Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O manto sagrado da cegueira

Quinta-feira, 19.10.17

  

svilarlusa2[1].jpg

 

As razões porque escrevo cada vez menos sobre futebol são diversificadas e não merecem que se perca muito tempo com elas. Ainda assim, abro aqui uma excepção para falar do que costumo chamar “o manto sagrado da cegueira”. Como sabem, manto sagrado é como alguns patetas apelidam a camisola do Benfica. Cegueira é o que está associado aos que a idolatram e, infelizmente não só a esses, mas sim também a grande parte dos profissionais que escrevem e peroram sobre os feitos e desfeitas da nação benfiquista. Não sei se é por comungarem do amor pelo manto, se é por terem a percepção que dizer a verdade sobre as desfeitas vermelhuscas pode fazer vender menos papel ou publicidade, ou se é apenas porque são tontos. O que se passou ontem com a estreia do mais jovem guarda-redes de sempre na Liga dos Campeões, promovida por Rui Vitória, será o exemplo perfeito disso. Será corajoso ou idiota lançar o jovem Svilar num jogo contra o colosso Manchester United, depois de apenas ter jogado um jogo a titular contra uma fraca equipa que pouco trabalho lhe deu? A resposta estaria sempre no resultado da aposta, na qualidade (ou falta dela) da exibição realizada pelo guarda-redes. Ora, depois de um frango como há muito não se via, facilmente explicado pela inexperiência e por algum deslumbramento do jovem, Rui Vitória foi crucificado? Não! O Benfica, por causa desse frango, mantém-se com zero pontos em 9 possíveis na Liga dos Campeões. O que diz disso a esmagadora maioria dos comentadores? Elogiou a coragem do treinador, elogiou o jovem que certamente nunca teriam visto jogar antes destes dois jogos, augurando-lhe mesmo um futuro radioso, ao nível do bom, velho e único Michel Preud´Homme. Para cúmulo da insanidade, José Mourinho veio dizer que só erra assim quem é brilhante, que o jovem vai ser um dos grandes, que é uma fera! Zé, és especial sim, mas o que é demais é demais, o manto sagrado assim vestido cai-te como uma samarra roçada em dorso real! Com tanta palmadinha nas costas e favores opinativos injustificados, admirem-se que a PJ e a PGR sintam curiosidade em saber das razões de tanta cegueira…

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:03

Menos, Bruno, muito menos - o Sporting não é o da Joana

Quinta-feira, 21.09.17

  

bdc.jpg

 

Adoro o meu Sporting e estou tremendamente satisfeito com a equipa que preparámos para este ano lutar por todos os títulos. Contudo, tenho escrito cada vez menos sobre esta paixão. Culpados? Os constantes ataques de diarreia verbal de Bruno de Carvalho, a postura de que os outros não são adversários, mas inimigos, e agora esta cada vez mais preocupante atitude de rei sol à volta de quem tudo deve girar, como se o clube sem ele não sobrevivesse, como se fosse ele o D. Sebastião tão ansiado pela nação leonina. Sim, Bruno de Carvalho tirou-nos de um buraco bem fundo, melhorou em muito a periclitante situação financeira, recuperou muitas modalidades, reforçou finalmente bem a equipa de futebol. Mas…porque não te calas, Bruno? Não vou colocar aqui o patético vídeo promocional da gravidez da sua esposa, em que confunde tragicamente a sua pessoa com o clube, em que utiliza a imagem do clube para se auto-felicitar e promover. É coisa de miúdo, porque creio que não há ali nada mais do que vaidade de miúdo traquina. Não deixo aqui - por vergonha alheia - o vídeo, mas deixo o certeiro comentário do António Boronha, mais um sportinguista envergonhado:

 

“Perfeitamente ridícula, desnecessária e embaraçosa, para todos os adeptos e sócios leoninos, a cena 'kitch' a que se assistiu hoje no jogo 'Sporting/Maritimo'. Um presidente que confunde a sua vida privada com vida institucional do clube que dirige não se enxerga, mesmo. 'Alvalade XXI' é o salão de festas do Sporting Clube de Portugal. Não é nem nunca poderá ser o “hall of fame” de quem transitoriamente o dirige.”

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:53

Gosto muito de você, leãozinho

Segunda-feira, 28.08.17

 

acuna.jpg

 

Admiro a paixão clubística e a devoção a uma causa, sobretudo quando as mesmas recaem sobre o meu Sporting. Não tenho concordado com a forma como o presidente e treinador do meu clube têm expressado esses sentimentos, quer em termos da comunicação para o exterior e o interior do clube, quer na imagem que por vezes dão dos seus valores desportivos, pouco consonantes com o que no fundo representam os valores desportivos dos que aprenderam a amar o que é ser Sporting. Sei, no entanto, que estão a dar tudo pelo sucesso do meu Sporting, não obstante me reservar o direito de ser crítico com algumas das suas atitudes e de exigir mais e melhor (e não falo em termos de sucesso desportivo). Não obstante esta relativa calmaria nas publicações leoninas aqui pelo blog, tenho sofrido e vibrado muito neste início de época, impelido por jogadores com espírito e fibra à Sporting. Estou convosco, com todos vós, e convosco irei até ao fim. Força Sporting!

p.s. – Quanto ao jogo de ontem digo apenas que o VAR (grande contributo de Bruno de Carvalho para a verdade desportiva) ainda vai provocar muitos AVC´s, que deu gosto perceber que Jorge Jesus anda-se a divertir a fazer de Piccini um lateral completo, que Mathieu está a viver uma segunda juventude, que Battaglia compensa tudo o resto com o seu espírito de batalha e que Bruno Fernandes é o nosso novo Balakov. Ah, e que o nosso futebol mudou por causa de dois aríetes – Acuna e Gélson só têm um objectivo: baliza, baliza, baliza!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:47

É mais certo que o destino

Sábado, 19.08.17

IMG_20170819_201852.jpg

 

Depois de um fabuloso dia de praia, de regresso ao carro o meu filho Miguel diz-me: "Pai, gostava que estivesse 3-0 para o Sporting". Rio-me com a otimista inocência da criança, dou-lhe uma paternalista festa na cabeça e enquanto tiro a areia dos presuntos reparo num simpático idoso a ouvir o relato no carro, sob o sol inclemente. "Amigo, quanto está o jogo"? "3-0 para o Sporting", responde ele com aquele tão leonino sorriso deste ano é que é. Rio-me e partilho com o eufórico puto que me responde. "Pai, adorava que acabasse 5-0!". Não preciso de saber mais nada, este ano é certinho, o caneco está no papo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:13

Leitão à moda de xutariiiii!!!

Quarta-feira, 12.07.17

 

z_eder.jpg

 

No passado fim de semana teve lugar mais um encontro da Confraria Etnográfica dos Olivais (bonum vinum laetificat cor hominis), realizado na mui nobre aldeia bairradina de Samel. Os afazeres foram os costumeiros, marcados por bons vinhos, iguarias de comer e chorar por mais (o leitão, ai o leitão que se derretia na boca), suecadas, vólei ao pé, piscina, matraquilhos, conversas leves e debates acalorados sobre o estado da Nação. A certa altura o tema mudou para aquilo que realmente interessa: sim, as memórias da vitória lusitana no europeu do transacto ano, vídeos e mais vídeos sobre a repetição da patada do Éder, da festa, da reação de todas as televisões europeias no momento do golo (destaque para a Grécia com o já famoso “Éder xutariiiiiiiiiii!!!”), enfim, quase melhor que ser feliz é recordar com gosto, saudade e aquelas lagriminhas marotas no canto do olho esses momentos de felicidade. A grande pergunta fica: como conseguimos contornar tantas improbabilidades e ganhar? Muitas teses, mil hipóteses levantadas e eu cá continuo com a minha: o nosso Engenheiro foi iluminado por algo que nem ele sabe explicar, talvez só a sua inabalável fé em Deus e naqueles 23 homens explique. Colocar em campo, no momento certo, nos jogos certos, nos minutos certos, Renato Sanches, Quaresma, Adrien, José Fonte. Dizer as palavras certas que transformaram a cabeça e a crença dos rapazes e de toda uma nação que os apoiava. E bolas, Fernando, como guardaste todo o Europeu o Éder até àqueles minutinhos finais, sabias tão bem que ele ia explodir contra tudo e contra todos. Só isso explica que nos segundos antes do Éder entrar em campo, isto se tenha passado, como tão bem descreveste: “Estava a explicar-lhe o que ele tinha de fazer e ele não ouvia nada. Só dizia para eu ficar descansado que ia marcar”. Xutariiiiiii, gggoooooooolllooooooooooooo!!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:33

