Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Um dia

Quinta-feira, 15.12.16

 

z_Malcolm T Liepke  - Bedside, 2016.jpg

 Arte por Malcolm T. Liepke, "Bedside", 2016

 

As mulheres insistem em afirmar que não as entendemos, que por mais que nos esforcemos nunca entraremos dentro das suas intrincadas cabecinhas, que jamais sentiremos um décimo do que elas sentem, que o facto de não passarmos pela porra da TPM que as atormenta todos os meses faz de nós seres inferiores, menos dados ao conhecimento dos dramas da humanidade e da condição feminina! Um dia as mulheres perceberão que o dia em que as entendermos será o dia em que o mundo deixará de fazer sentido, em que os mistérios e o fascínio da existência cairão por terra, será esse o dia em que não mais seremos seres distintos, tantas vezes antagónicos, conflituantes e eternamente apaixonados pela busca um do outro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 11:51

Um país invariavelmente atrasado

Quarta-feira, 14.12.16

 

z_watch.jpg

 

Estava para aqui a refletir sobre este grande mal lusitano que é chegar atrasado a todo o lado, achar isso muito normal e, das duas uma, ou não ligar pevide a quem esteve à espera e não pedir desculpa, ou apresentar uma qualquer desculpa esfarrapada que por vezes cai pior do que a ausência de desculpa nenhuma. Eu, doente, me confesso. Não chego atrasado e, para não ter desculpas (trânsito, afazeres de última hora, uma nódoa na camisa, etc. e tal) quase sempre chego adiantado a todos os compromissos, reuniões eventos e outros que tais. Estou plenamente convencido que o país não vai melhorar enquanto esta questão não mudar. Acredito que isto é uma questão de educação (pais, educar é dar o exemplo!), que as pessoas continuam a atrasar-se porque não sabem gerir-se, porque este é um maldito hábito entranhado, que faz perder horas, organização, capacidade de ser produtivo. Pode dar-se o caso de ser eu que sou doente, mas era capaz de apostar que neste caso em concreto estou eu certo e o resto do mundo errado.

p.s. – A foto é só para vos dizer que olhar para o relógio pode ser sexy e não é sinónimo de serem uns atormentados burocratas!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:53

Jogámos como nunca...

Domingo, 11.12.16

IMG_20161211_214324.jpg

 

Neste momento é o discurso de Jorge Jesus o que mais me irrita e preocupa. Perdemos mas jogamos sempre melhor, as vicissitudes do jogo, a bola que bate no poste, o árbitro que invariavelmente nos prejudica, blablabla blablabla. Erros de estratégia ou de escolha de jogadores são sempre inexistentes. Não se fala de um Bryan Ruiz completamente fora de forma há muito (como é possível este Campbell não lhe ter ganho a titularidade???), muito menos se fala do porquê de nos 10 minutos finais do jogo, onde o chuveirinho iria imperar, JJ ter optado por tirar Bas Dost. André o baladeiro, o outro moço Ruiz que é mais lento do que eu no auge do meu excesso de peso, esses também devem ser culpa do árbitro. "Jogámos como nunca, perdemos como sempre" - a culpa desta frase assassina é toda tua, Jorge. É com ela que queres ficar na nossa história?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:47

Menina estás à janela

Sexta-feira, 09.12.16

 

z_meninas estás à janela.jpg

 

Só para desanuviar de posts menos optimistas e que nos mostram um mundo que nem sempre é aquilo que poderia e deveria ser. Lembremo-nos que à janela (ou à varanda) haverá sempre alguém que espera por nós. Mesmo que ainda não saibamos, mesmo que andemos distraídos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 10:09

Síria

Quinta-feira, 08.12.16

15034751_289475964786316_8501060637630136320_n.jpg

 

Não resistir à dor alheia e deixar as lágrimas ferir-nos a pele. Mais fundo, sentir a dor alheia dentro de nós, soçobrar e permitir que ela tome conta do que sentimos. Sentir que aqueles dois corpos sob a terra são pais do nosso filho que jaz entre eles. Não dorme, não mais dormirá, jaz apenas, inerte para a vida mas vivo. Só queres chocar, diz-me alguém, é desnecessário mostrar desta forma atroz a violência e as suas consequências. Chocar. Chorar. Fazê-lo incessantemente. Até que a acção brote da dor e das lágrimas. Agir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:15

Teaser

Quarta-feira, 07.12.16

  

Stan Getz, playing at Cosmo Alley, Los Angeles, 19

Há dias em que tudo é preto e branco sem se sentir demasiado o peso das sombras nem a leveza da claridade. Há horas que queríamos repletas de sons na penumbra de uma aconchegante solidão, como que o prelúdio de algo grandioso, uma valsa sem fim e sem princípio, um eterno intervalo que nos afasta das alamedas polvilhadas de cores berrantes e exageradas. Há dias em que só queríamos escutar o roçagar daquele vestido preto naquele corpo que esconde todas as cores do arco-íris.

 

z_reflexos.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:17

Os Pink Floyd é que sabiam da poda

Segunda-feira, 05.12.16

14727681_591424607708923_6170250979229827072_n.jpg

 

Chegamos quase sempre atrasados à percepção do momento certo em que devemos dizê-lo. Quase sempre, invariavelmente, admitimos num sussurro tímido e interno que devíamos tê-lo dito. Perdemos o momento por preguiça, por timidez, porque o que vemos à nossa volta, o que à força querem que aprendamos é que a exposição clara e sem barreiras do que sentimos não se coaduna com os tempos que vivemos, com as cerimónias e parcimónias, com a merda dos com licença, dos se me permite, com a puta das vénias e dos sorrisos formatados de circunstância. Gostava que aqui estivesses. É assim tão difícil?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:43

Eternos campeões!

Sábado, 03.12.16

IMG_20161203_195603.jpg

 

É este o Sporting que eu amo é este o Sporting que eu quero. O Sporting que coloca os valores acima de tudo, que exerce o desportivismo e o fairplay em permanência e acima das vitórias efémeras, um Sporting cujos valores, atitudes e forma de estar tenho orgulho de transmitir aos meus filhos. A solidariedade com os malogrados jogadores da Associação Chapecoense foi uma perfeita manifestação do que é ser Sporting. Que descansem em paz os eternos campeões de Chapecó, que os sportinguistas e quem neste momento comanda os seus destinos saibam seguir este caminho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:06

Profissão: brincador

Sexta-feira, 02.12.16

  

z_children.jpg

 

«Quando for grande, não quero ser médico, engenheiro ou professor. Não quero trabalhar de manhã à noite, seja no que for. Quero brincar de manhã à noite, seja com o que for. Quando for grande, quero ser um brincador. Ficam, portanto, a saber: não vou para a escola aprender a ser um médico, um engenheiro ou um professor. Tenho mais em que pensar e muito mais que fazer. Tenho tanto que brincar, como brinca um brincador, muito mais o que sonhar, como sonha um sonhador, e também que imaginar, como imagina um imaginador… A mãe diz que não pode ser, que não é profissão de gente crescida. E depois acrescenta, a suspirar: “é assim a vida”. Custa tanto a acreditar. Pessoas que são capazes, que um dia também foram raparigas e rapazes, mas já não podem brincar. A vida é assim? Não para mim. Quando for grande, quero ser brincador. Brincar e crescer, crescer e brincar, até a morte vir bater à minha porta. Depois também, sardanisca verde que continua a rabiar mesmo depois de morta. Na minha sepultura, vão escrever: “Aqui jaz um brincador. Era um homem simples e dedicado, muito dado, que se levantava cedo todas as manhãs para ir brincar com as palavras.»

 

Excerto do livro de Álvaro Magalhães, "O brincador"

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:43


Pág. 2/2





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog