Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Acreditar

Quinta-feira, 02.01.14

 

O post anterior poderá dar a ideia de que as esperanças que deposito em 2014 são pequenas ou nenhumas. Não é bem assim, até porque sou mais do tipo optimista, há até quem diga do tipo “pateta alegre”. Na realidade, gosto de manter sempre um sorriso aberto, mesmo que saudavelmente trocista, por vezes mesmo de condescendente desdém perante as atrocidades do dia a dia, sabendo de antemão que pior não podemos ficar. Sendo assim, havendo sempre enorme margem para que tudo melhore um bocadinho que seja o dia de hoje não será certamente pior que o de amanhã. Estranha forma de vida ou de ver as coisas, dirão alguns, mas confiem que pode ter os seus resultados positivos. Acredito mesmo que o engarrafamento idiota que apanhei esta manhã, provocado por dois zelosos senhores agentes da PSP, não irá repetir-se na manhã de chuva de amanhã, pode até dar-se que um raio de sol brilhe numa estrada vazia rumo ao casulo laboral. Acredito também que amanhã os nossos líderes perceberão que é com dirigentes competentes e sérios que a nação avançará, como acredito que essas referências da governação estatal concluirão que só com um povo motivado e inspirado pelos exemplos superiores poderá o país avançar. Acredito que as nossas mulheres, as mães dos nossos filhos, terão tempo para ser mulheres e pessoas por inteiro, para não se esgotarem nas tarefas de mães e de profissionais, que poderão ler as suas revistas relaxantes no trono que outrora foi só nosso. Acredito que o impossível é possível! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:26

Um cheirinho de 2014 no Intercidades

Quarta-feira, 01.01.14

 

Parto da mui nobre cidade farense em direção a dois dias de trabalhinho, para não perder o jeito. Entro no comboio com a certeza de que no primeiro dia do ano muitos tesourinhos me esperarão na viagem. Os jovens ressacados são a principal curiosidade, já antecipada, diga-se. Somam-se a isso os bebés a chorar, os cheiros intensos, demasiados cheiros e não necessariamente bons. A meio da viagem, entra numa qualquer daquelas maravilhosas terreolas que o Intercidades sempre nos proporciona, um jovem obeso com ar de cientista alucinado, com uma gaiola com um género de rato branco gigante lá dentro. O rapaz senta-se ao lado de um outro jovem nitidamente aterrado, e explica que é uma doninha albina, produto de laboratório. Não, não foi resultado de uma qualquer terrível ressaca, até porque não bebi para isso, é sim o início do ano às mãos de mais um prodigioso português.

 

Um pouco mais à frente, um punhado de jovens afectados pelos malefícios do álcool que lhes corrói os corpos e as já de si fracas meninges, joga à sueca, ouve música em headphones pouco isoladores do som, destacando-se um deles que respinga comentários indirectos em jeito de piropos manhosos a cada rapariga que passa no corredor. Olho-o nos olhos, não conseguindo disfarçar o meu desprezo, ao que ele, depois de confirmar que os amigos não reparam na sua cobarde mudança de atitude, mete os óculos escuros, cala-se de vez, e finge dormir. Cientistas loucos e juventude boçal e cobarde. Começa bem, 2014.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:32


Pág. 4/4





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog