Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A doce meretriz

Domingo, 29.10.17

tumblr_otd8ieatUJ1r7kuu3o1_1280.jpg

 

O amor, essa puta sem dono nem rosto, é a centelha que nos alumia a via. Tudo o que somos e fazemos tem por fonte o excesso ou a ausência do amor, a sua busca, os enganos e desenganos com que essa doce meretriz nos tenta, fazendo de homens fracos lobos esfaimados, criancas ingénuas ou velhos sem fome de viver.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 07:01

Da série "questões a não colocar, em hipótese nenhuma, a esses bichos"

Sexta-feira, 27.10.17

 

amizade feminina.jpg

 

Há uns dias, uma amiga que partilha casa com uma colega, revoltada com as desgraças dos contratos com as MEO´s e TVCabo´s cá do burgo, perguntava-me, do auge da sua irritação, o que raio é que duas mulheres vão fazer à noite, sem TV e sem Wifi? Olhei para ela, tentando esconder bem no fundo de mim a resposta que me subiu diretamente à boca (não diretamente vinda do cérebro, esclareça-se, até porque se assim fosse tinha descido e não subido) e lá consegui disfarçar (???), sugerindo a manicure ou palavras cruzadas. Mas porque é que fazem estas perguntas tão difíceis a bichos tão estranhos como os homens?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:22

O mergulho

Terça-feira, 17.10.17

  

beach.jpg

 

Sabia que a sua natureza era mais forte do que todas as regras e grilhetas que a sociedade ou os que a rodeavam pretendiam impor-lhe. Gostava dela assim, selvagem, indiferente a convenções e tabus artificiais, mas pedia-lhe por vezes alguma contenção. Mais por a querer só para si, o seu precioso segredo, do que pelo choque cultural que a atitude de uma mulher selvagem pudesse provocar nos outros. Quando ela lhe sorriu da soleira da porta, anunciando que ia estrear a praia junto à nova casa, devolveu-lhe o sorriso e pediu-lhe apenas para usar o lenço de praia que lhe cobria as belezas inigualáveis que tinha o privilégio e o desmedido prazer de conhecer até ao tutano. Ela desfez-se naquela gargalhada de miúda marota que o deixava desarmado, replicando que não ia a lado algum sem o seu muito amado lenço. Da janela, viu-a afastar-se em saltinhos de gazela, chegar à praia obedientemente coberta pelo tão amado lenço, sentiu a alegria contagiante que o sol abrasador e o mar em forma de céu líquido lhe transmitiam, e não conseguiu conter a gargalhada perante o espectáculo único que foi a sua entrada mar adentro. Live and let live.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:51

O beija-flor

Terça-feira, 10.10.17

  

reader2.jpg

 

A garganta estava seca, as palavras evitavam abandonar a fonte estéril. Sentia a imaginação definhar e a inspiração longínqua. Os motivos por que outrora cravava sofregamente os dedos na caneta esfumaram-se nas idas e vindas da vida, nos encontros e desencontros com que o destino teimava em confrontá-lo. Sabia que um dia usaria esses reveses e as memórias já menos dolorosas como o fermento que faria germinar as palavras, mas neste momento sentia que, mais do que motivos para escrever, faltava-lhe vida vivida, intensamente vivida, que lhe trouxesse de volta a sofreguidão de estrangular a caneta. Faltava-lhe alguém para quem escrever, que lhe bebesse as palavras como o beija-flor bebe o néctar das flores, que o forçasse a espremer cada palavra como se fosse a última, como se o suco que jorrasse nas folhas fosse o elixir mágico que lhe devolveria a vida e a paixão de escrever.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:44

Recomeçar, sem nada deixar

Quinta-feira, 28.09.17

 

despedida.jpg

 

Nunca dissera adeus. Em todos os momentos em que tivera que deixar algo ou alguém evitara sempre as despedidas. Não que as receasse, a sua dor, a sensação de perda, mas exactamente o contrário. Para ela nada fica para trás, tudo faz parte da estrada sem fim, tudo é matéria e não matéria que o corpo, a alma e o espírito absorvem naturalmente. Como se o seu ser fosse uma sanguessuga invertida, um parasita no bom sentido, pois a tudo se entregava, tudo possuía com a força da sua tímida mas destemida paixão de viver. A contradição aparente entre a timidez e a paixão eram toda ela. Os extremos habitados por um furacão que dormia nos seus braços de águas cálidas. Nunca olhara para trás. Não precisara. Estava sempre defronte de si, em si, o que já fora. O novo mundo era seu, agora, e na hora em que partisse. Cheirava a mar e a areia molhada. O beijo quente do pôr do sol ofereceu-lhe um sorriso, o primeiro de muitos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:46

A mulher, por Man Ray

Terça-feira, 19.09.17

 

Man Ray.jpg

 

O corpo feminino é assim, visto pela lente de Man Ray. Um vulto negro e belo banhado pelas intermitências da luz, a luz libertadora e reveladora. Segundo palavras suas, Man Ray procurava fotografar o que não desejava pintar, as coisas que já existiam. Ao invés, pintava o que não podia ser fotografado, o que provinha da imaginação ou dos sonhos, ou da deriva do inconsciente. A meu ver, está por provar que a beleza das mulheres não habite mais nos nossos sonhos ou inconsciente do que na realidade. Não me interpretem mal, apenas tenho dificuldade em aceitar que a realidade consiga abarcar tanta beleza.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:44

Coca cola é que é!

Sexta-feira, 15.09.17

 

pepsi2.jpg

 

O Tony Carreira? O drama da bola em dia de eleições? O Medina que não teve o bom senso de ir morar para Massamá? Os enfermeiros que usam o poder da importância da sua função, um poder que pode determinar se um bebé sobrevive ou morre, para reivindicarem aumentos que ninguém neste país vê há anos? Um alucinado que dispara mísseis de teste só para cutucar os meninos maus de quem não gosta, pondo em risco a vida à face da terra? O dirigente máximo da Proteção Civil que nada fez com competência para evitar que o país ardesse, uma ministra que lhe põe um processo não por causa das más decisões técnicas que não impediram esses fogos, mas por meras questiúnculas legalistas de acumulação de funções e o homem afinal demite-se porque tirou o curso superior à base de equivalências? Epá, e querem que eu não me dedique à coca-cola???

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:44

Pepsi? Não obrigado

Sexta-feira, 08.09.17

 

pepsi.jpg

 

Esta cena dos anúncios da coca-cola é perfeita para posts de sexta-feira. Bebida refrescante, moçoila ainda mais fresca, leveza na vista e no pensamento, apenas o risco calculado de ser chamado machista, acusado de olhar para as mulheres como um objecto, etc. e tal. Para piorar essa hipotética situação, arrisco-me a dizer que se não fossem algumas mulheres terrivelmente invejosas (algumas, poucas, uma minoria ínfima!) elas próprias disfrutariam das refrescantes bolhinhas de cafeína e açúcar a estimularem-lhes o corpo e a vida. Bom fim de semana!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:01

Pela diferenciação e não discriminação do mais belo sexo - Gisele Bündchen

Terça-feira, 05.09.17

 

gisele bundchen.jpg

 

"In the beginning, you know, everyone told me, 'Your eyes are too small, the nose is too big, you can never be on a magazine cover.' But, you know what? The big nose is coming with a big personality.”   

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:16

Pepsi? Não obrigado

Sexta-feira, 01.09.17

 

pepsi_não obrigado.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:25





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters


favorito


links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

pesquisar

Pesquisar no Blog