do humor.
Mas isto sou eu, que seguramente não tenho os mesmo motivos causadores de infelicidade que certamente terá, para viver amrgurado.

De Marcelo Silva a 09.03.2012 às 12:46

Senhor Pássaro Viajeiro ( pois outra graça não lhe conheço ), fico lisonjeado por me ter brindado com tamanha prosa. Prosa e poesia. Três vezes, agora quatro, vi o meu nome referido, pelo que presumo que V.Exa. a mim se dirigia na correspondência. Enganado estava, pois seria para um malcriado qualquer. Porventura para um daqueles que partiu dois dentes a um senhor árbitro ali mesmo no Colombo ou, aqueloutro que entrou campo dentro e agrediu um bandeirola. Não tomando a nuvem por Juno, tenho-o noutra condição. Na de poeta, educado, culto e muito civilizado que, de quando em vez ( ou de vez em quando como mais lhe aprouver ), gosta de ofender os outros. Em rima que seja mas na maior das elevações. Passando a redundância, do alto da sua altivez, imagino-o grande a olhar para a pequenez tacanha dos outros. Cheio de si mesmo e de palavras convictas, em paz com todas essas certezas e coerências. Se existe um ser perfeito, para além do Deus em que acredito, é V.Exa. Ele quis ter na terra alguém assim e, na Sua infinita bondade, criou ou Pássaro Viajeiro ( pois outra graça não lhe conheço ) e assim alegre ficou. Ganhou o dia, os dias, a vida!
E com muito humor, sem qualquer motivo para a infelicidade ou sem ponta de amargura lhe digo Senhor Pássaro Viajeiro ( pois outra graça não lhe conheço ), que tenho especial gozo em brincar com estas coisas, entrar nestas dialécticas e escrever. Está à vista que não escrevo como V.Exa. e que me saem mais baboseiras da pena. Um dia destes ainda replico, versejando. Tenho que ir ler uns livros de um bom poeta para aprender e deixar de ser bruto que nem um tamanco, rude e malcriado.
Aproveito para agradecer ao António, autor deste excelente blog. Primeiro por ser quem é, um muito melhor ‘ sportsman ‘ do que eu. Segundo, por trazer à primeira página do Bolas & Letras temáticas tão interessantes e que provocam tão brutas quantos poéticas discussões. Perdão António pelo emprego da palavra ‘ brutas ‘, fugiu-me, mais uma vez, a pena para a deselegância.
E desta forma me despeço de V.Exa. O Pássaro Viajeiro.
É hora de almoço, a patroa já colocou a comida na mesa. Se não tivesse, a estas horas, já tinha levado duas berlaitadas. E ainda ia descansar para o tanque. Depois de bem comido e bem bebido, dois arrotos assim à bruta. Tiro os restos do bigode e ainda tenho tempo para um penalte de bagaço.
A vida é muito boa e depois vem os poetas e escrevem aquelas coisas cheias da tristeza e de amargura. Ah e mais o fado e a desgraçadinha, até com rimas e tudo. Ó pá, a vida são mas é comes e bebes e mais umas quantas mijas fora do penico. Isso é que é, quais literaturas mais poemas!!!
Marcelo Silva
Porta 10A

De pássaro viajeiro a 09.03.2012 às 13:39

Ámen...

De bolaseletras a 09.03.2012 às 14:11

Marcelo,

Clap Clap Clap! Em grande forma, a sua pena! Obrigado pelas suas palavras, mas olhe que de "sportsman" não tenho assim tanto...às vezes ando em fases mais de maré calma, como esta, mas quando me chega a pimenta ao nariz, não há vermelhusco que me engula;).

Grande abraço

De pássaro viajeiro a 09.03.2012 às 14:55

Senhor Marcelo.
Não vai, nem mesmo hipoteticamente considerando, presumir a veleidade de nos embrenharmos aqui numa acesa discussão, dessas capaz de incendiar o inferno, não é verdade?
Já nos explicámos, senhor. Ou por outra; não nos explicámos nada mas também não é muito importante.
O que é facto objectivo e concreto é que nem eu sou pássaro de sua simpatia nem o senhor é cavalheiro de minha estimação. Logo, está tudo bem. O mundo continua a girar, o rico a gastar e o pobre para ele a ganhar, que é como quem diz; o senhor usa as suas gravatas e eu as minhas.
E assim me despeço.
Embora lhe custe a crer, acredite que sem nenhuma animosidade.

Sou um pássaro viajeiro
Pelo mundo caminheiro
Bom amigo e companheiro
Prezo a amizade por inteiro

De pássaro viajeiro a 09.03.2012 às 15:09

Ah! Era o senhor bolaseletras a responder ao senhor Marcelo.
Não importa, é irrelevante, adiante.
Compensa o longo descritivo pela síntese de resposta.

Eheh...

De Marcelo Silva a 09.03.2012 às 17:20

Senhor Pássaro Viajeiro,
Homessa, o inferno não arde mais por estas nossas animadas palavras. Foi com profundo ‘ embrenhamento ‘ que fomos nesta dialéctica, não vendo eu motivo para deixar de a alimentar com a lenha das nossas ideias. Por muito que sejam diferentes. Uma picardia aqui, uma outra ali podem ajudar a manter o lume activo. E modéstia à parte, até somos pessoas para escrever umas coisas com nível aqui no Bolas e Letras do António
Explicamos sim senhor. Mesmo tendo sido pouco, já foi alguma coisa.
Quanto à simpatia e estimação, são coisas para outros dias. Uma vez que me respondeu e eu lhe respondi de volta fica, pelo menos, a atenção dispensada um ao outro. Falando por mim, se não valesse a pena uma boa peleja, não lhe tinha respondido. E as suas palavras são de elevadíssimo calibre
E sim, por mim está tudo bem. Também não lhe emprestava as minhas gravatas. Há coisas que são tão auto-próprias que não se emprestam
Não me custa nada, mesmo que pense o contrário.

Prezo os mesmos valores por inteiro
Que o bom amigo e companheiro
Apesar de menos caminheiro
Respeito de Sportinguista ao Pássaro Viajeiro

Saudações desportivas
Marcelo Silva
Porta 10A

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters


favorito


links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

pesquisar

Pesquisar no Blog