Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A sórdida beleza do desespero

Quarta-feira, 22.08.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por bolaseletras às 23:53

Sem palavras - Paraíso azul

Terça-feira, 21.08.12

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:41

Sem palavras - Nós dois e o mundo

Segunda-feira, 20.08.12

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:41

V. Guimarães 0 - Sporting 0

Domingo, 19.08.12

 

 

Com o ingénuo e salutar optimismo de mais uma época que se inicia, lá me desloquei ao clássico tasco com SportTv, recheado de opinion makers encartados e dos habituais lampiões infiltrados. Nada de novo, nada de velho, apenas os mesmos erros, apenas as mesmas teimosias. Sem mais delongas, vamos ao que interessa, começando pelos pontos positivos que a maré de fé ainda não esvaziou. Lá por trás, uma defesa como há muito não me lembro. Dois centrais completos, atléticos e avessos a inventar, um misto de experiência e juventude no bom caminho. Pela direita, Cédric a mostrar que pode dar mais que João Pereira, sobretudo sem as quebras cerebrais que também caracterizavam o bom João. Insua, esse, é neste momento a anos-luz o melhor defesa esquerdo a jogar em Portugal, tendo executado neste jogo uma mão cheia de cruzamentos venenosos e infelizmente desperdiçados. No meio gostei da química de Elias e Gelson, lá na frente Carrillo a botar a carne toda no assador e a prometer miséria.

 

De negativo, é simples. 80% dos jogos deste campeonato vai-nos acontecer isto, em casa ou fora: uma equipa a defender com quase todos, em busca de um pequeno erro nosso. E não é com um ponta de lança jeitoso, mas que sabe que se falhar 50 golos no jogo seguinte volta a entrar, que lá vamos. Depois, não quero acreditar que é Sá Pinto que anda a dar minutos a um Adrien que só é n.º 10 em clubes em que quem tem um olho é rei (não deve ser o Sá, caso contrário não o tirava ao intervalo). André Martins lá entrou para 10, tens uns pés com olhinhos, mas ainda não chega para o caudal ofensivo que precisamos. Falta um ponta de lança e um 10 a sério, senhores dirigentes. Tapem lá esses buracos (ou só 1 buraco, caso ressuscitem o velho Izma) que o caneco não andará longe.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:23

Benfica 2 - Braga 2

Sábado, 18.08.12

 

 

No reino dos Algarves, sem SportTv, volto ao bom e velho relato radiofónico para acompanhar mais uma inesquecível entrada vermelhusca no campeonato. Esta insistência e teimosia de Luís filipe Vieira em Jorge Jesus faz-me lembrar a cegueira dos benfiquistas com Vale e Azevedo. E não, não falo do melhor jogador da pré-época benfiquista no banco (Carlos Martins), nem da destruição de um bom extremo esquerdo que vai destruindo uma equipa a lateral esquerdo. Falo sim de uma pessoa sem estatuto, educação, classe e dignidade para ser treinador do Benfica. Um tipo que grita para o campo para os seus jogadores simularem lesões, que diz que o fairplay é uma treta, que se ri quando o seu capitão de equipa atira o árbitro ao chão, um tipo destes nem no Marco de Canavezes do Avelino ferreira Torres treinava. O Benfica, os benfiquistas e o futebol português merecem mais. Os benfiquistas têm que perceber que amar o seu clube não é defender tudo e todos sem sentido crítico, mas sim exactamente o contrário. Amar demasiado e acriticamente um filho geralmente leva à sua perdição. Vejam lá isso, vermelhuscos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:22

Sem palavras - Monica Bellucci

Sexta-feira, 17.08.12

 

 

p.s. - Apenas umas curtas palavras para vos dizer que parto duas semanas para sul, não de bicicleta, mas inspirado pela beleza da Monica. O blog não parará mas as mulheres bonitas e sem palavras farão jus aos calores do Verão. E chega, chega de palavras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:08

Sem palavras

Quinta-feira, 16.08.12

Há momentos, raros mas há, em que fico sem palavras. Não significa isto que me cale e que prescinda de estragar o que dispensa palavras. Significa que me faltam as palavras certas mas que nem assim evito dizer as erradas. São momentos de beleza indescritível, inclassificável, impronunciável. Mas falo ou escrevo, perturbo a beleza com ruídos dispensáveis. Esta série é para isso, para me educar a afogar as palavras dentro de mim.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:27

Portugal 2 - Panamá 0 (e o Nélson a aquecer para o Rio de Janeiro - 2014)

Quarta-feira, 15.08.12

 

 

Num jogo sem história para ficar na memória, fica um diálogo via sms entre moi même e um caro amigo vermelhusco:

 

Eu - F…que ganda golo!

Amigo vermelhusco – Já lhe passou a ressaca, muito bom!

Eu – Carlos Martins 2. Quando estão bons, o Jesus manda-os para Espanha.

A. V. - Tem muita porrada para levar ainda e em Lisboa não teria tempo, vamos lá ver se em Espanha tem.

Eu – Tinha nos treinos, o Luisão dava uma mãozinha.

 

p.s. – Quanto a este vergonhoso assunto do Luisão, ponho-me a pensar que alguns benfiquistas são uma cópia perfeita dos governantes do nosso país. Por maior que seja a patifaria, fazem um ar muito espantado, desvalorizam e apoucam quem dá importância ao assunto que tudo fazem por branquear. Pior só o Paulinho das feiras a sacudir submarinos do capote.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:51

"O Retorno"

Terça-feira, 14.08.12

 

 

Independentemente do ângulo pelo qual se analise a obra, ocorre-me dizer que “O Retorno” é um livro maravilhoso. Para mim e para os meus companheiros de geração (malta nascida pouco depois do fim do obscurantismo, 1975 no meu caso) o conhecimento do que foi o fim da época colonial, o efeito do regresso dos nossos “colonos” africanos é um quase completo mistério. Culpa nossa porque pouco investigamos ou queremos saber sobre o assunto, culpa dos nossos pais e da geração que passou por tudo isso que prefere não relembrar histórias desses tempos idos. Mas também culpa de um país que pouco produziu sobre essas matérias, quer em termos de literatura, cinema ou mesmo produção jornalística. Por vezes parecemos os alemães a esconder sob o nevoeiro do esquecimento os tempos do nazismo.

 

O retorno é-nos contado por um rapaz de 15 anos que volta à metrópole. É-nos dado a conhecer o que era a vida dos portugueses em África, como se sentiam e comportavam, como tratavam os africanos, como por eles eram vistos. Racismo? Sim, terá havido, como poderia não haver se estivemos em África partindo de um papel de “somos melhores que eles”, “vamos lá educar e governar aqueles selvagens”. É duro, isto que digo? Talvez o seja, talvez não tenha sido sempre assim, pelo menos para alguns que amaram de facto África e os africanos e não se julgavam uma raça superior e mais esclarecida. Livros sobre África, sobre os tempos de colonialismo e do pós-colonialismo precisam-se. É o passado que nos permite entender o presente e preparar o futuro, nunca esquecer isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:30

O violino desafinado e a bola de bowling

Segunda-feira, 13.08.12

 

 

Não tendo podido assistir ao jogo que deu o primeiro troféu dos 5 violinos ao meu Sporting, ouvi aos bochechos relatos em directo de nobres palradores, divididos por diversos canais radiofónicos. Parece que o jogo não foi nenhuma loucura, mas que a nova dupla de centrais leonina está bem e recomenda-se, que Cedric já meteu o lugar de João Pereira no bolso, que o Gelson vai fazer a titularidade negra ao Rinaudo, que o Elias quer arvorar-se ao epíteto de o Grande Elias, que enquanto o Carrillo cresce o Capel parece que nesta fase está mais para o encolher. Mas o melhor parece que foi o Adrien, aquele rapaz que muito provavelmente sairá a custo zero e por tuta e meia, e que nós andamos agora a tentar valorizar para que outros depois lucrem com isso. Dizia o energúmeno do Joaquim Rita, que depois dos assobios que receberam o rapaz, foram as palmas que o despediram do jogo e que, portanto, finalmente os adeptos leoninos tinham percebido que ele é grande jogador. Não terá percebido o confuso Joaquim que os assobios iniciais não tinham a ver com a qualidade do rapaz mas sim com o seu duvidoso carácter, pelo menos no que à fidelidade para com a causa leonina respeita. Não sou apologista de assobiar jogadores da casa, mas se se assobiou por motivos justificáveis, o facto de ele ter jogado bem não mudou a sua duvidosa a conduta ética.

 

Para terminar gostaria só de louvar a defesa intransigente e à prova de bala que o jornal “A Bola” tem feito da atitude de Luisão, que num jogo particular fez de si bola de bowling e do árbitro pino do mesmo desporto. Hoje só faltou desenterrar o malogrado Féher para tecer loas ao capitão Luisão. Até o árbitro Pedro Proença, recém vítima dos calores vermelhuscos, conseguiram por a defender o injustiçado Luisão. Se isto começa assim, temo que nem com o Wolfswinkel a mercar 60 golos o Sporting possa ser campeão - parece que isso não vende assim lá muitos jornais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:43






mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog