Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A Raquel Welch armada em má e gira como nunca

Quinta-feira, 12.01.17

 

z_raquel welch.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:41

E para o reveillon, diverti-vos mas evitai a confusão (cena de 8 ½, de Federico Fellini)

Sábado, 31.12.16

  

E para o reveillon, diverti-vos mas evitai a confu

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:39

Os cucos voando bem acima dos carneiros

Segunda-feira, 03.10.16

 

z_loucura_ninho de cucos.jpg

 

“Voando sobre um ninho de cucos” é um filme de loucos, sobre loucos, para loucos. Poucas coisas me tocam mais do que a loucura, sobretudo porque desconfio sempre que por trás dela reside a incapacidade de se viver neste mundo “normal” que rejeita tudo o que for além do comportamento aceitável, do politicamente correcto, que abomina o que se encontra fora da mediania cívica, amorosa e social que põe a carneirada a caminhar nesta infinita e modorrenta linha recta que é ir levando a vidinha. Impossível não amar Jack Nicholson neste papel e depois deste papel, impossível não reforçar a desconfiança de que a verdadeira e pura alegria está no mundo dos loucos ou, pelo menos, naqueles raros momentos em que nos concedemos uns pozinhos de loucura. Vejam lá isso, carneirada.

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 16:32

2046, Wong Kar Waï

Domingo, 18.09.16

 

2046, Wong Kar Waï.jpg

 

2046_2.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por bolaseletras às 08:22

Il Gattopardo

Quinta-feira, 01.09.16

 

z_Il Gattopardo.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:40

"Suddenly last summer", com Elizabeth Taylor, Espanha, 1959

Terça-feira, 16.08.16

 

eli.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 13:03

Anita Ekberg, Fellini, amor, ódio, fama e esquecimento

Terça-feira, 12.04.16

 

anita felini 2.jpg

 

Anita felini3.jpg

 

"When the film was presented in New York, the distributor reproduced the fountain scene on a billboard as high as a skyscraper. My name was in the middle in huge letters, Fellini's was at the bottom, very tiny. Now the name of Fellini has become very great, mine very little." - Anita Ekberg

 

anita 4.jpg

 anita 5.jpg

 Anita Ekberg.jpg

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:18

Theron, Charlize Theron

Terça-feira, 05.04.16

 

Charlize Theron.jpg

 

"And I was victim to that very early in my career, where I would go into auditions, and I'd be wearing a big T shirt, a big baggy T shirt and loose jeans. You know, to try and show people that there was more to me than just that."
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:19

Always watch good movies

Quarta-feira, 02.03.16

 

always watch good movies.jpg

 

Não há tempo para maus filmes quanto mais para os bons. O Leo ganha um Óscar, esquece-o num restaurante e eu, passe o exagero, já não o via quase desde o Titanic. Isto de um tipo andar ocupado a trabalhar, a fazer filhos, a educá-los e afins não deixa muito tempo para fitas. Mas isto dos filmes é como os livros: há tanto trigo no meio do joio que depois do tempo perdido a peneirar o cereal que de facto interessa, já pouco sobra para nos sentarmos na poltrona de casa ou do cinema para apreciar a arte. Onde é que isto nos leva? A lado nenhum, talvez a mais uma explicação de porque é que eu não tenho tempo para mais e melhores filmes. Porque quando o tenho gosto também de pensar e escrever sobre o nada. Se por acaso conseguir sentar-me na tal poltrona, perante a tal obra-prima, sou rapaz para me distrair com a mosca que voa junto ao écran, pensando, realmente intrigado, se é a luz que a atrai ou a camareira do cinema que deixou uma janela indevidamente aberta.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:09

American sniper

Segunda-feira, 08.02.16

american-sniper-movie-hd-wallpaper[1].jpg

 

American sniper de Clint Eastwood tem tudo para ser um clássico cliché dos filmes americanos de guerra e não deixa de o ser, porque tudo o que é tratado e repetido até à exaustão o é, porque a vida e a arte que a imita mais não é que um saco cheio de clichés amontados. O cliché é o horror da guerra, o impacto que isso tem para as famílias dos que vão atuar nesse teatro de morte, o trauma pós-guerra desses atores e novamente o impacto que tem nas famílias essa destruída/destrutiva nova pessoa que encarnou num novo espírito, a mais perfeita transformação de um actor. O filme tem tudo isso, mas Clint Eastwood teve o génio de tornar a glorificação de um soldado americano que se tornou um mito na guerra do Iraque em algo mais. Bradley Cooper regressa a casa, para os filhos e a mulher que indubitavelmente ama, mas nunca regressa de facto, o que faz com que por quatro vezes regresse ao Iraque. The legend, como lhe chamam, aquele que matou dezenas de iraquianos para proteger os seus compatriotas, sentia que, como um Deus, podia evitar as mortes dos seus irmãos de armas e de sangue. Amava a família mas sentia que algo maior lhe estava destinado, que regressar à América era abandonar à sua sorte aqueles que tinha o dom de poder salvar. Geralmente o cliché aponta para a dor por estar longe de casa, o sofrimento dos soldados, o regresso ansiado e manchado pelos infinitos traumas da guerra. Eastwood deu esta volta ao enredo e saiu-se bem. Bradley Cooper só redescobre a paz quando, de regresso a solo americano, consegue ajudar veteranos de guerra a atenuarem as suas dores. Antes disso, era como um médico que negligencia a família porque sente que a sua missão é salvar muitas outras, como um cineasta que aos oitenta anos, depois de produzir dezenas de filmes ainda sente que pode mudar a perceção do mundo, aperfeiçoar a arte mais e mais. Como um D. Juan que ama a sua mulher mas que sente que pode dar felicidade a tantas mais mulheres. Nada é preto, nada é branco, o que a milhares de olhos é errado pode criar tanto bem a milhares de outros. Não há mal e bem absolutos, tudo é relativo, tudo depende da perspectiva de quem perde o bem ou de quem dele usufrui.

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:07





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

pesquisar

Pesquisar no Blog