Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Que o espírito Viking nos abençoe, rapazes!

Quarta-feira, 06.07.16

 

portugal-vs-islandia[1].jpg

 

Se há algo de muito positivo a apontar neste campeonato da Europa é exactamente aquilo que muitos insistiram em criticar à partida: o alargamento para 24 equipas e tudo o que essas supostas “pequenas” equipas ofereceram à competição. À cabeça, na fria análise resultadista, há que destacar o País de Gales que na sua primeira participação atingiu as meias-finais da competição. Do meu lado espera-se obviamente que esse grande feito fique por aí, uma vez que anseio que a nossa selecção, a minha selecção, a minha equipa, aqueles que me representam e que apoio incondicionalmente vençam hoje a armada de Gales e passem à final. Mas isso é uma conversa para ter a partir de amanhã…

 

Depois, há a Islândia, a equipa e o país de quem todos falam, pois mesmo tão pequena, tão gelada, tão sem condições naturais para produzir bons praticantes de futebol, soube ultrapassar as contrariedades com a garra, o espírito guerreiro/Viking e, sobretudo, que pelo exemplo dos seus adeptos soube mostrar ao mundo que o amor por uma selecção deve ser absoluto, incondicional, imune a derrotas e a dias menos bons. Além disso, os jogadores islandeses mostraram-nos que é possível jogar com alegria, com sorrisos rasgados, com a certeza de que o que estavam a fazer era pelo seu país e pela alegria e orgulho dos seus conterrâneos. Esse foi o grande exemplo da Islândia, ensinar ao mundo que o mais belo do futebol são os laços, o sentimento de pertença, colocar no altar o sentimento em detrimento da frieza dos números. Amanhã, se Gales contrariar os meus e os nossos desejos, que saibamos, meus caros concidadãos, agradecer o que a nossa equipa nos fez vibrar, sonhar e sentir. Não esqueçam a emoção do nosso capitão nos penalties contra a Polónia, não esqueçam a alegria e energia contagiante do jovem Renato, o orgulho de José Fonte por finalmente ter um papel de destaque com a camisola de todos nós, não esqueçam o muro Pepe que lutou contra tudo e contra todos para nos fazer felizes, não esqueçam todos estes rapazes que, melhor ou pior, envergaram com paixão a camisola de todos nós. Força rapazes, sempre convosco!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 07:06

Verão e mais Verão - porque sim. E porque não?

Terça-feira, 05.07.16

  

1.jpg

 

Este é já um clássico aqui da tasca. Todos os anos, aproximando-se a época do sol em todo o seu esplendor, aquela em que o seu abraço docemente viciante mergulha no mar e no sal, começam os posts sobre praia, mar e, até parecia mal não o ser, sobre magníficas e sabiamente desnudas moças. É verdade, é preciso muita sabedoria para que um corpo se liberte das vestes com gosto, em harmonia com o azul do céu e em guerra aberta contra o cinzento dos dias que ficaram lá trás. Essa sabedoria resulta depois numa tímida e desafiante entrega ao mundo como só este o viu nascer – o corpo, a mulher no molde original - ou, de uma forma um pouco mais condizente com os tempos modernos, modestamente coberto por uma tira aqui e acoli, habitualmente intitulada de biquini ou afins. Não é por nenhuma razão especial que este fenómeno estival se repete invariavelmente. É porque eu preciso disto enquanto não mergulho eu no mar e na areia, é porque todos nós precisamos de contemplar a beleza nua e crua, de não pensar, de nos entregarmos à lassidão do calor, ao inocente pecado que nele se adivinha, à preguiça original e sem mácula. É tudo isto e nada disto, mas isso pouco importa pois o sol tarda em se deitar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 08:09

A um mês das férias, com a sensação de que por mais que se faça até lá o que se faz é tempo perdido

Segunda-feira, 04.07.16

  

dias de praia.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:57

Portugal 1 - Polónia 1 (5-3 g.p)

Sexta-feira, 01.07.16

 

pat.png

 

Primeiro e antes de tudo, parabéns aos nossos esforçados guerreiros, obrigado por tudo o que deixaram em campo para nos fazer felizes. Sim, esta é uma equipa de sangue, suor e lágrimas. O Portugal com o cheirinho do grande futebol brasileiro (o do passado, não o de agora) já era, a ginga deu lugar ao músculo e ao esgotar de forças na conquista pela vitória. Os dribles ziguezagueantes de vedetas idolatradas cedeu perante a solidariedade do grupo, o cinismo resultadista enterrou de vez o tempo das vitórias morais. Temos o melhor do mundo a falhar golos como o simpático Ederzito, mas em contrapartida temos um Cristiano que dá tudo pela equipa e joga muito mais em prol desta. Não temos ponta de lança mas temos o melhor defesa do europeu, um Pepe estratosférico que está num nível físico e mental para lá do imaginável. Temos depois a revelação do europeu, o centro-campista mais entusiasmante do campeonato, o bom selvagem Renato. Temos também o nosso aranha negra lusitano, um Rui Patrício em quem podemos definitiva e inequivocamente confiar, quer para defesas fáceis quer para aqueles pequenos milagres entre os postes que apenas os predestinados das redes concretizam. Rapazes, estamos quase lá, cada vez mais acredito que vocês não estão aí para morrer na praia. Vamos a eles, carago!

 

p.s. – Brilhante e inspirador este post de uma amiga no facebook: “A seleção portuguesa tem como melhores neste momento um membro da etnia cigana, um miúdo de ascendência africana que cresceu na antiga Musgueira e um luso brasileiro. Para quem não celebra a diversidade da sociedade portuguesa e não pratica o respeito pelas minorias no dia-a-dia é favor ter em conta esta realidade mesmo quando terminar o Euro. Obrigada e bom dia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:34


Pág. 3/3





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog