Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O adeus à magia

Domingo, 20.06.10

 

 

Se os portugueses foram em tempos conhecidos como os brasileiros da Europa (epíteto que nos dias de hoje será demasiado generoso), os brasileiros, pelo que têm mostrado, podem sem favor ser apelidados dos germânicos da América do Sul. Tirando um verdadeiro fantasista ( Robinho), um ponta de lança com tanto de artista como de autêntico panzer (Luís Fabiano) e um Kaká com as baterias preocupantemente baixas, todo o restante Brasil é composto de atletas, de escrupulosos  cumpridores das esquadrias perfeitas de Dunga. A magia, essa, é cada vez mais uma miragem.

 

A Costa do Marfim, em pleno processo de expurgo das suas características do futebol africano, navega ainda nas águas da transição. Num punhado de meses Eriksson não conseguiu ainda, como se esperava, limpar as cabeças dos jogadores e incutir-lhes as obrigações de um futebol mecanicista. Os jogadores parecem ter duas forças dentro de si, a magia que puxa para um lado e a fria eficácia para o outro. O resultado é fraquinho, como fraquinha foi a ideia de colocar a jogar um Drogba visivelmente condicionado (Ok, concedo, ainda assim marcou um golo). Portugal terá dificuldades em ganhar a este Brasil, mas pontuar não me parece de todo impossível. Depois disto, não se admirem que meio mundo torça pela Argentina. Que é como quem diz, torça pelo futebol.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:17


2 comentários

De bolaseletras a 21.06.2010 às 21:57

Teresa,

Eu continuo a achar que não são só os nomes que perderam o ritmo, o futebol praticado também me soa ainda muito mecanizado. Apesar da magia do fabuloso e das suas duas mãos de Deus:)

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog