Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Das deficiências várias

Quarta-feira, 31.03.10

É das maiores alarvidades a que assistimos neste país, quase sempre como se nada fosse connosco, quase sempre com o entendimento de que a defesa dos indefesos pertence a uma qualquer entidade indistinta que deverá certamente existir, que não nos cabe a nós preocuparmo-nos com isso, que se calhar até estamos a violar alguma norma de competência de actuação, ai que jeito dá este tipo de distribuição de responsabilidades que quase sempre resulta em responsabilidades zero para 10 milhões de preguiçosos (pausa, respirar, não há-de ser nada).

 

Estar grávida, andar de muletas ou cadeira de rodas, ser invisual, é entendido em Portugal não como uma condição que dá direito a alguns direitos acrescidos face à condição em causa (condição essa a que todos nós podemos estar sujeitos, bom, excepto a da gravidez para os preguiçosos do sexo masculino), mas como uma fatalidade, que, como tal, não deve perturbar a vida dos demais e muito menos impor-lhes limitações de qualquer espécie. O lugar de estacionamento dos deficientes é para todos, a fila das grávidas do supermercado é para quem está com pressa e tem olho vivo, o lugar no autocarro para deficientes motores é para quem lhe apetece ir sentado. E a merda deste país é só para atrasados mentais?

 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:13


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog