Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A man...

Quarta-feira, 18.05.16

  

man.jpg

 

…e, por mais que beba, por muito que ria, por todos os olhares cruzados com que rasgue o fumo e o barulho das luzes de mais aquele bar, no fundo, bem lá no fundo, o cheiro que lhe invade os sentidos não é o dos cigarros misturados com suor nem o do perfume exagerado de mulheres desesperadas. O aroma que não o deixa entregar-se por inteiro à volúpia dos sentimentos e das sensações fáceis é o do café que ela faz pela manhã, do cheiro da sua pele devolvido pela brisa que vem da janela, o cheiro a carne doce e bem amada, o cheiro ao amor que se fez e que nunca se esquece, por mais bares em que se entre, por mais erros que se cometam. Se há certeza que um homem que já amou verdadeiramente tem é que nenhuma outra mulher terá para ele o significado da tal, não mais o cheiro do café acabado de fazer deixará de ser o do café que ela bebia à janela, a sobremesa perfeita depois de uma noite de amor.

 

man2.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:28

Uma noite em Lisboa

Terça-feira, 17.05.16

  

noite-em-lisboa[1].jpg

 

A literatura de aeroporto tende a ser associada a literatura de nível duvidoso, aquela que compramos à pressa para passar o tempo e que esperamos não reúna qualidades que nos desgastem demasiado as meninges. Não foi disso que fui em busca quando comprei o livro "Uma noite em Lisboa", perdido numa estante da Fnac do aeroporto da Portela, mas também não procurava nenhum tratado sobre a condição humana. O título despertou-me a atenção, a curta descrição que a badana fez do autor, o alemão Erich Maria Remarque, que humildemente confesso nunca ter lido, fez-me sacar a nota do bolso. Introduz a badana que o autor "Nasceu a 22 de Junho de 1898 para se vir a tornar num dos mais importantes escritores do século  XX. Banido pelos nazis por ser alegadamente descendente de judeus franceses, viu os seus livros serem atirados para a fogueira e foi exilado em 1933 sob acusação de fazer propaganda contra o nacionalismo alemão".

Não sei se o autor foi um grande escritor do século passado (bom, do que já li posso afirmar que não envergonha os melhores), sei que alguém que foi inimigo do nazismo e a ele sobreviveu deve valer a pena ler. Pelo menos, como eu,  apaixonou-se por Lisboa:

 

erich.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:52

Obrigado leões, parabéns Benfica

Domingo, 15.05.16

FB_IMG_1463331998605.jpg

Parabéns aos jogadores do Sporting que deram tudo e jogaram o melhor futebol do campeonato. Parabéns a Jorge Jesus que nos fez subir vários patamares de qualidade. Parabéns a Bruno de Carvalho que estabilizou o clube financeira e desportivamente. Parabéns aos adeptos que sempre acreditaram e apoiaram a equipa. Parabéns ao Benfica que começou mal e soube crescer e manter a vantagem ganha em Alvalade. Parabéns a Rui Vitória e aos jogadores, parabéns aos seus adeptos, muitos deles meus amigos. Não me apetece falar do penalty do Talisca, de outros colinhos que aconteceram durante o ano, nem me apetece falar em momentos menos felizes de Bruno de Carvalho e de Jorge Jesus. Hoje ficam só os parabéns, principalmente aos adeptos e aos jogadores das duas equipas. Desejo que para o ano a competitividade seja a mesma, os erros dos árbitros sejam melhor distribuídos, que os meus excelentes treinador e presidente passem a apreciar mais o silêncio enquanto desenvolvem e bem o seu brilhante trabalho. Obrigado rapazes, meus queridos leões. Vão para o vosso merecido descanso de cabeça levantada, que bem merecem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:49

Anda comigo ver os aviões

Sábado, 14.05.16

20160514_160346.jpg

Gosto de aeroportos. Da confusão nas horas em que os voos se cruzam como bandos de gaivotas enlouquecidas com o cheiro a peixe fresco, da calma nas horas mortas em que os aviões parecem ter adormecido nas nuvens, recolhidos no véu da noite. Gosto da excitação na indesmentível cara dos baptismos de voo, da calma aparente ou mal disfarçada dos que cruzam os céus como aves migratórias. Gosto do medo que tantos sentem na descolagem e na aterragem, como se seguro fosse estar a 10.000 mil pés de terra firme. Gosto de não ter medo, de me bastar a consciência de que voar é seguro como dormir, de saber que nas raras excepções em que não é pouco me adiantaria chatear-me porque nada mesmo haveria a fazer. Gosto de sentir o mundo a palpitar nas linhas cruzadas de milhares de olhares apressados e desatentos. Gosto de não saber se esta ou a próxima serão a última viagem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 15:05

A sombra com sabor a sol

Quarta-feira, 11.05.16

    

sombras.jpg

 

A sombra dela está sempre presente. Pode mesmo dizer-se, não só para tentar rimar mas sobretudo porque é a pura verdade, que a sua sombra lhe é imanente. Uma sombra que não faz da sua vida uma vida mais escura ou fria, mas uma sombra que lhe aquece os dias sem sol e, até, pode mesmo afirmar-se, que lhe aquece também os dias em que o sol a nada lhe sabe.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 19:08

Um conselho: todos iguais, todos diferentes

Terça-feira, 10.05.16

  

máscaras.jpg

 

A falta de tempo que obrigou a esta pausa no meu querido Bolas e Letras obriga-me a fazer uma pausa na falta de tempo dos últimos e dos próximos dias para escrever um pouco. Há quem faça yoga, há quem corra, há quem fume como uma chaminé e há quem respire fundo para relaxar e tirar o peso do dia-a-dia da curvatura das costas, eu por aqui escrevo. 

Desde muito novo que me esforço por aprofundar a tão pouco reconhecida capacidade de não dar conselhos. Não falo de conselhos mundanos (como fazer um ovo estrelado no micro-ondas, como dizer a palavra certa no momento que se arrisca a ser o errado), falo sim de conselhos sobre aquilo que devemos ser, nos modos e no fundo de nós, sobre aquilo a que devemos aspirar, sobre como nos devemos conduzir na vida interior e no relacionamento com os outros. Pode parecer que estou a criticar toda a gente que faz isso por desporto, mania ou mesmo por profissão, mas não, não é nada disso. Se procuro não dar esses conselhos que, no fundo, têm sempre em vista moldar os outros e os seus comportamentos ao que pensamos e sentimos deve ser a conduta de cada ser pensante que nos rodeia, não é porque veja algum erro, abuso ou eventual posição de superioridade em quem os dá como quem dá cerejas. É simplesmente porque tenho a profunda convicção que somos tão únicos, tão especiais, tão distintos nas formas de pensar, sentir, no modo como somos afetados por uma palavra, um gesto, ou um conselho, que, por esse particular motivo, o único conselho que acredito se adapta a cada pessoa em concreto é exactamente o conselho de uma pessoa para si própria. Isto são cá manias minhas, não é para ligar muito, mas ao menos sinto a curvatura das costas bem menos pesada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:47

Um café com uma pitada de doces ilusões e um até já

Quinta-feira, 05.05.16

 

à espera da manhã seguinte.jpg

 

Deambulações de lazer e viagens de trabalho irão afastar-me nos próximos dias deste cantinho que tanto estimo. Não é com tristeza que anuncio esta pausa de alguns dias (isto, claro, se o vício daqui vir e de escrever não for maior que a falta de tempo). É bom parar, é bom iludirmo-nos que viajamos para longe de tudo o que nos prende, da mordaça da rotina quando, na realidade, nunca saímos do mesmo sítio, estamos onde sempre estivemos, amamos quem sempre amámos, odiamos o que sempre odiámos, as chatices e prazeres que contam são aquelas, as de sempre. Por mais que viajemos e nos encantemos com a beleza do mundo morreremos todos os dias de saudades do nosso sítio, mesmo que essa saudade contenha também tudo aquilo de que queremos afastar-nos. Como alguém dizia, “ilusões são tudo o que há nesta vida. Que esta grande ilusão a que chamamos vida seja uma bela experiência de se viver”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 16:22

De uma vez por todas

Quarta-feira, 04.05.16

  

Ibraheem Abu Mustafa  Palestinians stand on the ba

 

É quase criminoso botar faladura sobre este momento captado por Ibraheem Abu Mustafa, um fotógrafo que desconheço mas que neste momento em que volto a rever a imagem dificilmente não é o melhor fotógrafo do mundo. De que vale avançar com uma tese de fazer chorar as pedras sobre a ave preta que permanece naquele local amaldiçoado, na faixa de Gaza, e a pomba branca que se afasta em busca da paz que a cor das suas penas anuncia? De que vale imaginar e relatar que aquela mãe e aquele filho vivem já a rotina da guerra, dos destroços e do medo da morte com uma normalidade aparente? O que de facto interessa é olhar para esta imagem até que os olhos se fechem numa dor que se alastre até ao fundo de nós, uma ferroada lancinante que nos agite como um maremoto, que mexa de uma vez por todas connosco. Há imagens que não deviam morrer dentro de nós sem que o nosso coração nos saísse pela boca.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 16:00

Café da manhã, Madame Cucinotta e o grande olho bigbrotheriano

Terça-feira, 03.05.16

  

Italian actress Maria Grazia CUCINOTTA.jpg

 

Dizia-me um amigo há uns tempos algo que recordei hoje por causa desta bela imagem que envolve café - um dos temas predilectos aqui do Bolas, como é sabido - e, sobretudo, porque bem perto desse café está a intemporal actriz italiana Maria Grazia Cucinotta, dama que fica tão bem enquadrada neste cantinho sobejamente apreciador de divas latinas. Dizia-me esse meu amigo, mais em jeito de quem se vangloria do que quem informa, que todas as mulheres têm em si uma galdéria, apenas é necessário o homem certo para libertar da “lamparina” esse génio enclausurado. Isto a propósito de boas amigas comuns que, demasiadas vezes, para um observador neutro e potencialmente distraído, parecem preferir conduzir a sua vida pelos padrões do convento do que aqueles que geralmente são associados ao belo sexo. Estive para explicar ao meu amigo que as mulheres que realmente interessam, como essas amigas comuns, têm, e bem, horror a que o público em geral e os amigos em particular saibam o que se passa dentro das suas quatro paredes, mais especificamente por debaixo dos seus supostamente alvos lençóis. Hoje em dia, numa sociedade em que tudo está exposto, em que o grande olho bigbrotheriano espreita em cada canto, em cada like no facebook, pelos recantos envoltos na penumbra do café da esquina onde todos os cantos têm ouvidos, é fundamental que possamos ao menos manter na privacidade o que deveria ser privado e tantas vezes já deixou de o ser. Não nos privem ao menos do último segredo dos Deuses. Não sei se essas minhas amigas são devoradoras nocturnas de carne fresca e solteira (ou casada, para o efeito pouco importa) ou se são freiras forçadamente recalcadas que elegeram como o melhor amigo um qualquer Deus ou um qualquer vibrador de última geração, sei que aquele palhaço e todos os outros palhaços não têm o direito de querer violar aquele espaço que é só delas. Cada vez gosto menos de bisbilhoteiros, cada vez aprecio mais quem respeita as diferentes formas de viver e de fazer com a vida o que muito bem se entende dela fazer. E era só isso, que chegou a hora do cafezinho.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:28

Leicester!!!

Segunda-feira, 02.05.16

1462224862557.jpg

 

O futebol deveria ser tudo isto que o Leicester nos deu este ano. Um gentleman no banco com o sobrenome de fairplay - Claudio elegance fairplay Ranieri. Uma equipa de bravos, uns toques de arte, suor até à última gota, crença, sonho, acreditar no impossível, sonhar tão alto que muitos lhes chamavam loucos. Quem verdadeiramente ama o futebol tem que admirar esta pequena grande equipa, tem que lhes agradecer este milagre com que tornaram o futebol, aquele que se joga na relva, em algo ainda mais belo. Sem voucher, colinhos e afins, esta é a magia do futebol.

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por bolaseletras às 22:41






mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog