Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O país da eterna esperança

Sexta-feira, 28.05.10

 

 

É inevitável, é mais certo do que a morte. Todas as sextas feiras o mesmo ritual, sempre a mesma desesperada esperança, sempre aquele longínquo brilho nos olhos que parece dar vida a vidas a precisar tanto de vida (redundâncias atrás de redundâncias, mas aquele papelinho é uma questão de vida ou de morte). Sexta-feira, dia de comprar o Público pela hora de almoço, com sorte encontrar uma esplanada solarenga, ler sobre livros no Ipsilon, absorver com prazer o incisivo fel que brota das teclas que os furiosos dedos de Vasco Pulido Valente maliciosamente martelaram. Antes de voltar ao batente um momento de lazer intelectual, os pequenos prazeres da vida, uma pausa no turbilhão. 

 

 

 

Mas calma. É certo e sabido que antes desse singelo prazer haverá que assistir a longos minutos do ritual. Antes de mim haverá uma maré de desesperados esperançados, os mais genuínos representantes desta excelsa nação acreditarão num futuro melhor, aquela minúscula janela de luz, lá bem ao fundo, ilumina-lhes o dia, as horas que antecedem o rolar da tômbola. O papelinho, o cabrão do papelinho do totoloto, do euromilhões, ou do raio que o parta queima-lhes as mãos, têm que o depositar na sexta-feira, no último dia, nem que seja a última coisa que na vida façam, a última nota de vinte euros do mês. Quantos milhões se poupariam se esta desesperada esperança não minasse as sextas-feiras destes concidadãos? Quantas horas de lazer eu não ganharia se não fossemos uns supersticiosos da treta? E o défice, haveria se não fosse a merda do euromilhões? Tantas questões, tão pouco tempo.

 

 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 19:52





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog