Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O clube dos poetas anónimos - Sol solitário

Sexta-feira, 27.03.09

Já passou uma boa meia dúzia de anos desde que comprei um livro de poesia muito particular na feira do livro de Lisboa. Foi numa das barraquinhas de alfarrabistas, enquanto folheava diversos volumes carcomidos e desinteressantes, que uma capa branca, seca e simples me chamou a atenção. O título na capa anunciava em pequenas letras pretas e pouco chamativas: "Clube dos poetas anónimos".

 

A única informação sobre a edição apenas revelava que estávamos em presença de uma edição de autor, sendo que foi através da dedicatória que antecedia a torrente de poemas que pude perceber do que se tratava: "Aos meus queridos alunos que tanto amam a poesia como eu, que formaram o clube dos poetas anónimos e que fizeram este livro".

 

Inequivocamente percebi que o que estava em causa era uma réplica da ideia do filme de 1989, "O Clube dos poetas mortos", que terá inspirado estes e muitos jovens (e professores, pelos vistos). Mais que isto não sei. Não sei se os poetas são jovens adolescentes, universitários, ou sequer se isto é conversa e se o poeta é um professor alucinado. Alguns dos poemas levam-me a crer que os autores são de facto jovens, pelos temas tratados, pela forma de os expor. Outros poemas são negros e fazem-me temer que possam ter tido origem em mentes e almas jovens. Vou postando alguns, aqui vai o primeiro. Apreciem se gostarem de poesia e do estilo (vou dar-lhes mais cor com umas fotografias, é cá uma mania minha, nada a fazer).

 

  

 

Sol solitário
 
Elas são para os homens                                                         

como gotas de chuva.      

 

As filhas das nuvens

surgem de um fenómeno natural

e elas, as outras,

derivam do nosso subconsciente,

do id tresloucado.

 

As que não vivem

mas refrescam e purificam

maturam-se nas nuvens do céu,

as que vivem e fazem viver

nas nebulosas do nosso coração.

 

Num repente, sem aviso prévio,

caiem em nós refrescando-nos

deslizando suave e sensualmente na nossa pele

infiltrando-se cumplicemente nos nossos poros,

despertando-os exacerbadamente

para as emoções dos sentidos.

 

Exaustas,                                                

repetem na despedida

a espontaneidade da sua aparição.

Caiem, evaporam-se

deixam de nos incomodar.                       

 

Passou a chuva

foi-se a bruma enganadora.

O sol brilha na luz da nossa clarividência

pois escapámos da tempestade.

 

  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por bolaseletras às 00:18


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog