Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O regresso

Terça-feira, 29.08.17

 

z_calor_piscina.jpg

 

Há verões que não voltam, há sensações que se perdem no tempo obscuro das nossas ténues recordações. As escassas semanas que nos concedemos da vida que sonhamos são a amostra da nossa impotência face ao peso da vida que nos verga nos restantes 340 dias do ano. Não haverá soluções e escassas serão as artes mágicas que atenuem a sensação de impotência que comporta o regresso das férias. Talvez vivermos melhor o dia a dia, encararmos as chatices laborais, familiares e escolares como um desafio à nossa capacidade criativa, colocarmos um pouco de magia em tudo aquilo que parece aborrecido e repetitivo, enfrentarmos os rituais diários com um leve sorriso trocista, descobrir-lhes a graça e pincelar-lhes o cinzentismo com o arco-íris que nos ficou dos dias de mar e de sol. Porque não, simplesmente, tirar uns minutos pela manhã para escrever umas parvoíces ou para refletir sobre tudo e sobre nada? Experimentem.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:23

Modo de verão: cérebro desligado/voyeur

Terça-feira, 25.07.17

 

10.jpg

 

Sejamos sinceros, curtos e grossos. Ninguém no seu perfeito juízo quer queimar as pestanas em pleno verão, refletir sobre as causas das coisas ou sofrer com a decadência da nação. O estado natural das meninges atingidas pelo torpor do astro rei é o de voyeur, toda a prioridade do corpo e da mente incide na mera contemplação. A poucos dias das merecidas férias o Bolas entrega-se nos braços do dolce fare niente, arma-se com a câmara a tiracolo e assume a posição de voyeur. As palavras passarão a escassear, as imagens de ninfas ao sol salpicadas pelo mar tomarão as rédeas desta tasca com o cérebro amolecido pelo calor. Quem alinha disfrute, quem não gosta meta férias do blog. Começo pela jovem modelo Rafaella Consentino, jovem prendada e dada aos prazeres de verão, que não deixa mentir todos aqueles que defendem que uma imagem vale mais que mil palavras.

 

11.jpg

 

12.jpg

 

13.jpg

 

14.jpg

 

15.jpg

 

16.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:03

Disfrutar - não ceder às maléficas e anestesiantes garras do maralhal

Sexta-feira, 14.07.17

1.jpg

 

Perdermo-nos no ruído dos outros é esquecermo-nos de nós. Será vantajoso, se é esse o esquecimento que buscamos. Podemos, contudo, optar por nos perdermos em nós. Numa praia deserta ou semi-habitada. No silêncio mais perfeito que só a submersão no nosso mar nos devolve. Aquela esplanada repleta de inspiração visual e morta de sons humanos. Rir sem razão e sem eco, só porque sim. O silêncio aconchegante da música. Como única companhia o sonho nas asas do desejo.

 

2.jpg

 

3.jpg

 

4.jpg

 

5.jpg

 

7.jpg

 

8.jpg

 

9.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:30

E o verão, que insiste em ficar por cá?

Sexta-feira, 30.09.16

 

z_verao que se foi.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 08:06

Ai o calor, o calor...

Domingo, 25.09.16

  

z_calor_repuxo.jpg

 

Dizem que o calor se foi, vem aí o frio das caras tristes e das janelas fechadas, como se o calendário não se contivesse em molestar-nos com dias sem cor, semanas sem cheiro e meses dolentes, que pedem lareira e recato. Há quem julgue que assim é, que o calor vem do sol e do céu, que a fonte calorífera das nossas vidas está para lá de nós e do nosso controlo. Novidades, minhas senhoras e meus senhores, tenho boas e frescas novidades para vós: o calor está em nós, somos nós o vulcão das nossas vidas!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:32

Da difícil arte de como morrer feliz

Quarta-feira, 21.09.16

  

z_How to die with a smile on the face.jpg

 

O mar, a beleza de uma mulher, uma paisagem de cortar a respiração. Nada mais nem nada menos, isto tudo e só isto. Despidos de civilização, entregues à essência e pureza das coisas. Um sonho.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:57

Da série contra o calor marchar marchar! - O telhado

Segunda-feira, 12.09.16

 

z_calor1.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:50

Da série contra o calor marchar marchar! - A ventoinha

Quinta-feira, 08.09.16

  

z_calor2.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 08:48

Chá gelado com amoras

Quarta-feira, 07.09.16

 

z_calor5.jpg

 

Suportou o que era humanamente possível com a elegância de uma duquesa, cumprindo os ditames do socialmente elogiável. Usou leves mas discretos vestidos do mais fino algodão, agitou o leque parcimoniosamente e bebeu chá gelado acompanhado de amoras acabadinhas de sair do frio. Extinguiu os incómodos fios de suor que se atreviam a beijar-lhe a fronte com a discrição de um alvo lenço de seda. Dentro daquele 19.º andar já não conseguia disfarçar mais a proximidade da desistência. Saiu para a varanda e o bafo a chamas invisíveis possuíram-na como um vendaval demoníaco e rasgou as vestes como se fosse a derradeira tentativa de sobreviver às labaredas e sentiu o leve consolo das lajes mornas na sua pele. Mas as lajes rapidamente aqueceram e recorreu à toalha vermelha que há pouco, em desespero, colocara no frigorífico. Entregou-se então ao abraço daqueles segundos de frio sob o seu peito e sentiu, como não sentia há muitos anos, que ser feliz podia ser simplesmente ficar ali deitada, sem leques, sem vestidos leves, sem a merda dos chás gelados que verdadeiramente sempre abominara. Adormeceu e sonhou com cavalos, em cavalgá-los em pelo, numa planície sem fim, sem leques, sem tecidos que a separassem do prazer de sentir o animal. Pelo meio mergulhou numa piscina gelada e soube-lhe pela vida. Montou de novo o cavalo e sonhou que não mais acordaria, que o sol não mais a levaria ao limite porque agora esse limite deixara de existir. Estava bem para lá dele, como sempre desejara e nunca o soubera.

 

z_calor4.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 07:24

E o calor que está?

Terça-feira, 06.09.16

  

z_calor1.jpg

 

“Complaining about the weather is the first sign of madness”, terei lido eu algures, não me lembro onde e quando, esquecimento certamente provocado pelo abraço ardente do astro rei que nos sufoca e conduz às portas da loucura. Ou então ouvi tal pérola num qualquer restaurante armado ao chique do reino dos algarves, da boca de algum decadente lorde inglês, amofinado pelas moscas lusitanas que vituperam o sol que atrai as melgas britânicas. Ansiamos o calor só para depois o sentenciarmos como excessivo. Sorrimos perante o amanhecer esplendoroso que só o sol nos oferece esquecendo que umas horas mais tarde tudo aquilo será demasiado, abrasador, desconfortável. Todos os sinais de que por isto ou por aquilo nunca estaremos satisfeitos começam nos nossos queixumes pelo sol, passam pelo irritante granizo, o nevoeiro, o frio que nos quebra os ossos, o raio da chuva que não para de cair. Todos os sinais de que não batemos bem da mona começam num dia de sol mas não desaparecem com as primeiras chuvas. Vejam lá isso.

 

z_calor3.jpg

  z_calor2.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 08:36





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters


favorito


links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

pesquisar

Pesquisar no Blog