Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Este país não se dá ao respeito

Sexta-feira, 20.02.09

Se há coisa que o português gosta, faz questão e não abdica é de comentar a vida dos outros, as desgraças alheias, os casos que estão em investigação pela Justiça. Saibamos pouco, muito, ou nada, teremos sempre uma opinião, uma laracha, uma certeza na ponta da língua que envenena se não a expurgarmos do céu da boca. Não sei se Sócrates tem ou não culpas no cartório, sei apenas que tem um problema grave com a família (acontece aos melhores) e com os digníssimos representantes legais da mesma.

 

Eu gostava de saber como é que um advogado que apresenta o grau de seriedade infra descrito e tão inigualável respeito pela Justiça tem um, um cliente que seja! Não é que não tenha piada, que até a tem, mas para isso estava a escrever blogues ou a participar nos cómicos de garagem. Pode ser que o JN venha dizer que foi uma brincadeira de Carnaval...haja esperança!

 

Em: jn.sapo.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx

 

Do advogado de Júlio Monteiro, Sá Leão, o JN recebeu o seguinte comunicado que transcrevemos na íntegra:

"Freeport Napoleão, o Bulldog francês do engº Júlio Monteiro foi encontrado, Finalmente há resultados no caso Freeport. O apelo feito na TV, no final do depoimento do Engº Júlio Monteiro, para que fosse encontrado o seu bulldog francês foi ouvido. Cerca das 23h de ontem, o cachorro voltou a casa. Nesta tristíssima cabala, divertida e ridícula, não fosse o caso de, em especial, se pretender atingir a honra do Primeiro-Ministro de Portugal e de transformar este país num lugar frequentado por corruptos, finalmente temos um resultado feliz e que se espera tenha deixado o país quase tranquilo. O bulldog francês do Engº Júlio Monteiro regressou a casa e vai, com certeza, colaborar nas investigações". O comunicado foi enviado por fax e tem origem na sociedade de advogados NGS - Leão e Associados. O próprio advogado Sá Leão confirmou ao JN o envio do mesmo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:50

10 razões que explicam porque o ténis feminino é, provavelmente, o mais belo desporto da galáxia e arredores

Quarta-feira, 18.02.09

 

Além das 10 razões explicitadas no título, há mais 5 relevantes justificações para a colocação deste post:

 

1. A Jelena Dokic é mais doce que uma melosa maçã fa-si devorada no meu restaurante chinês preferido.

2. Nos blogues de referência discute-se o tio do Zé, debatem-se argumentos fervorosos pró e contra o casamento da bichorrada. Uma chatice pegada, portanto.

3. O equipamento com que as senhoras se apresentam no court de ténis adequa-se que nem ginjas ao template deste blogue.

4. Os melões. Os melões são a melhor coisinha com que o Criador presenteou a pobre e esfaimada humanidade.

5. Após um post de profunda e fastidiosa análise sobre a complexa personagem Santanina, há que descomprimir, camaradas. Vamos então ao que interessa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:18

Da necessidade de falar da inutilidade que é Santana Lopes

Segunda-feira, 16.02.09

Bom, tenho que ser honesto. A figura não me é completamente desagradável ao ponto de pretender o seu desaparecimento. Aliás, diga-se que é bem preferível deliciarmo-nos com as diatribes de Santana e a sua pandilha do que com as circunspecções de Aníbal ou com os seus sermões Marcelistas, ou mesmo com as indignações socráticas, os patéticos exercícios de vitimação em que se tornou especialista.

Contudo, receoso de que os perniciosos reflexos da crise possam convidar o ignaro povo a dar mais uma oportunidade a este resistente, temendo que as navegações socráticas por águas Freeporticas e por canudos mal explicados possam conduzir à desgraça de António Costa (e por contágio, à dos lisboetas), é conveniente vir mais uma vez botar faladura explicativa sobre as mil e uma razões porque o Pedro, não é, não pode ser, nunca será uma hipótese séria para um país, uma cidade, um bairro, uma agremiação recreativa que se pretenda mais desenvolvida e organizada que o Burkina Faso.

Os media, já de si fraquinhos e incapazes de focar as críticas no que de facto interessa, vêm em Santana um maná caído dos céus. Com ele, não é necessário analisar, investigar, procurar fontes anónimas que lhe vislumbrem os podres: todo ele é transparência, todo ele é pura matéria facilmente atacável.

 

Mas vamos por pontos, enumeremos as forças e fraquezas do nosso objecto de análise. Neste particular vou procurar ser imparcial, de modo a não me expor  à crítica fácil de que sou tendencioso ou de que tenho ódios figadais pelo Pedro.Comecemos por aqueles que considero os seus grandes trunfos, aquilo que posso destacar de positivo na pessoa (Santana tem conhecimento destas 3 mais valias, uma vez que lhe foram transmitidas directamente, madrugada fora, em fervilhante noite de glória sportinguista, por um meu camarada com quem partilho esta opinião):

1. É do Sporting.
2. Gosta de gajas.
3. Tem raízes familiares nos Olivais.

Agora vamos às principais razões porque Santana, apesar de toda a verve, grandiloquência retórica e suposta preocupação homérica com os assuntos e a dignidade da nação, tem que ser definitivamente esmagado nas próximas eleições autárquicas. E como as minhas razões são só minhas, vamos às razões que estão à disposição de todos, que todos deveriam conhecer mas que já inúmeras vezes demonstraram esquecer. Analisemos a boa e velha Wikipedia e o que esta revela de Santana Lopes.

Depois de lerem o que se segue reflictam sobre o que pensará o resto do mundo de um país que já teve como Primeiro Ministro Santana Lopes, que poderá voltar a ter como presidente da câmara da capital esta indómita figura. O que pensarão os cidadãos do mundo dos cidadãos de um país que elegem esta prenda? Atente-se a este fabuloso currículo (o texto é da Wikipedia, os sublinhados são meus):

1. In 1986, he became Assistant State Secretary to Prime Minister Aníbal Cavaco Silva, an office he left the next year to lead to PSD list to the European Parliament, where he remained for two years of his five-year-term.
2. In 1991, Cavaco Silva called him to Government and appointed him Secretary of State for Culture. Leaving office, he successively ran for, and won, President of Sporting Clube de Portugal, Mayor of Figueira da Foz (the only time that he completed a term in office), and Mayor of Lisbon. During this period he also earned a living as a sports and political commentator and founded a weekly newspaper, Semanário. In 1998, he announced his withdrawal from politics, following a comical sketch in private TV station which presented him and his private life in a very unfavourable light.
3. After three unsuccessful attempts to become leader of his party, Santana Lopes rose to Vice-President under José Manuel Durão Barroso, who had once called him "a mix of (astrologer) Zandinga and (sports commentator) Gabriel Alves.
4. Santana Lopes himself failed to gain a reputation as a competent Prime Minister. His unusual rise to power, as Barroso's successor rather than by election, contributed to these difficulties. Although his appointment was in fact constitutional, he was not a Member of Parliament but only a municipal leader, as the Mayor of Lisbon, and many columnists thus saw him as an illegitimate Prime Minister, a view shared by a large section of the public.
5. The short career of Santana Lopes as Prime Minister began with some members of government being shuffled between departments on the same afternoon as the government was being inaugurated. His Minister of Defense Paulo Portas looked surprised during the ceremony when he was announced as the Minister for National Defense and Sea Affairs. Portas' look of surprise when the name of his office was announced was broadcast live on television.


6. Santana Lopes' period in office was also marked by chaos in the allocation of teachers to schools (more than a month after classes officially started, and resulting from alleged incompetence of the IT provider (designated during the previous Government); the problem was swiftly solved by another small provider), and by claims of pressure exerted on the press, including arranging for the replacement of the information director of the public television channel RTP, and pressing private television channel TVI to tone down the criticism of him by a political commentator, Marcelo Rebelo de Sousa, a former leader of his own party, who consequently left the channel.
7. The Government of Santana Lopes got a death sentence on 30 November 2004 when President Jorge Sampaio announced that he was calling an early Parliament election for February 2005, from which a new Government would be formed, after Henrique Chaves, a Santana Lopes loyalist, resigned after four days as minister for sport, claiming that Santana Lopes lacked "loyalty and truth".
8. Santana Lopes announced the resignation of the government on 11 December so that his Government would assume just a caretaker role until the election. He went on to lead his party to its worst result in parliamentary elections in Portugal; the election of 20 February 2005 was won by the Socialist Party led by José Sócrates, with whom Santana Lopes had debated every Sunday for one year on the public television station, RTP. Santana Lopes did not follow his coalition partner Paulo Portas and did not resign on election night, instead leaving the party leadership two days later.
9. Two days after the inauguration of the new government, he returned to complete his term as mayor of Lisbon. However, when his party failed to endorse him as a candidate for the 2005 municipal elections, he resigned his office one month before the vote, to assume his seat in the Parliament, which he immediately suspended to return to practice private law.
10. Santana Lopes is known for his Quaylesque gaffes,which include:
- claiming that the non-existent Chopin violin concertos were his favourite piece of classical music;
- having his secretary send a postcard to Brazilian author Machado de Assis (died 1908);
- calling a press conference to announce a threat on his life when in fact he had received a teaser mailing for a book titled “Cuidado com os Rapazes” ("Watch out for the boys");
- announcing that he would leave the political field in protest for his private life being parodied in a TV show, if the President didn't intervene (he didn't);
- seeming to have missed a formal reception to the Mozambican Minister of Foreign Affairs in order to attend a fashion show;
- postponing the inauguration of some of his Secretaries of State in order to attend a wedding;
- appearing lost in the middle of his inauguration speech, with long and embarrassing silences, confusing pages and looking nervous (he said in an interview to newspaper Expresso that it was hot that day, people had already fainted in the audience and he himself wasn't feeling too well, so he tried to cut the speech short).
 

PEDRO, ÉS GRANDE!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:17

A raça do filho pródigo

Sábado, 14.02.09

O jogo do Sporting hoje contra o Belenenses tem para mim um flash, uma imagem que gosto de pensar que é o espelho desta equipa: Vukcevic marca o golo do empate a 15 minutos do fim do jogo e faz um sprint tremendo, sem parar para abraçar ninguém, apenas com a preocupação de que o jogo se reinicie o mais depressa possível porque a vitória ainda é possível, porque é o único resultado que interessa a uma equipa como o Sporting.

 

Do estado de ingenuidade desportiva Vukcevic aproxima-se a passos largos da maturidade competitiva. Se calhar, as dores de crescimento a que Paulo Bento não o poupou mais não foram que um necessário passo para Vukcevic se soltar das amarras de um ego mal dominado.

 

O adolescente rebelde é agora um valor seguro, um jogador decisivo. Pela sua técnica, pela sua raça, porque a vitória está-lhe no sangue e a vontade de a alcançar é o combustível que não o deixa parar de lutar.

 

Paulo Bento, mais uma vez, sabia o que estava a fazer. Nenhum treinador prescinde de ânimo leve de um jogador que faz a diferença. O mister não hesitou em regar com água gelada o feitio efervescente do Montenegrino, pode agora recolher os frutos dessa estranha forma de espalhar as sementes no relvado do Alvalade XXI.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:46

10 razões para que o futebol samba nos deixe com aquele brilhozinho nos olhos

Sábado, 14.02.09

1. Garrincha (o Deus das pernas tortas)
"Já acabou o campeonato? Que torneio mais mixuruca, não tem nem segundo turno"
(Após a final do Campeonato do Mundo de 1958, na Suécia)

 


2. Romário (o maior baixinho do mundo)
"É que na querência de ganhar o jogo, acabam acontecendo coisas desse tipo." - No jogo Flamengo 4 x 1 Americano, do dia 19/02/97, quando perguntado sobre sua discussão com Junior Baiano, nesse jogo. 


 "O cara entrou no ônibus agora. Não está nem em pé e já quer sentar na janela." - Em 2004, criticando o técnico Alexandre Gama, do Fluminense, que o tinha barrado do time.


"Quem tem filho grande é elefante"
- Ao expulsar familiares que moravam de graça em um de seus apartamentos.

 

3. Dadá Maravilha (ex-jogador com jeito para as frases sonantes)
" Somente três coisas param no ar: o beija-flor, o helicóptero e eu. "


"Não venham com problemática que eu tenho a solucionática."

 

4. Neném Prancha (Ex-roupeiro do Botafogo, ex-técnico de futebol de praia e filósofo da bola)
“Jogador brasileiro não vai ter problema no México, não. Tudo já morou em favela e não pode se queixar de altitude..."


"Jogador é o Didi, que joga como quem chupa laranja...”

 

5. Vicente Matheus (eterno presidente do Corínthians).
"Jogador tem que ser completo como o PATO, que é um bicho aquático e gramático."


" O Sócrates é invendável e imprestável. "

 

6. Nelson Rodrigues (célebre dramaturgo e cronista)
“A selecção á a pátria em calções e chuteiras”.

 

7. Osmar Santos (criativo locutor de jogos de futebol)
“Ripa na chulipa e pimba na gorduchinha”

 

8. Álvaro (zagueiro do São Paulo) ,
“O Levir me colocou, porque sou mais motivacional.” - comentando sobre porque Levir Culpi teria substituído Rogério Pinheiro por ele.

 

9. Jardel (jogador fenomenal com cabeça de ouro, mas infelizmente vazia)

"Quando o jogo está a mil, minha naftalina sobe"

 

10. Aloisio Parente (locutor)
“O estádio é suntuoso, com uma vista belíssima. Fica quase no centro da Capital. À sua direita, o belo Rio Guaíba, à esquerda, uma das principais avenidas, e, na parte sul, o mais procurado de todos os cemitérios da cidade de Porto Alegre, onde vivem os mortos mais ilustres da cidade.” - descrevendo a inauguração do Estádio Olimpico, de Porto Alegre.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 00:59

Mulheres (pérola 1) - Doce e perfumada esperança

Terça-feira, 10.02.09

"Elas tinham uma vantagem sobre nós: planeavam muito melhor a sua vida, eram muito mais organizadas. Enquanto os homens viam os jogos de futebol, bebiam uma cerveja ou jogavam bowling, elas, as mulheres, pensavam em nós, concentravam-se, perscrutavam, decidiam – aceitar-nos, rejeitar-nos, mudar-nos, matar-nos ou simplesmente viverem connosco. No fim de contas, isto tinha pouca importância; não interessava o que elas faziam, nós acabávamos na solidão e na loucura."

 

Alguém duvida que a actual divisão de poder entre sexos pende crescentemente para as mulheres? Compare-se com o que se passava há 10 anos em diversas áreas (emprego, política, relações pessoais, sucesso escolar, etc.) e caia-se na realidade: são elas que mandam, são elas que cada vez mais vão conduzir os destinos da sociedade. Medo? Não, esperança que possa ser essa a derradeira oportunidade para todos nós, homens e mulheres.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:42

Gostamos de bola ou gostamos é de apitos?

Segunda-feira, 09.02.09

No rescaldo de um fim de semana futebolístico escaldante, confesso que não estou com muita paciência para escrever sobre bola. Por nenhuma razão em especial, apenas porque já se escreve e fala tão exaustivamente sobre a matéria esférica (desde a televisão ao café da esquina) que acho que não vou adiantar muito à conversa da treta.

 

Bom, mas para não me armar em finório, seguem alguns apontamentos sintéticos sobre os dois jogos grandes de ontem:

 

Porto - Benfica (1-1)

1. Sim, o árbitro equivocou-se. O Benfica foi roubado? Não interessa, a satisfação dos benfiquistas pelo facto de o penalty ter sido inexistente e do Benfica ter sido prejudicado era imensa. Não sei explicar, creio que tem muito a ver com aquele sentimento português de eterno queixume. Assim, podem voltar a ser beneficiados o resto da época sem se lhes poder apontar o dedo. "Lembras-te nas Antas?", alegarão até à época 2020-2021.

2. O Benfica jogou melhor. Creio que tem muito a ver com o facto das suas individualidades terem mais inclinação para se mostrar nos grandes jogos. Veja-se o Aimar, que ontem sim, fez jus à fama. Contra o Trofense não vêm cá olheiros...

3. Continuo a achar que o Porto vai ser campeão. É mais regular, é mais consistente.

 

Sporting - Braga (2-3)

4. O Braga jogou mais. Não tivesse sido prejudicado contra o Benfica e o Porto e estaria bem lá na frente. Gostava de ver o Jorge Jesus num dos 3 grandes.

5. O Sporting sem o Liedson perde eficácia e não é pouca.

6. O Rochemback não tem velocidade para jogar numa equipa profissional, o Sporting tem que resolver este problema rapidamente, mesmo que tenha que perder o amor a um investimento claramente falhado. O Caneira não pode jogar a lateral numa equipa com aspirações a ganhar o campeonato.

 

Alguém acredita que o Senhor Pedro Proença marcou penalty porque recebeu alvíssaras do Senhor Jorge Nuno? Ou simplesmente cometeu um erro, como é apanágio dos comuns mortais? Sejamos sérios.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:02

Mulheres de Charles Bukowski

Sexta-feira, 06.02.09

 

Charles Bukowski nasceu em Andernach, na Alemanha, em 1920, e morreu em 1994 em San Pedro, perto de Los Angeles, localidade para onde foi viver com os seus pais quando tinha dois anos. Teve uma infância e uma adolescência complicadas, marcadas pela brutalidade do pai e a indiferença da mãe. Ah, para compor o ramalhete, em plena adolescência as borbulhas tomaram-lhe conta da cara. Um clássico.

 

Esses e outros factores terão contribuído para uma vida dedicada a viver o momento, acompanhada por copos, vagabundagens e sexo em excessivas quantidades. Não obstante ter nascido para sobreviver, Bukowski é um dos escritores norte-americanos contemporâneos mais conceituados. Claro, isto não invalida que em Portugal poucos o conheçam e muitos menos o tenham lido. Nada que surpreenda.

 

Em “mulheres” Henry Chinaski é o protagonista e o alter-ego de Bukowski. Ficamos a conhecer a sua vida de rock star aos 50 anos, passando por dezenas de ressacas, envergonhando Casanova com as suas atribulações sexuais. Chinaski como Bukowski foi um alcoólico, não surpreendendo a forma genial como a personagem justifica a sua relação afectuosa com o álcool: “Se acontece algo de mau, bebe-se para esquecer; se acontece algo de bom, bebe-se para celebrar, e se nada acontece, bebe-se para que aconteça alguma coisa.”

 

 

 

Li o livro há uns anos e fiquei fascinado pela clareza da linguagem, pelo fascínio que é transmitido pela melancolia que uma vida louca pode afinal gerar. Todos os prazeres que Chinaski vive e cultiva são logo a seguir consumidos pelo pessimismo e angústias da personagem.

A ler, em qualquer fase da vida.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:33

Haja esperança

Quinta-feira, 05.02.09

 

 

"Graças a Deus" lá de cima não vêm só coisas más. Vêm também coisinhas boas com uma mensagem de esperança para o mundo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:58

Sporting 4 - Porto 1 (os bárbaros desceram à capital)

Quarta-feira, 04.02.09

 

Vieram de Alfa como quem veio fazer uma compras ao Colombo, ufanos, cheios daquela parola arrogância que não conseguem descolar da pele de dragão. Menosprezam a taça da liga, menosprezam a capital (o estádio de Oeiras e tal...), trazem uma equipa de segunda. Mas claro, na manga trazem a vontade de ganhar, o sujo jogo psicológico que consiste em fazer crer "isto não nos interessa nada", para que os miúdos do Sporting se deixem enganar...

 

E deixaram, naquele golo fortuito. Aí viram-se-se as ganas do dragão, a excitação precoce (tusa do mijo, como diz o povo), a arrogância mal escondida que veio ao de cima nos habituais gritos de guerra, nos insultos do  infiel Tarik para uma bancada vazia, como se o fulcro daquele jogo fosse achincalhar, esmagar, enfim, nada tinha esta batalha a ver com desporto, para a gente do Norte.

 

Mas os miúdos têm brio, honra, muito futebol, e o bom e velho Ninja. Não resisto, a legenda  da fotografia destina-se a leões dos sete costados e não é indicada para almas tripeiras mais susceptíveis.

 

LEGENDA:

 

O jovem Ninja de joelhos

Sim, é o nosso bom e velho Derlei. Um fabuloso jogador em fim de carreira, que percebeu a importância deste jogo.Uma derrota perante o Porto B deitaria por terra a confinaça dos jovens leões. Assim, encavou da forma que se vê a ninfa tripeira incapaz de resistir à pujança do ninja.

 

A arrogante ninfa tripeira

Simboliza as Belas da Ribeira, as Carolinas, as ex-mulheres que regressam ao todo poderoso papa, todas as mulheres que nos ajudam a conhecer melhor quem é o senhor Jorge Nuno. Uma fraca figura que se alimenta do ódio pelos seus inimigos, que transmite essa corrente de energia negativa aos seus apaniguados para tudo derrubar. A prova de que o ódio tem uma força inquestionável, é que muitas vezes triunfam.

 

Os pacóvios que assistem às 4 bombadas

Ponto de ordem. Odeio claques, símbolo de toda a escumalha que usa o futebol para expressar frustrações, para libertar os demónios mal escondidos. Só 1500 fanáticos inúteis se deslocariam a meio da semana a Lisboa para apoiar uma equipa secundária, para dar cobertura a uma farsa.

 

Enfim, vieram de Alfa, voltaram de carrinho.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:07






mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog