Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Portugal 0 - Albânia 1

Domingo, 07.09.14

 

Reacção normal ao ver o Éder a ponta de lança, o Ricardo Costa a central e o Vieirinha com o n.° 10.

 

O Paulo Bento exasperou-me. Os jogadores, cuja qualidade não é superlativa mas também não é tão má como as suas prestações podem fazer suspeitar, não me parece que tenham dado tudo em termos físicos, emocionais e mentais. Vou resumir a coisa a uma feliz frase que li no twitter e deixar mais umas piadolas que me vieram à cabeça. Esta selecção arrisca-se a que deixemos de a levar a sério. Vejam lá isso, rapazes.

 

“Andámos durante anos a jogar acima das nossas possibilidades, chegou a hora do ajustamento.”

 

 

Cavaleiro? Gomes? Horta? Éder? What‘s you problem, Mr. Bento? 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:38

Ao cuidado das donas de casa desesperadas

Sexta-feira, 05.09.14

 

Uma boa revista feminina toca o coração das mulheres identificando exaustiva e esmiuçadamente as obrigações domésticas a que as mesmas estão sujeitas, num tom de queixume e ténue revolta. Uma excelente revista feminina aborda o tema de uma forma construtiva, abrindo a porta para as tarefas que a mulher deverá e poderá dividir com o homem e, se se permitir um toque de inteligência persuasiva, elogiará até os homens que têm gosto por esse tipo de atividades e que não hesitam em tirar dos ombros das suas amadas esse peso insuportável. Uma boa revista masculina pega nesse tema com pinças e refere, ao de leve, que o homem deverá estar sempre pronto para compensar com jantares românticos ou noites de fogosa paixão a sua dedicada e sensual fada do lar. Uma excelente revista masculina pegará no tema pelos cornos e incentivará o casal a fazer das tarefas domésticas e dos apetrechos que habitualmente as acompanham um playground para novas experiências sensoriais, a imaginar e a transformar todos aqueles estranhos artefactos (vassouras, piaçabas, aspiradores, espanadores, colheres de pau, ferros de engomar, etc.) em perversos objetos de índole e potencial sexual. O problema não está na tarefa, está na forma como a vemos e executamos, diria o guru dessa  revista masculina futurista.

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:54

O quarto poder, para onde nos leva?

Quinta-feira, 04.09.14

 

Será que ainda há jornalistas competentes? Daqueles que investigam e estudam os assuntos a fundo, para procurar descobrir as causas das coisas, fugindo à tentação da noticiazeca à pressão, mal fabricada e pior parida para confirmar uma qualquer teoria da conspiração que de antemão sabem ser o que a massa popular quer? Será que o quarto poder assim enfraquecido e ignorante não será a maior ameaça aos outros poderes, os legitimamente constituídos? Olho aberto malta, a liberdade de expressão é muito bonita mas, se mal utilizada, pode ser a causa do seu próprio fim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:59

Sobre a difícil arte de manter o equilíbrio

Quarta-feira, 03.09.14

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:35

Por terras do Instagram - Tanya Mityushina

Terça-feira, 02.09.14

Há quem diga que a fantástica modelo russa Tanya Mityushina será a próxima Irina Shayk, mas em versão loira. Parecendo-me um tema onde os meus conhecimentos ficam muito pela rama, pelo que não será de interesse nacional o seu aprofundar neste espaço, prefiro deixar-vos os seguintes motivos de reflexão, sobre a possibilidade da jovem Tanya poder aspirar ao trono ocupado pela bela Irina. Os argumentos, esses, podem passar pela graciosidade com que torna o ácido limão adocicado, pela arte com que nos faz esquecer a arte, ou, simplesmente, pela capacidade de envergar um fato de banho ou uma qualquer outra peça mais íntima fazendo desse nobre acontecimento a mais bela das artes.

 

 

 

 

http://instagram.com/tanyamityushina

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:47

Portugal, a flor e a foice - A fábula lisboeta da formiga e da cigarra

Segunda-feira, 01.09.14

 

Lisboa - Chafariz d'El Rey (1570-1580)

 

“Os testemunhos deixados pelos estrangeiros que então viviam ou visitavam Lisboa são conformes na descrição da depravação dos costumes, da carestia da vida, do desprezo com que eram consideradas as profissões. O sonho era embarcar para o Oriente, enriquecer na pirataria e voltar com título de fidalgo.

Olhe-se este retrato: «O que tornava da Índia rico passeava na Rua Nova como num estado oriental. Precediam-no dois lacaios, seguidos por um terceiro com o chapéu de plumas e fivelas de brilhantes, um quarto com o capote e, em roda da mula, preciosa de jaezes e luzidia, um quinto segurava a rédea, um sexto ia ao estribo, amparando o sapato de seda, um sétimo levava a escova para afastar as moscas e varrer o pó, um oitavo a toalha de linho para limpar o suor à besta, à porta da igreja, enquanto o amo ouvia missa. Eram ao todo oito escravos pretos, vestidos de fardas de cores agaloadas de ouro ou prata.»”

 

Esta Lisboa vibrantemente patética, no auge do esbanjamento das riquezas imediatas que os territórios além-mar nos trouxeram, é a Lisboa dos novos-ricos, dos parolos, dos emigrantes que regressam de Mercedes e já sem calos nas mãos, da gente que ganha a lotaria ou uma herança e no dia seguinte altera toda a sua vida para mostrar ao vizinho e ao mundo que a miséria já não mora ali. O ter serve sobretudo para ser colocado em montra, a preocupação é com o desfile do brilho de hoje sem cuidar dos dias de Inverno que virão. Hoje, ontem, no século XVI, um país e um povo que se pela pelo sainete e pelo bailarico, mesmo que amanhã tenha que comer a côdea que o diabo nem se deu ao trabalho de amassar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:00


Pág. 3/3





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog