Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Leõezinhos

Domingo, 26.09.10

 

 

Dos maiores defeitos que têm afectado o Sporting nos últimos tempos destacam-se o marasmo imobilizador, o conformismo incompreensível que impede o agitar das águas. Paulo Sérgio não tem sido um treinador fantástico, mas tem percebido a necessidade de alterar o estado de coisas, de mexer no status quo da equipa. As substituições de Liedson e Yannick ao intervalo foram apenas um sinal disso, que se somam ao destronar do eterno Polga e à aposta em jovens como André Santos e agora em Diogo Salomão. De facto não podemos continuar à espera que Liedson recupere a forma ou que Yannick consiga, de uma vez por todas, saber o que fazer à sua velocidade.

 

 Para além disso, Paulo Sérgio confirmou na vitória de hoje contra o Nacional que é teimoso que nem uma mula, o que pode ser também visto como um sinal de forte personalidade. Não desistir de Vukcevic, Postiga e saleiro e, mais do que isso, querer fazer deles peças chave deste Sporting, são indubitavelmente apostas de risco elevado. Vukcevic contrariou o meu cansaço pelo seu futebol individualista e efectuou um brilhante jogo, com remates, passes e cruzamentos temperados pela mestria que todos lhe reconhecem mas que tão bem sabe esconder. Postiga parece não desistir de jogar sobretudo com elegância em detrimento da eficácia, mas ainda assim esteve mais interventivo. Saleiro mexeu com a equipa e marcou um fantástico golo. André Santos começa cada vez mais a convencer-me, para além do dinamismo e da boa leitura de jogo tem uma pouco comum velocidade para a posição que ocupa, o que por vezes é essencial para garantir compensações defensivas.

 

 

 

A defesa esteve razoável a maior parte do tempo (excepção óbvia para o golo), talvez mais uns jogos tragam mais serenidade a NAC, talvez João Pereira precise de se serenar. O que correu mal para não ganharmos, para sofrermos aquele estranho golo? Três razões, a meu ver: 1) Momentos de desconcentração colectiva que equivalem a um suicidário eclipse colectivo; 2) Galo, azar, sina, merdas que só acontecem ao Sporting; 3) Marcar um só golo quando as oportunidades permitiam mais é uma porta aberta à desgraça. Bom, abanando a tristeza, deixem-me realçar um ponto que muitos por vezes esquecem: o 11 inicial leonino tinha 8 jogadores portugueses, muitos deles bastante jovens. Há aqui uma contradição insanável que convém resolver rapidamente. Ou esta equipa promissora não permite corresponder às ambições desmedidas dos adeptos leoninos, ou as ambições dos adeptos são desmedidas face a uma equipa em construção, face ao actual momento do clube. Ou a Direcção explica as limitações de uma equipa jovem e em construção aos sócios, ou a Direcção dá cabo das parcas finanças do clube e ataca loucamente o mercado em Janeiro. Eu cá por mim tinha uma conversinha sincera com os sonhadores sócios leoninos. Cá por coisas.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:30


4 comentários

De Teresa a 27.09.2010 às 10:34

O que aqui diz da construção já me tinha ocorrido.Não temos paciência e as pressões são mais do que muitas, em todas as vertentes da nossa vida, para antecipar e acelerar resultados; para sermos mais cada vez mais cedo...

Há uns anos fiz uma preparação para o Natal com o Padre Hermínio Rico que dizia que se Jesus tivesse nascido e vivido hoje não teria sido aquilo que veio a ser para a nossa Religião. Não teríamos deixado. Era o mais faltava - só com 6 anos entre os Doutores? (Ele que deveria saber de tudo desde sempre?) Filho de Deus e tínhamos de esperar 33 anos pela Salvação?! É que nem se punha essa hipótese...

Dá que pensar, não dá?!

Tenha um Bom Dia e uma Excelente Semana!

De bolaseletras a 27.09.2010 às 21:21

Teresa,

Dá de facto que pensar essa bela reflexão do Padre Rico (nome pouco próprio, para quem abomina os bens materiais, diga-se:). Queremos tudo para ontem, se demora mais do que o amahã aqui Délrei que já vem atrasado.

Uma excelente semana também para si!

De Teresa a 28.09.2010 às 11:16

A maior parte das vezes (sempre?) os nossos nomes são-nos dados antes de qualquer opção de vida estar delineada ou pensada. Na minha família era uma felicidade nascer um varão pois ele levaria o nome pelas gerações vindouras...

De Anónimo a 28.09.2010 às 15:55

lindo lindo era o sport(como diz o maniche...) ficar na luta do ultimo terço da tabela... ja esteve mais longe!

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog