Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Nunca esquecer - O sonho comanda a vida

Segunda-feira, 11.11.13

 

Fotografia de Martin Waldbauer

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:42

Capa de revista - Catherine Deneuve

Domingo, 10.11.13

 

 

Catherine Deneuve muito dificilmente não será, até ao expirar dos meus dias, o modelo de classe e elegância do belo sexo. Não a classe finória e enfadonha, não a elegância perfeita e compostinha, pois Madame Deneuve eleva-se pela originalidade, marca pela diferença. Foi com a sua interpretação em “Indochine” que me apaixonei, foi com “Belle de Jour” que compreendi que o molde que originou a sua espécie há muito fora quebrado. O que mais impressiona em Catherine Deneuve? O facto de a sua beleza não ter idade, de com 20 anos nos arrebatar com a sua perturbante beleza, de aos 60 nos convencer que as mulheres, como o vinho do Porto, podem ir para além do que julgávamos serem os limitados horizontes humanos. As capas de revista que encontrei com Catherine não se aproximam minimamente de toda a riqueza feminina que ela transmite - falta a voz, o movimento, o contorno dos lábios quando sorri levemente. Ainda assim, não deixa de valer a pena, vale sempre a pena reencontrar Madame Deneuve.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:39

Cabeça levantada, LEÕES! (Benfica 4 - Sporting 3)

Sábado, 09.11.13

 

 

O ritmo cardíaco ainda fora das normas das bulas médicas, uma desilusão profunda agravada pelo sentimento de injustiça impedem-me de esmiuçar um dos jogos da década. O Benfica e Jesus foram salvos por quem ontem insultou e tentou agredir o treinador, também é isto que faz um clube. E dois penalties limpinhos por marcar a favor do Sporting que Duarte Gomes guardou no bolso. E um William Carvalho do tamanho de um carvalho tapado por um gigantesco Cardoso. Tirando as pequenas vergonhas do futebol português fica um jogo fantástico, muita honra pelo que fizeram e nos deram hoje, rapazes, obrigado!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:31

Senhoras, venha daí esse passo

Sexta-feira, 08.11.13

 

 

São incontáveis as melhorias a fazer neste mundo, nos baluartes da civilização, nas teias que tecem a ordem social dominante. Faltam líderes, governantes marcantes, gente com a marca única da visão sem limites mas indelevelmente associada à busca do bem comum. Faltam as mulheres certas nos sítios certos, mulheres que não soem a Merkels que falam grosso mas que tremem por dentro, apenas movidas pela força mesquinha da caça do votozinho do seu povinho. Dispensam-se igualmente mulheres que baixem a crista para deixar o Paulinho das feiras pavonear-se na passadeira vermelha. Fazem falta mulheres à antiga, mulheres com o buço mal aparado, mulheres de armas sem medo de as usar. Deem um passo à frente, senhoras, tirem a faca da liga e não se coíbam de usá-la. A nação agradece.  

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:18

Capa de revista - Gisele Bündchen

Quinta-feira, 07.11.13

 

 

Inicio com a Gisele Bündchen uma série que tem tudo para parecer fútil e fácil. Como muitas vezes o que parece é não custa assumir que é mesmo o que isto é. Sou um cidadão e um homem sujeito aos mesmos guilty pleasures que um qualquer bom pai de família, pelo que não me furto a olhadelas persistentes aos escaparates das revistas femininas e masculinas. As cores, as curvas, a beleza levada ao extremo e manipulada nas modernas artes de tornar intoleravelmente belo e fascinante o que deveria ser simplesmente belo. Porquê a Gisele? Porque não? Como não, galera?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:53

Menos ruído, mais, muito mais poesia

Quarta-feira, 06.11.13

 

 

O mundo será um mundo melhor e eu serei um pai melhor quando perceber(mos) que as crianças com que gritamos são crianças e apenas crianças. Os tempos delas obedecem a outros critérios que não os nossos, os objectivos delas quase nunca correspondem aos nossos e aos que julgamos devem ser os delas. O mundo real e as obrigações fácticas obviamente não casam com a inocente visão que elas mentalmente desenham do mundo, pelo que concessões terão de ser feitas. A arte reside tanto na capacidade de as convencermos a conceder sem lhes violentarmos o sonho acordado em que a sua pura existência reside, como na nossa em nos deixarmos “adoçar” pela visão idílica que elas fazem dos minutos que se seguem. O minuto que se segue não tem que ser uma correria para engolir o leite, devorar uma sandes mal-amanhada ou atar os atacadores com a rapidez de um profissional do ramo do calçado, há sempre formas mais agradáveis de fazer as coisas. A arte está em perdermos tempo na descoberta do que as faz sorrir em simultâneo com a execução das tarefas que cumprem os nossos anseios. Para uma criança não há tarefas aborrecidas, é apenas uma questão de as encaminharmos na descoberta dessa beleza ou originalidade. Como conseguir isso? Passa por nós, por nós próprios encontrarmos algo de novo e belo em tudo o que fazemos. Eu sei que isto é poesia, mas nunca ninguém morreu por excesso de beleza na vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:25

As palas de Jesus e as luvas de Roberto (Olympiacos 1 - Benfica 0)

Terça-feira, 05.11.13

 

 

O problema de Jesus incide no excesso de convicção nas suas certezas. Essa visão incólume à admissão de falhas ou críticas impede-o de ver o filme todo. Sim, Roberto será um dos melhores guarda-redes do mundo entre os postes, mas isso não invalida que seja medíocre a sair aos cruzamentos e que tenha problemas de confiança. Outra convicção de Jesus é que rechear uma equipa de algumas reais (Markovic, Djuricic) e outras ilusórias vedetas (Bruno Cortez, Sulejmani, e outros ics cujo nome já ninguém se lembra), seria o suficiente para construir uma equipa arrasadora. Essa visão unívoca não permite ao génio da táctica tirar dos olhos a pala que o impede de ver que uma equipa se constrói, além de qualidade futebolística, de solidariedades, de afectos, de vontade de dar o couro pelo colega do lado. Roberto fez a exibição de uma vida, o Benfica jogou como nunca e perdeu como sempre.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:14

Uma estrada demasiado sinuosa

Segunda-feira, 04.11.13

 

 

Não sei se é do cinzento do dia mas hoje, olhando para o que se faz à minha volta, para o que têm feito as pessoas que supostamente deveriam saber o que se devia fazer para tirar o país do lodaçal em que se encontra, não estou nada, mas nada optimista. Há demasiada gente, demasiados executantes e gestores, a trabalharem para “fazer a parte deles”. Não interessa se essa parte vai ou não contribuir para o bolo do que deve ser feito, não interessa se aquilo que acham que devem fazer não tem utilidade nenhuma, tem um custo-benefício miserável ou se não vai ajudar em nada a mudar/melhorar qualquer coisinha. É este o estado de espírito no arranque da semana, o que não é assim lá muito auspicioso. A pergunta de 10 milhões é: o que tem a ver a fotografia de cima com esta conversa cinzenta? Apenas o pensamento de que a estrada que percorremos nos deveria levar numa outra direcção, a uma meta bem mais agradável do que aquela que temos andado a construir. A vida devia ser muito mais sexy do que esta chatice pegada e sem sentido que tantas vezes é. Sou um tipo bem resolvido e feliz com o que tenho mas não estou nada optimista. Vejam lá isso, pá!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:09

Sliman Islam, la rage de vaincre

Domingo, 03.11.13

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:09

Para o meu docinho de amêndoa

Sábado, 02.11.13

Esta mulher anónima partiu em busca do silêncio, de si e da paz de espírito e não sabe se regressa. Nos ombros suportava a alegria e o equilíbrio da família, nas mãos secas e gretadas jaziam quilos de roupa e refeicoes, as escassas horas que sobraram dedicara-as a ser mulher, amante, mãe, funcionária dedicada de um patrão ingrato. Esta mulher, ao contrário da esmagadora maioria, não teve mais coração para amar e não conseguiu encontrar-se a si no tanto que dava aos outros, pelo que no dia de mais um aniversário partiu em busca de si. Obrigado por estares sempre aqui meu docinho, por me e nos dares tanto de ti, não deixando de seres tu. Parabéns!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 13:28






mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

pesquisar

Pesquisar no Blog