Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O bronze

Sábado, 10.07.10

 

 

Belíssimo jogo entre a Alemanha e o Uruguai em busca do último lugar do pódio. Golos, óptimos golos, um Uruguai que dá prazer ver, uma mescla original de muita garra e trabalho duro (Fucile, Maxi pereira, os dois trincos) com classe para dar e vender (Suarez, Cavani e, como expoente máximo, Diego Forlan). Este último, aos 31 anos, elevou-se à categoria dos grandes jogadores de mundiais. O golo de hoje, uma réplica melhorada do golo de Jordão de 1984, é para mim o melhor do campeonato. Melhor do que o de Van Bronckhorst nas meias finais, porque Forlan sabia perfeitamente o que queria fazer e onde queria meter aquela bola, o holandês apenas acreditou num milagre que acabou por lhe ser concedido.

 

 

 

A Manschaft, uma equipa com um previsível brilhante futuro que deixa certamente as restantes selecções preocupadas, demonstrou desta vez mais consistência do que o habitual ritmo de jogo alucinante. O final aproxima-se e vamos percebendo que isto  nos vai fazer falta, muita falta. A vibração, a luta, a expectativa, os golos, a polémica, os ritmos africanos, a alegria dos adeptos e das nações, as mulheres bonitas nas bancadas, até da merda das vuvuzelas vamos ter saudades de dizer mal. Sobretudo, era bom que alguma semente de desenvolvimento desse frutos numa África que definha,  que a noção de harmonia entre povos/tribos/etnias passasse a significar algo mais para os africanos com o que se viu este mês. A bola, esse ópio do povo, pode ser uma boa droga. Se consumida com moderação, claro está.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:59


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog