Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Nem pedidos quanto mais dados

Sexta-feira, 11.09.09

 

Chamo-lhes os profissionais do bitaite. Enxameiam-nos os ouvidos com sentenças peremptórias, ruminares das profundezas dos seus sapientes interiores que confundem com a sabedoria universal. Geralmente, quando olham para si próprios o panorama é desolador. Daí vem a sua energia conselheira. A voracidade com que invadem as vidas alheias com as suas incessantes certezas, as suas inequívocas mezinhas para os males da alma e da carteira, envolve-os no nevoeiro do esquecimento das suas próprias agruras.

 

Quase sempre, quem foca a sua energia nos outros reconhece inadvertidamente a falta de energia com que enfrenta o buraco negro que cavou no seu quintal. Acreditem, isto bate tão certo como certa é a morte. Olhem à vossa volta, observem a vida daqueles que não vos largam os calcanhares. Se os conselhos fossem bons vendiam-se. Como tão bem diz o povo, quando a esmola é muita o pobre desconfia. Não há almoços grátis.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:19

A filosofia na ponta de uma chuteira

Quinta-feira, 10.09.09

 

 

Não há humor como este, nunca mais se viu esta inteligência ao serviço do humor. Luís Freitas Lobo deverá verter lágrimas por ver teatralizada toda a sua linguagem, quase que o acompanho nesse pranto com as saudades dos tempos em que queria cursar filosofia. A realidade venceu, a louca filosofia morreu. Long live Monty Python!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:54

Pérolas da blogosfera - A queda de um mito

Quarta-feira, 09.09.09

 

 

Contrariando algumas intenções anunciadas e vãs promessas de vade retrus Satanás, um pouquinho mais de política. O debate Sócrates - Louçã de ontem foi, para um analista que queira ser honesto, um massacre. Para o cidadão eleitor que detenha um bocadinho de perspicácia e de sentido da realidade, mas que tenha andado distraído com ideologias arcaicas disfarçadas de novos mundos, uma epifania reveladora. Só me posso rever na colorida descrição do Luís M. Jorge, vertida no seu excelente vidabreve.wordpress.com/:

 

"Sócrates venceu — conduziu a disputa, abalroando a moderadora, e transformou Louçã numa caricatura gaga e atarantada do verboso herói bolchevique exilado na Riviera Maya. O velho Trotsky não ficaria contente, pois não. Sócas é agora um homem de esquerda, enquanto o cérebro de Louçã borbulha com projectos doidos para condenar as famílias do Rebordelo e de Miranda do Corvo a uma indigência maltrapilha. A filharada vai parar à cave no dia das eleições, antes que se ponha com ideias.

 

Para o primeiro-ministro, foi um passeio no parque. O Mário Crespo não está com boa cara."

 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:18

Olá bom dia! Está tudo be.....arrrgggghhhhhhh!!!!

Terça-feira, 08.09.09

 

A haver uma legenda, nada como recorrer à sabedoria popular: Nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Que é como quem diz, nem uma coisa nem outra, sem exageros, com equilíbrio. É o que falta a tanta, tanta gentinha que pulula nas esquinas do nosso querido Portugal. Só é pena não terem o chapéu pregado à cabeça, quando o tiram para alardear o cinismo da sua educação. Post azedo, eu sei. Sem dramas, de vez em quando há que pôr uma pitada de sal a mais na sopa perfeita. Perfect is boring!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:45

Da felicidade e das coisas simples e inesperadas

Segunda-feira, 07.09.09

 

Cada vez mais a monotonia do nosso dia a dia mina o caminho que, mesmo que inconscientemente, procuramos para aquele longínquo e volátil lugar que chamam de felicidade. Face a dias indistintos, rotinas mecanicamente repetidas e sorrisos já cansados das mesmas razões de o serem, é no inesperado que as fugazes sensações de felicidade se revelam. Como o sorriso inesperado deste pequeno ser humano que me ilumina os dias de há 2 meses para cá. Sacaninha, derretes-me como um gelado que se evapora num tórrido dia de verão. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:41

Dinamarca 1 - Portugal 1

Domingo, 06.09.09

 

 

Assisti ao jogo da selecção no decurso de um ritual dos mais simiescos da raça humana que, felizmente, é perservado com unhas e dentes. Isso, no meio de uma despedida de solteiro. O jogo foi assistido com paixão pelos convivas, o sofrimento foi muito como nos habituou esta selecção de Queiroz. Notas soltas do jogo, porque o dia hoje é de forçado descanso intelectual...

  • Antes de mais, dizer que a parolice da discussão sobre Liedson cheira mal e dá pena. Votámos em deputados e governantes que tomaram, por nós, nunca se esqueça, determinadas opções que definem quais as regras necessárias para se ser cidadão português de pleno direito. Quem desconsidera Liedson como tal desconsidera as leis nacionais, desrespeita os direitos adquiridos ao abrigo da lei que a todos nós rege. É parar com as parvoíces, portanto.

  • Não tenho dúvidas. Se Liedson tem jogado de início, não tínhamos feito 50 remates à baliza ou lá o que o valha, nem desenhado lindos anagramas futebolísticos pelos relvados da Dinamarca, mas teríamos certamente marcado mais golos que os dinamarqueses.

  • A falta de capacidade concretizadora é, creio, o espelho de um país que anda sempre à volta do que é preciso para dar o salto mas parece nunca ter força para tal.

  • Independentemente do que acima refiro Portugal realizou um grande jogo. Falhou no que respeita a meter a bola nas redes, muito também por defeitos que arrasta consigo desde a génese do futebol português, mas também por outro factor que carregamos às costas desde sempre: a falta de sorte.

  • Resumindo e concluindo: Queiroz é um pé frio e não demonstrou a necessária competência nas opções que tomou no decurso desta campanha. Acho que deve demitir-se e dar o lugar a um pé quente. Além de Mourinho, creio que outras hipóteses (agora possivelmente ocupadas) se desenham no horizonte: Manuel José, Jorge Jesus ou Paulo Bento. É tempo de varrer a merda da federação, como tão bem disse em tempos, Sr. Professor.

     

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:47

Flutuando em águas límpidas

Sexta-feira, 04.09.09

 

 

Há uns dias, boiando que nem uma barrica com braços em águas algarvias, percebi de onde pode vir a luz. Olhando para o céu, ofuscado pelo clarão inclemente do sol, as ideias invadiram-me os amolecidos neurónios como formigas num carreiro. Procurando a paz e uma pausa no turbilhão só encontrei a inquietude própria de quem caminha sem saber quando ou como parar.

 

 

A praia é sinónimo de modorra mas é junto de dunas de conforto que sinto que a reflexão ganha em nitidez e profundidade. Penso no que seria se o escritório fosse um espelho de água com ondas de prazer. Se o tailleur de emergentes executivas cedesse a um bikini às bolinhas amarelas. Se as intermináveis estantes de arquivos se reclinassem ao sol quais espreguiçadeiras de um hotel à beira-mar. Se a incessante troca de e-mails convertesse bytes em bolas e o sôfrego dedilhar nas teclas mais não fosse que um bate bola de raquetes luzidias.

 

 

Extrair da seriedade das coisas a sua razão última. Elevar a objectivo primordial de toda a acção o atingir do prazer. Executar a acção como quem saboreia um gelado de sabores mil, sorvendo cada estímulo gustativo como se fosse o último. Entregar-nos nas mãos de quem nos gere, confiantes da bondade das suas decisões. Retribuirmos na capacidade de quem lideramos o capital de confiança que cresceu em nós. Haverá algumas teorias de gestão que vão por aqui, desconfiando contudo de tanta confiança. Ceder ao prazer e esquecer a gestão. Ceder à emoção temperando a razão. Viver sem medo de viver.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:04

Da série gostamos desta garota - Joana Duarte

Quinta-feira, 03.09.09

Inicia-se com este post e esta garota uma nova série deste blog. Já se caía em alguns assuntos mundanamente sérios, chegando mesmo a abordar-se personagens políticas ou dilemas de alguma circunspecção socio-aborrecida. Com esta série procuro não esquecer o propósito inicial do Bolas e Letras: ter prazer no que escrevo, partilhar beleza e momentos de descontraída reflexão sobre os fenómenos que a vida e a natureza nos oferecem. Isso, falo de mulheres bonitas que nos fazem esquecer a inglória labuta quotidiana.

 

O critério é meu, logo falível e livremente criticável. Tentarei, ao contrário das rádios portuguesas, passar maioritariamente moçoilas lusitanas. Porque o que é nacional é bom e não estou a falar de bolachas. Irei procurar garotas desconhecidas, sendo certo que nenhuma mulher que pose para a foto pretende o anonimato. As garotas da fama que se elevem à condição de irresistíveis irão também, certamente, abrilhantar esta galeria blogueira. Fica aqui a primeira musa, a primeira garota a inaugurar o lado feminino deste blogue. Que todos o temos, não se ponham com coisas...

 

Fiquem então com a Joana Duarte, uma jovem musa arrasadora.

 

A areia que se entranha nos olhos de uma gata selvagem. Dentes cerrados para a batalha dos sexos.

 

 

 Tranças de amazona, novamente a guerreira que domina a cena. Vultos insignificantes perdidos no mar da beleza.

 

Olhar de súplica. Pedindo que não a obriguem a entreabrir o segredo dos seios. Como se toda uma existência inocente disso dependesse.

 

 

A ter existido, a inocência perdeu-se num emaranhado de cabelos molhados. Nas nocturnas marés da tentação.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:58

Da série diálogos e pensamentos leoninos (episódio 2 - caducado)

Quarta-feira, 02.09.09

Tinha preparada esta imagem e este diálogo antes do início da época, certamente num momento de dolce fare niente e de alguma descrença leonina. Felizmente, a validade da crítica caducou. Afinal, a barcaça leonina está a meter água por outros lados menos esperados, devido à inépcia de outros marinheiros. Ainda bem que me enganei, o Miguel merece, o Sporting e a selecção também.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:10

Da tristeza sob fatias de suíno

Terça-feira, 01.09.09

 

Ele há olhares e olhos tristes, mas estes dilaceram o coração mais empedernido. Será do bacon?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:26


Pág. 3/3





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog