Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Cohen, Leonard Cohen (ganhem, por favor e por vocês, estes 5 minutos e meio de vida)

Quarta-feira, 30.08.17

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:35

O regresso

Terça-feira, 29.08.17

 

z_calor_piscina.jpg

 

Há verões que não voltam, há sensações que se perdem no tempo obscuro das nossas ténues recordações. As escassas semanas que nos concedemos da vida que sonhamos são a amostra da nossa impotência face ao peso da vida que nos verga nos restantes 340 dias do ano. Não haverá soluções e escassas serão as artes mágicas que atenuem a sensação de impotência que comporta o regresso das férias. Talvez vivermos melhor o dia a dia, encararmos as chatices laborais, familiares e escolares como um desafio à nossa capacidade criativa, colocarmos um pouco de magia em tudo aquilo que parece aborrecido e repetitivo, enfrentarmos os rituais diários com um leve sorriso trocista, descobrir-lhes a graça e pincelar-lhes o cinzentismo com o arco-íris que nos ficou dos dias de mar e de sol. Porque não, simplesmente, tirar uns minutos pela manhã para escrever umas parvoíces ou para refletir sobre tudo e sobre nada? Experimentem.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:23

O Bukowski é que a levava direita

Sexta-feira, 25.08.17

 

bukowski.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:47

That is the question

Terça-feira, 22.08.17

 

you.jpg

 

Talvez esta devesse ser a grande questão da humanidade. Talvez seja esta a questão que nos atormenta, mesmo que inconscientemente, ou não tão desconhecedores da mesma, mas apenas forçando-nos a não a reconhecer, receosos das respostas a que chegaríamos. Somos muitos mais do que os supostamente exagerados heterónimos do grande Pessoa. Somos bonus pater famílias no recato do lar, somos tiranos inclementes nas 8 horas em que nos fechamos nos cubículos que nos enchem os bolsos, somos divertidos e espirituosos nas redes sociais, somos lobos sequiosos se largados à solta na noite onde todos os gatos são pardos, somos católicos praticantes e candidatos a mártires quando não estamos armados em pulhas egoístas em busca de mais meio pataco para rechearmos os aforros que nos conduzirão ao telemóvel de última geração ou ao volante do bólide dos nossos sonhos. Quem somos nós quando estamos apenas na nossa presença?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:54

Arranha-céus, por J.G. Ballard

Domingo, 06.08.17

20170806_232748.jpg

 

Em tempo de praias a abarrotar, de gente que se digladia para pedir uma imperial num qualquer balcão, nestes estranhos dias em que a canícula enlouquece os habitantes de automóveis que formam filas sem fim, quase que arrisco dizer que este livro poderia ser uma aproximação a uma horrenda realidade futura não tão distante como isso. Os 2.000 habitantes de um arranha-céus auto-suficiente percebem que a constante exposição do homem ao homem, com os seus interesses visceral e propositadamente opostos (ah, a doce atracção da luta por algo) é a melhor forma de proporcionar a aniquilação final do homem pelo homem. Ballard embala-nos nesta fábula do mal, contagiando-nos pela secura e naturalidade com que narra o crescendo do ódio e da banalidade do mesmo. Não queremos acreditar que um futuro próximo nos possa trazer algo semelhante mas olhamos para o passado não tão longínquo e reconhecemos o mal. Apenas o cenário mudou, para um supostamente moderno e aconchegante arranha-céus. Não nos deixemos iludir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:44

Emma Hartvig - o presente inacabado

Quinta-feira, 27.07.17

 

10.jpg

 

O último post indiciava que o blog abrira a porta à enxurrada de fotos de mulheres perfeitas e idílicas imagens de Verão. Falso, este blog não é de fiar. O cérebro tanto se desliga como no segundo a seguir borbulha de ideias, sufocado por dúvidas e prenhe de soluções imperfeitas. A fotógrafa sueca Emma Hartvig descobriu com a sua câmara o que boa parte da humanidade demora toda uma vida a reconhecer: não há corpos nem histórias de amor perfeitas, todas as histórias permanecem incompletas, o presente é um inacabado ponto de interrogação, a solidão tanto se vive só como acompanhado.

 

11.jpg

 

12.jpg

 

13.jpg

 

14.jpg

 

15.jpg

 

16.jpg

 

17.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:08

Disfrutar - não ceder às maléficas e anestesiantes garras do maralhal

Sexta-feira, 14.07.17

1.jpg

 

Perdermo-nos no ruído dos outros é esquecermo-nos de nós. Será vantajoso, se é esse o esquecimento que buscamos. Podemos, contudo, optar por nos perdermos em nós. Numa praia deserta ou semi-habitada. No silêncio mais perfeito que só a submersão no nosso mar nos devolve. Aquela esplanada repleta de inspiração visual e morta de sons humanos. Rir sem razão e sem eco, só porque sim. O silêncio aconchegante da música. Como única companhia o sonho nas asas do desejo.

 

2.jpg

 

3.jpg

 

4.jpg

 

5.jpg

 

7.jpg

 

8.jpg

 

9.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:30

A interminável batalha está dentro de nós

Segunda-feira, 26.06.17

batalha.jpg

   

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:37

Como falar sem palavras

Quarta-feira, 21.06.17

 

z_vinho.jpg

 

There is a language older by far and deeper than words. It is the language of bodies, of body on body, wind on snow, rain on trees, wave on stone. It is the language of dream, gesture, symbol, memory. We have forgotten this language. We do not even remember that it exists.        

    

Por Derrick Jensen, "A Language Older Than Words"

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:34

Cabo Verde - um tratado sobre a morna incerteza da felicidade

Domingo, 11.06.17

IMG_20170606_230721_989.jpg

 

Uma semana na cidade da Praia a beber as raízes paternas, a ensinar números a quem não precisa de números para ser feliz e a aprender tanto sobre isso. Sobre o simples que é ser feliz. O tempo passa devagar e ninguém tem intenção de acelerá-lo. Os movimentos são suaves, apenas embalados pelo som da música, sempre presente, imanente, como que uma segunda pele. Mornas, coladeras, inúmeros ritmos dançados e cantados na língua dos eternos românticos, o crioulo que não os deixa acelerar demasiado e que, mesmo quando longe das ilhas, os mantém para sempre seus amados filhos. Desconfio que essa enebriante descontracção e leveza é o que os conduz à estagnação económica, o que os impede de dar o salto qualitativo que os prende às suas raízes africanas - muita beleza mas demasiada pobreza. Talvez se acabassem com a música. Talvez se a água do mar não fosse tão quente. Talvez pudessem trocar a sua felicidade pelo ar condicionado que os fecharia em casa, longe do mar e da música que dança pelas ruas enquanto sorriem.

IMG_20170609_200906_625.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:12





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters


favorito


links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

pesquisar

Pesquisar no Blog