Da série coisas raras: benfiquista inteligente, lúcido e sem palas vermelhas a tapar os olhos

Quarta-feira, 05.07.17

 

rica2.jpg

 

“Oiço as declarações do presidente do SLB e parecem-me incongruentes do ponto vista da lógica, porque o que diz o presidente é o seguinte: é mentira não há bruxo nenhum, sugerindo que os emails são falsos.

A seguir diz o SLB investe em formação não é em crime informático, sugerindo que o FCP cometeu um crime informático. Ora a gente tem de escolher das duas uma: ou os emails são verdadeiros e aí houve um crime informático, ou os emails são inventados e aí não há crime nenhum, alguém inventou uns emails.

Se eu sei que vieram à minha caixa de correio roubar-me eu digo: alto, crime informático. Se me apresentam emails que eu nunca escrevi e que são falsos eu digo: não é crime informático, são emails falsos. As duas coisas ao mesmo tempo é que é difícil.”

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 15:00

La più bella storia d'amore

Segunda-feira, 29.05.17

toti1.jpg

 

"Obrigado, Roma.

Obrigado mãe, pai, irmão, familiares e amigos. Obrigado à minha mulher e aos meus três filhos. Quero começar pelo fim, pelas despedidas, porque não sei se serei capaz de terminar estas linhas.

É impossível resumir 28 anos em algumas frases.

Gostaria de fazer isto com uma canção ou um poema, mas não sou capaz de os escrever. Ao longo de todos estes anos, usei os pés para falar, o que tornou tudo muito mais simples. Assim foi desde criança.

Por falar na infância, conseguem adivinhar qual era o meu brinquedo favorito? Uma bola de futebol, claro! Ainda é. Mas crescemos ao longo da vida. Foi isso que me disseram e que aconteceu.

Maldito tempo.

Tempo que, no dia 17 de junho de 2001, só queríamos que passasse mais rápido. Não aguentávamos esperar mais pelo apito final. Ainda me arrepio quando me lembro daquele dia. Hoje, esse mesmo tempo bateu-me nas costas e disse: "Nós precisamos crescer. Amanhã, serás um adulto. Tira os calções e as chuteiras porque, a partir de hoje, és um homem e não poderás continuar a sentir o cheiro da relva, o sol a bater no rosto enquanto assistes ao golo dos rivais, a adrenalina a consumir-te, a satisfação de celebrar'.

Nos últimos meses, perguntei à minha mulher porque é que eu estava a ser acordado deste sonho. Imaginem que vocês são crianças e estão a ter um bom sonho. De repente, a vossa mãe acorda-vos para irem para a escola. Vocês querem continuar a sonhar, tentam dormir outra vez, mas já não é possível...Desta vez, não é um sonho. É realidade. E eu não posso voltar a dormir.

Quero dedicar esta carta a todos vocês. A todas as crianças que torceram por mim. Às crianças de ontem, que cresceram e hoje são pais, bem como às crianças de hoje que talvez gritem "Tottigol". Gosto da ideia de que, para vocês, a minha carreira é um conto de fadas a ser contado.

Agora é realmente o fim. Vou tirar esta camisola pela última vez. Ficará guardada, ainda que não esteja pronto para dizer "chega". Talvez nunca esteja.

Peço desculpa por não dar entrevistas para esclarecer os meus pensamentos, mas não é fácil apagar a luz. Tenho medo. E não é o mesmo medo que se sente quando se está na cara do golo, prestes a bater um pénalti. Desta vez, não posso ver o que está à minha frente como via pelos buracos da rede.

Permitam-me que tenha medo. Desta vez, sou eu que preciso de vocês e do amor que vocês sempre me deram. Com o vosso apoio, vou conseguir virar a página e começar uma nova aventura.

Agora, é hora de agradecer a todos os meus companheiros de equipa, treinadores, diretores, presidentes e todos os que trabalharam ao meu lado nesta jornada.

Para os adeptos e à Curva Sud, faço uma referência a todos os romanos e romanistas. Ter nascido romano e romanista é um privilégio. Ser o capitão desta equipa é uma honra.

Vocês são e sempre serão a minha vida. Os meus pés vão deixar de vos emocionar, mas o meu coração estará sempre com vocês. Vou descer as escadas e entrar no balneário que me acolheu ainda criança e que agora deixarei com um homem.

Estou orgulhoso e feliz de ter dado ao Roma 28 anos de amor.

Amo-vos".

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:04

Parabéns rapaziada

Sábado, 13.05.17

nnboy.jpg

 

Aos meus amigos que reúnem na mesma pessoa tão boas qualidades e tão infeliz preferência clubística, desejo uma noite sem incidentes de maior, sem gritarias desnecessárias (há gente em casa a querer pôr o sono ou a leitura em dia), com moderação no consumo de bebidas que aviltam o homem e o animal, que respeitem as indicações das autoridades policiais, que não misturem gasolina com álcool, que se acordarem quando o sol for alto não o vejam por uma janela adornada por grades. Parabéns rapaziada, para o ano é que é!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:51

Da felicidade nos pés e na cabeça do nosso menino

Quarta-feira, 03.05.17

  

z_marca.jpg

 

Ontem, em jeito de lançamento de mais um épico Real Madrid vs Atlético Madrid, era esta a capa do jornal Marca. Esta capa dificilmente seria possível num jornal desportivo português a antecipar um derbie, pois neste burgo de diretores de jornais que acreditam que vende mais o sangue, as polémicas, as diatribes dos dirigentes e as desconfianças dos homens do apito, a essência do futebol já quase nada vale. Ontem, quando após o terceiro golo do Ronaldo, vi a expressão incrédula e extasiada do meu filho Miguel perante mais esse fabuloso feito, percebi que por mais milhões que o nosso Cristiano ganhe, o essencial é o que perdura, ele e o futebol são um só: a alegria de um golo, o sorriso infinito de uma criança feliz. Em troca, ele só quer marcar golos e que não o assobiem. Obrigado Cristiano, por tantos golos, sorrisos, magia, por fazeres tantas crianças e adultos felizes enquanto és feliz a fazer a bola beijar as malhas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:27

O menino pobre de olhos tristes com nome de aeroporto

Terça-feira, 28.03.17

   

cr7.jpg

 

Por vezes pensamos em escrever sobre um assunto e surge alguém que se antecipa à nossa intenção (das boas está o inferno cheio). Foi o caso deste texto sobre o nosso Cristiano Ronaldo, a tola polémica sobre a atribuição do seu nome ao aeroporto da Madeira e, essencialmente, sobre a incapacidade tão lusitana de reconhecer o mérito a quem realmente o tem, quando as sombras da inveja e dos preconceitos bacocos toldam o raciocínio. A jornalista Helena Ferro de Gouveia partilhou pelo facebook este texto indubitavelmente lamechas, mas tão, tão verdadeiro.

 

“Não entendo o snobismo dos que acham que CR7 não é nome para aeroporto. Poucos portugueses terão levado o nome do país mais longe do que ele. Mesmo nos cantos mais inóspitos do mundo como os campos de refugiados há meninos a sonhar com o futebolista. Retomo aqui um texto que escrevi por altura da Copa:

Sabem porque admiro o Cristiano Ronaldo? Não é por ser apenas o Apolo musculado de abdominais perfeitos ou pela sua forma poética de jogar. Mas porque vejo no fundo dos olhos do futebolista o menino pobre, que saiu da Madeira aos dez anos, perseguindo um sonho e cumprindo um talento, com muito trabalho e muitas lágrimas. Esse menino no fundo dos olhos de Ronaldo é muito mais fascinante e complexo que o herói, é o Ronaldo-menino que inspira milhões de outros meninos por esse mundo fora. Fá-los sonhar, parar o tempo e ser felizes, ainda que por pouco tempo. Contam-se pelos dedos de uma mão os que têm esse poder.”

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:40





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters


favorito


links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

pesquisar

Pesquisar no Blog