Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Assim se vêm dois canalhas

Quinta-feira, 07.06.12

 

 

Se há característica que cola a muitas das personalidades que nos habituamos a aturar neste Portugalzinho de tanta gente mesquinha, é a inveja. A inveja dança-lhes na língua, a inveja é o veneno que os alimenta. Quais abutres, pairam sobre tudo e todos, aguardando o momento certo para mergulhar sobre os corpos frágeis. Queiroz e Manuel José, por razões distintas mas ainda assim não tão distantes, decidiram atacar a selecção, os jogadores, o seleccionador, o trabalho de toda uma estrutura. Porquê? Porque são dois canalhas ressabiados. Se tinham alguma razão no que disseram? Não tiveram razão no timing, no ódio com que atacaram, pelo que tudo o resto fica por terra, sobretudo porque pouco tem a ver com futebol.

 

Louvo aqui a excelente resposta da Federação, através do seu gabinete de imprensa e de Humberto Coelho. Sobretudo, apreciei a mensagem: deixem lá de falar de tudo o que não é futebol e falemos sobre o futebol, os belos lances, os golos, as defesas únicas. De uma vez por todas, deixemo-nos de canalhices e saibamos apoiar a selecção. No fim fazem-se as contas, até lá apoiemos a nossa equipa. FORÇA PORTUGAL!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:39

Portugal 5 - Espanha 0

Quarta-feira, 17.11.10

 

Comparar a selecção de Queiroz que há 5 meses enfrentou e perdeu com a Espanha no campeonato do mundo com a actual selecção de Paulo Bento, é o mesmo que comparar a água com o vinho, um deserto de ideias com um oásis de iniciativas prenhas de imaginação. A atitude defensiva e expectante deu lugar a uma impressionante pressão alta e constante de toda a equipa, a procura incessante do ataque substituiu a preocupação doentia com os processos defensivos, Paulo Bento devolveu a esta selecção a alegria de jogar e a confiança inabalável nas suas qualidades, que, não mais duvidem, esta equipa tem para dar e vender.

 

Cristiano Ronaldo é hoje outro, um líder e uma estrela apoiado numa equipa coesa e colaborante, quando antes era o salvador de uma pátria acabrunhada e decadente. Moutinho é o fulgor e a classe que o meio campo nunca teve com Queiroz, Carlos Martins o poder de fogo que tanta falta sentimos no campeonato do mundo. Postiga é um jogador ressuscitado, um milagre de Paulo Sérgio bem aproveitado por Paulo Bento. João Pereira um reforço importante (eficaz e corajoso jogo), Bosingwa uma recuperação importantíssima. Nani, um jogador fundamental nesta equipa, tem rapidamente que perceber uma coisa: por mais qualidade que tenha, nunca atingirá a dimensão de CR7. As coisas são como são e Nani não pode querer mudar o que o destino ditou. Paulo Bento? Algum dia ainda alguém há-de reconhecer o fantástico trabalho que fez no Sporting com uma equipa inferior ou semelhante à actual. Resumindo, o Paulo está de parabéns e os rapazes também!

 

 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:01

A pergunta que custa tanto fazer

Sábado, 02.10.10

 

Aqui devia estar em grande forma

 

Nesta terra enxameada por notícias desportivas, com vários jornais exclusivamente dedicados ao desporto rei, jornalistas especializados nos mistérios da bola, não há ninguém que pergunte a Carlos Queiroz o seguinte: porque é que se Deco é hoje um ex-jogador em actividade, há pouco mais de 3 meses foi chamado por ele para um mundial, colocado a jogar a titular, posição que só perdeu quando levantou o véu sobre a inépcia de Queiroz? E, já agora, opine, escreva, comente, vá lá, se questione sobre o porquê de, segundo Queiroz, Deco estar em miserável forma aquando do mundial, mas mesmo assim ter sido seleccionado por Queiroz e ter jogado a titular por sua indicação? Num país onde os jornalistas evitam colocar as questões que interessam não se pode esperar nada de bom.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:51

Então e o bébé, Professor, também é culpa do Laurentino?

Quarta-feira, 22.09.10

http://www.guardian.co.uk/football/david-conn-inside-sport-blog/2010/sep/22/bebe-six-steps-manchester-united

 

 

 

 

Todas as montagens foram contributos de leitores do jornal "The Guardian"

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:08

Os inevitáveis efeitos da bandalheira

Sexta-feira, 03.09.10

 

 

Só um povo pouco avisado e nada habituado a reconhecer que as acções e os comportamentos geram as correspondentes consequências, pode ter estranhado a pouco dignificante exibição da nossa selecção. Esperar que um conjunto de jogadores mantenha a união, concentração e motivação depois de semanas a assistir ao achincalhamento público do seu líder (bom ou mau, isso não é importante neste ponto da discussão), é o mesmo que mergulhar a cabeça na areia para não ver a realidade. Mais ainda, quando estes profissionais percebem que o acusador mor é o representante do Governo responsável pelo desporto português. Toda esta gente devia ter vergonha e noção do mal que está a fazer a uma selecção e a um espírito de equipa que demorou anos a construir (9.000 espectadores, uma vergonhosa assistência, impensável há poucos meses). Cheguem a um acordo, deixem de lavar roupa suja na praça pública e inicie-se um novo ciclo enquanto é tempo. Sim, Queiroz não tem condições para continuar, porque perdeu a credibilidade junto do público e das instituições, mas, sobretudo, junto dos jogadores. Gilberto Madaíl, repreendido e ridicularizado pelo chefe, devia abandonar o poiso, o tacho, o trono que lhe aquece o rabinho tremido e ir à sua vida.

 

Apesar da perturbação ter prejudicado o desempenho da selecção, não se pode esquecer o “crime” de incompetência continuada desta equipa técnica. Colocar Raul Meireles e Manuel Fernandes a titulares no meio campo, dois jogadores com pouco mais do que zero minutos competitivos nas pernas, foi o sinal máximo dessa continuada “falta de jeito”. A falta de competição de Meireles no segundo golo do Chipre é nítida, podia ter-se poupado um excelente jogador àquele ridículo momento. Depois, para reafirmar a asneirada contínua, a chamada, apenas em segundas núpcias, de um Quaresma como há anos não se via, é uma perfeita idiotice. Uma coisa conseguiu esta gente: aproximar finalmente a produtividade da selecção dos miseráveis níveis com que áreas como a economia, a saúde, a educação e a justiça abrilhantam o país. De facto, aquela disparidade começava a ser incompreensível. Há que agradecer à bandalheira dos habituais máximos dignitários da nação por esta necessária harmonização de desempenhos.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:01

Robbie Savage - estágio pré-jogo

Quinta-feira, 02.09.10

Estou mais habituado a ver o Robbie Savage a varrer rótulas e tornozelos pelos relvados da Liga inglesa, mas isto também é muito bom. Alguém devia ter avisado o Professor Queirós que esta música é tipicamente escutada e cantada por gente com tendência para a javardice.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:28

As I lay dying (pérola 1) – As palavras, o professor e o polvo

Quarta-feira, 01.09.10

 

 

“Foi quando aprendi que as palavras não servem para nada; que as palavras nunca se adaptam nem mesmo ao que elas querem dizer. Quando ele nasceu compreendi que a maternidade foi inventada por alguém que tinha de arranjar uma palavra para isso, porque as que tinham os filhos não queriam saber se havia ou não uma palavra para isso. Compreendi que o medo foi inventado por alguém que nunca tinha tido medo: o orgulho, por quem nunca tinha sentido orgulho.”

 

Faulkner, um artesão das palavras, sente-lhes o vazio, pesa-lhes a ausência de sentido quando desligadas da substância a que dão forma. Por outro lado, mesmo quando impregnadas de vida, prenhes de inebriantes conjugações de letras e sons, as palavras têm como destino, inevitavelmente, o progressivo aniquilamento, letra por letra, de todo o edifício formal que ambicionaram erigir. Porque a representação do que é sucumbe sempre à perenidade da existência que permanece, independentemente do som com que nos é transmitida, indiferente às infinitas grafias com pretendemos apreender o real. Com dizia o nosso seleccionador, um polvo pode ser uma nuvem ou um terramoto. Palavras para quê?

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 19:50

Nós somos todos muito estúpidos e o Senhor Professor é muito espertinho

Terça-feira, 31.08.10

 

 

Visto com alguma incredulidade em directo na SIC, confirmadas as alarvidades no site de "A Bola". O texto infra é um pequeno exemplo de uma personagem em autêntica roda livre. Sem menosprezar o vergonhoso processo que montaram contra Queiroz, é impossível não sentir asco pela vitimização infantil do professor ou pela sua inacreditável teimosia em não assumir a responsabilidade pelas aleivosias que tem dito por aí. Em suma, citando o próprio, há que varrer a merda que contamina a FPF.

 

"Carlos Queiroz recusou esta noite, em entrevista à SIC, ter querido fazer qualquer associação entre a expressão «cabeça do polvo» e a máfia quando disse, em entrevista ao Expresso, que o vice da federação Amândio de Carvalho era a cabeça do polvo que queria vê-lo afastado da Selecção. «O que disse é que o senhor Amândio de Carvalho estaria de acordo com aqueles que pensavam que eu tinha de ser suspenso, chamem-lhe polvo, nuvem ou terramoto. O mundo caiu-me em cima quando aterrei em Lisboa. Naquela altura, se pudesse votar, até eu votava contra mim», esclareceu Carlos Queiroz.

O treinador explicou o que esteve na origem das palavras que dirigiu a Amândio de Carvalho: «Quando estava a apresentar a minha defesa no Conselho de Disciplina, há uma entrevista do senhor Amândio de Carvalho à Lusa, onde o senhor não admite outra coisa que não seja a minha suspensão, algo que estranhei porque CD não se tinha pronunciado e porque não tinha sido isto que eu tinha combinado e presidente da FPF. Não quero acreditar que um membro da direcção soubesse decisão antes de eu apresentar a minha defesa».  Carlos Queiroz disse mesmo que não sabia que polvo era uma expressão associada a máfia - «eu estive 16 anos no estrangeiro», disse ao jornalista Rodrigo Guedes de Carvalho, que conduziu a entrevista."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:22

Pérolas da blogosfera - A vergonhosa novela Queirosiana

Quarta-feira, 11.08.10

 

 

Por motivos estivais e de sanidade mental vou abster-me de reflectir sobre a personagem abjecta em que se tornou o nosso seleccionador nacional, vou dar de barato que o Senhor tem um gravíssimo problema de dupla personalidade megalómana. Fiquem com um óptimo trecho do Besugo sobre a temática, que podem completar aqui: http://gravidadeintermedia.blogspot.com/2010/08/eres-un-paquete.html.

 

"Já defendi e mantenho que Carlos Queirós devia ser despedido pelos bons motivos: "o senhor desculpe mas nós enganámo-nos, já sabíamos que da bola o senhor pesca pouco, até nos lembramos que ficou conhecido em Madrid como el paquetón e temos ciência do sucesso que teve nos States e na África do Sul, mas paciência, ainda assim enganámo-nos, de maneira que vamos fazer contas - sim, que os enganos pagam-se - e depois o senhor é livre de ir treinar o Curdistão, ou assim". Mas também não me oponho a que o despeçam pelos maus motivos. Já pensei alguma coisa nisto e perdi os pruridos: quanto mais leio Queirós mais me apetece fechar o livro, com bastante rapidez e força, de preferência com ele lá dentro a cismar nas substituições."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:06

Pérolas da blogosfera - Liedson, Queiroz e seu impacto na selecção

Sábado, 12.06.10

  

 

Depois de desaparecido um mês e meio a coser meias ou afins, Rogério Casanova (http://pastoralportuguesa.blogspot.com/) regresssa com um fabulástico artigo sobre o mundial e o que podemos esperar da nossa selecção. Fiquem com o que há para dizer sobre Liedson e Queiroz e o que andam eles a fazer pela selecção de todos nós. Vão ler o resto à Pastoral do Rogério que é absolutamente imperdível.

 

 "Temos um problema adicional no facto de o Liedson não ser o Lisandro, e continuar, aliás, a subsistir no futebol português como um curioso exemplo de anti-NunoGomismo; excelente em todos os aspectos em que o Nuno Gomes era mau, péssimo em todos os aspectos em que o Nuno Gomes era muito bom, Liedson está agora a ser para a selecção nacional o mesmo que tem sido para o Sporting: uma coisa alienígena ali no meio a emperrar a engrenagem colectiva, condição disfarçada em Alvalade pelo facto de ele ser extravagantemente melhor do que a engrenagem que emperra."

 

 

 

"Queiroz ou pensa no que é de base, ou no que está dez anos para a frente, nunca no imediato. É um tipo de inteligência que não admite contingências - e historicamente, a sua resposta a contingências tem sido desastrosa. Estamos a falar de um homem capaz de planear com rigor uma campanha transnacional de vacinação preventiva, ou de fazer um plano quinquenal para erradicar a constipação. Mas se alguém espirra à sua frente, o homem desintegra-se, e é capaz de tirar o Paulo Torres ao intervalo, meter o Capucho a lateral-esquerdo e levar seis golos do Benfica, ou do Brasil."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:20





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters


favorito


links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

pesquisar

Pesquisar no Blog