Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ô cara, tá me conhecendo não? Xandão, meu nome é Xandão!

Quinta-feira, 08.03.12

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:32

Alma leonina (Sporting 1 - Manchester City 0)

Quinta-feira, 08.03.12

 

 

Alma a transbordar, coragem, crença, confiança, espírito de equipa! Se o Benfica se superou face ao Zenit, o Sporting mais do que superar-se, transfigurou-se e assumiu-se como uma equipa completamente diferente do que tem mostrado este ano. Razões? Sem dúvida só podemos associar este novo estado de alma a Sá Pinto, a uma forma especial de viver o clube e o jogo, a um jeito diferente e inspirador de motivar os jogadores. Foi perfeita e limpinha, a vitória? Não, houve sorte, aquele punhado de fortuna que tanto nos tem abandonado em tempos recentes. O Manchester City não fez um jogo fenomenal mas teve oportunidades claras de golo, que Patrício ou a sorte conseguiram afastar das redes leoninas. Não há vencedores sem sorte, nunca há.

 

Destaques individuais? Podia falar de Matias, de Xandão, de todos eles. O melhor jogador foi a equipa, a solidariedade, a vontade de um emendar o erro do outro, o cordão de vontade e crença com que todos se uniram. Agora, como brilhantemente lembrou Sá Pinto no final, é jogar não só um jogo com esta vontade e união mas sim toda a época, contra os melhores do mundo e contra os mija na escada. Para terminar, João Pereira. Excelente jogo, péssima e irreflectida atitude no momento do amarelo. Em minha opinião é imperativo que no regulamento interno do clube existam punições exemplares para jogares que prejudicam a equipa e o clube por reclamarem com o árbitro. João Pereira é recorrente neste tipo de atitudes e isso tem que ser punido, a bem do clube e para correção do jogador. Ah, e se se confirmar que o jogador não sabia que um amarelo o impediria de jogar a segunda mão então não vale a pena punir ninguém. O amadorismo tomou conta da estrutura do nosso clube e nada há a fazer. A não ser sentir muita vergonha. Esquecendo este triste apontamento final, só há que gritar: PARABÉNS RAPAZES, FORÇA SPORTING!

 

 

Fotografias do site MaisFutebol

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:18

Destaque do Sapo, 200.000 visitas, roubos de igreja e o fim das capelinhas

Quarta-feira, 07.03.12

 

 

No dia em que escrevo um texto a elogiar o Benfica o Sapo decide destacar-me no seu portal. Só posso agradecer mais uma vez à equipa do Sapo pelo destaque, apesar de não ser pelo mais agradável dos motivos. Não porque desejasse a derrota do Benfica contra os russo-italianos, mas sim porque preferia muito mais ser destacado por uma retumbante vitória leonina. Ora bem, com o destaque vieram mais uns milhares de visitas (mais de 8.000, até este momento), veio o ultrapassar da fasquia dos 200.000 visitantes, veio uma mão cheia de comentários cuja análise permitiria uma interessante tese sobre o pensamento profundo da nação tugo-luso-benfiquista. O facto de um sportinguista assumido ter elogiado a exibição e vitória benfiquista terá servido em 90% dos casos para um raciocínio do género “estão a ver, com um árbitro isento esmagámos os russos” lembrando a derrota contra os portistas e o tão proclamado roubo de igreja engendrado pelo senhor Proença. Pouco interessa que toda essa vergonha eclesiástica tenha sido provocada por um singelo fora de jogo não assinalado por um fiscal de linha. A tese vigente é que foi um roubo de igreja e isso ficará para a história, não a entrada amedrontada de uma equipa que naquele jogo desconfiou da sua capacidade para se impor ao Porto.

 

 

 

Disse-me um caro companheiro leonino visitante do blog que estava-se a ver que para ter um destaque no Sapo era preciso dizer bem do Benfica. Disse-o com humor, é certo, mas há que ser justo com a equipa do Sapo (podem-lhe chamar graxa, tanto se me dá) e dizer que já fui destacado por dizer bem do Sporting e mal do Benfica. Confesso que gostaria um dia de ser destacado por escrever sobre um qualquer livro, só para variar e já agora para contribuir para a literacia lusitana. Para finalizar, queria agradecer a todos os comentários ao post anterior, com particular incidência, claro está, naqueles que reconheceram a importância de gostar de futebol independentemente da cor clubística. Portugal precisa de mais união e de menos capelinhas, pelo que faz todo o sentido apoiar os nossos clubes nas competições internacionais deixando para trás os ódios e as mesquinhices clubísticas. Um bem-haja a todos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:44

Uma equipa em superação (Benfica 2 - Zenit 0)

Terça-feira, 06.03.12

 

Fotografia do jornal "A Bola"

 

Independentemente de preferências clubísticas e de ódios de estimação quem gosta de futebol não pode deixar de deliciar-se com uma equipa que se supera num jogo decisivo, com jogadores que vão para além das suas capacidades. Foi o que se viu com um Maxi Pereira que em cima da sua habitual raça pôs ainda mais raça, foi o que Witsel ofereceu à equipa com um jogo perfeito feito a régua e esquadro, foi o que revelou a transfiguração de Bruno César quando este deixou de ser um jogador de fogachos e entregou à equipa 90 minutos de concentração na posse, passe e recuperação de bola. Mais do que todos, apesar dos apenas 10 minutos que esteve em campo, foi com uma mão cheia de superação que Nélson Oliveira brindou os adeptos, entrando a disparar de todas as formas e feitios até meter a bola dentro das redes e o Benfica dentro dos quartos de final da Liga dos Campeões. Parabéns ao Benfica e aos meus amigos benfiquistas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:17

Seinfeld

Segunda-feira, 05.03.12

 

 

Qual será a receita de sucesso de uma série de humor? Para mim é simples como pão com manteiga: personagens inesquecíveis, de preferência marcadas por esterótipos que vemos todos os dias e que todos os dias nos fazem sorrir, abanar a cabeça ou gargalhar de incredulidade. Personagens afundadas nas fragilidades que a condição humana teve a desumanidade de lhes marcar na pele com ferro em brasa. O humor mais irresistível é o mais simples - aquele dos bancos de um enfadonho transporte público, do café antes do trabalho, das caras fechadas no elevador, basicamente o que se entranha e confunde com o ridículo da nossa existência. Falo de Jerry Seinfeld, de George Costanza, de Elaine, do inimitável Cosmo Kramer, do carteiro Newman. Sempre que revisitar episódios desta série intemporal procurarei retirar uma pérola para aqui trazer. Porque rir de nós próprios é essencial.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:22

"O adeus às armas" - O conforto do fim

Domingo, 04.03.12

  

 

"- O homem na maca por cima de mim está com uma hemorragia.

- Estamos quase no alto. Sozinho não posso tirar a maca para fora.

Pôs o motor novamente em marcha. O sangue continuava a escorrer. No escuro, eu não podia distinguir de que parte da maca ele caía. Tentei afastar-me para o lado para não me cair em cima. O que tinha escorrido para debaixo da minha camisa era quente e viscoso. Na perna que me doía sentia-o frio, o que me fazia ficar enjoado.

(…) Passado algum tempo o fio de sangue diminuiu, e passou a cair novamente em pingas; ouvi e senti a maca por cima da minha cabeça mover-se quando o homem se instalou mais confortavelmente.

- Como vai ele? – perguntou o inglês. – Estamos quase a chegar.

- Morreu, ao que me parece – disse eu.

Agora as pingas caíam muito lentamente, como caem de uma estalactite de gelo depois do pôr do sol. Estava frio dentro da ambulância, no escuro, naquela estrada em rampa. No posto no alto da encosta tiraram a maca, puseram outra e prosseguimos."

 

Este punhado de palavras pode resumir todo o estilo de Hemingway. Seco, frio, limado até à medula do essencial. E depois a frieza da morte num cenário de guerra. Apenas uma morte, apenas mais uma morte. Sem grandes alaridos, um esperado fim para uma actividade de risco e sem sentido. Dificilmente me esquecerei da forma como Hemingway descreve a percepção que um soldado tem de que outro morreu: “(…) quando o homem se instalou mais confortavelmente.”

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:53

Como é possível? (Vitória de Setúbal 1 - Sporting 0)

Sábado, 03.03.12

 

 

Como é possível jogar-se toda uma primeira parte sem mexer nas peças, quando se via que a dinâmica da equipa não dava para matar uma mosca quanto mais marcar um golo? Como é possível que por mais patetices comprometedoras que faça Polga continue a ser visto como um esteio da defesa? Como é possível que Sá Pinto tenha feito por esvaziar o balão de motivação e bom futebol que Matias Fernandez carregava às costas? Como é possível que Izmailov tenha sido o único jogador do Sporting a jogar futebol de qualidade? Como é possível Ribas, como, onde fomos desencantar esta nódoa, este zero à esquerda??? Como é possível tudo isto, presidente Godinho? Como são possíveis aqueles primeiros 45 minutos, Sá? E como é possível que este árbitro de merda e muitos outros que apitam os nossos jogos tenham perdido de tal forma o respeito pela nossa história e pela verdade desportiva? Para respostas cabais é preciso gente que queira efetivamente mudar o rumo do clube, é preciso não ter medo de apurar responsabilidades, é essencial ter tomates. Vejam lá se os têm no sítio, porra!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:36

Apesar de tudo, Benfica 2 - Porto 3

Sexta-feira, 02.03.12

 

  

Apesar de tudo a amedrontada entrada do Benfica foi compensada por um Cardoso imparável e por um adormecimento dos portistas. Apesar de um momento de forma menos feliz Hulk é Hulk e o seu pé esquerdo é inigualável. Apesar de ser o patinho feio da Luz, Cardoso demonstrou mais uma vez a (in)cultura dos adeptos benfiquistas que adoram fazer dele o patinho feio da equipa. Apesar da incompreensível preferência de Vítor Pereira por jogadores muito inferiores ao fantástico James Rodriguez, este rapaz em poucos minutos pode dar a volta a um jogo.

 

Apesar de ser um excelente guarda-redes, no incrível golo do incrível Hulk Artur quis tentar uma defesa com um toque de nota artística. Apesar do fora de jogo no terceiro golo Artur saiu à bola como Patrício nos seus tempos de maus timings esvoaçantes. Apesar das fragilidades que o Benfica apresentou em boa parte do jogo, Jorge Jesus, os escribas veneradores da vermelha cor e os cegos adeptos só se lembrarão de um fora de jogo que devia ter sido assinalado. Resumindo como resumi aos meus amigos benfiquistas, diria que os vermelhuscos se apresentaram todos mijadinhos à entrada e que foram demasiado tenrinhos à saída. Parabéns aos meus amigos portistas, com particular destaque para o meu Pinheirinho de estimação.

 

 

Fotografias do site MaisFutebol

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:59

Algumas saudades do Verão e de intermináveis mergulhos na piscina

Sexta-feira, 02.03.12

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 15:10

Comboios de Portugal

Quinta-feira, 01.03.12

  

 

Intercidades para o reino dos Algarves, mais uma aventura no fantástico mundo dessa excelsa empresa pública que é a “Comboios de Portugal”, vulgo CP. Sentei-me decidido a apreciar a paisagem e a conhecer um pouco melhor o nosso lindo Portugal. Erro 1. Os vidros estavam tão imundos, riscados ou que merda era aquela  que não percebia sequer se chovia ou fazia sol. Bom, o melhor era ir ao bar matar a fominha. Erro 2. Segundo a informação que logo a seguir zuniu nos meus pobres ouvidos, por motivos alheios à CP não havia serviço de bar em todo o trajecto. Se a culpa não era da CP, de quem seria? Do Professor Aníbal? Do Sá Pinto? Enfim, um clássico bem lusitano.

 

 

 

Bom, já um pouco enfadado com um início de viagem pouco entusiasmante, digamos, decido empreender uma daquelas actividades que ninguém poderia fazer por mim. Sim, um xixizinho. Erro 3. A informação surge novamente através do sistema de som perito em dar boas notícias aos passageiros – o WC só abriria após a estação do Pragal. Olha que bela merda de serviço, ó senhores gestores da CP. Será que nunca vos passou por essas iluminadas cabecinhas viajarem incógnitos nos comboios por que V.Exas. são responsáveis para assistir à bandalheira que por lá se passa? Não, certamente dá trabalho e ainda sujavam as impolutas gravatinhas. Que bela merda de serviço, ó senhores gestores da CP. Nunca é demais repeti-lo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:28


Pág. 4/4





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog