Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O nevoeiro do nosso descontentamento

Domingo, 27.02.11

 

 

Sei bem que falar do jogo Nacional-Sporting recorrendo à metáfora do nevoeiro é pouco imaginativo e estilisticamente fácil. Ainda assim, não consigo fugir a esse lugar-comum. O futebol da equipa não existe, anda por ali, apático, medroso, expectante. Os jogadores aguardam o D. Sebastião que há-de surgir numa tarde de nevoeiro (lá está), perderam de vez a confiança, esbracejam para sair do pântano em que se (os) puseram. Confesso que vi o jogo aos pedaços, por entre a edição 2.000 do Expresso, a milésima risada da criança, tudo era distracção para não olhar de frente a triste imagem do meu clube. Paulo Sérgio saiu mas não levou com ele os males da equipa, como já se esperava. O problema é também de qualidade dos jogadores, da falta de um sistema de jogo consistente e de uma táctica que o ponha em prática, mas é sobretudo um dilema psicológico, um caso patológico de descrença e de desconfiança nas capacidades próprias. Poderá o Sporting reerguer-se mantendo a metade melhor desta equipa? Essa é a grande questão, não são os fundos, o nome das pessoas, os apoios de velhas glórias. É a estratégia para o futebol que conta e é essa que é essencial avaliar com pinças e inteligência.

 

 

O Benfica ganhou hoje no último segundo merecidamente. Imagino a alegria dos seus adeptos com esta vitória tão suada. Mas não os invejo e não invejo as suas vitórias. Porque me causou asco o comportamento de Jorge Jesus e de Rui Costa no banco, pressionando o árbitro, vociferando contra os adversários e o árbitro, quando o deviam fazer contra os azares do destino, a arte do guarda-redes Marcelo e as incompetências dos seus avançados. No fim do jogo, estes dois elementos aproveitaram ainda para insultar, empurrar e intimidar os jogadores adversários, como que revoltados por estes terem tido o desplante de lhes bater o pé. Se o Sporting é o espelho da actual decadência material do país, o Benfica é o espelho da podridão dos seus valores morais.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:09


2 comentários

De Teresa a 28.02.2011 às 12:18

Não vi.

Mas como eu dizia no anterior post há muito trabalho a fazer e não é em dois ou três dias que vamos lá. Ainda por cima com esta carga - física e emocional. Esta semana outra vez o Benfica...

Se eu gostava que eles tivessem ganho ontem? Sim, gostava mas isso dir-me-ia que não foi tanto o mal feito como o que eu julgava. Foi. Quando o Paulo Bento saíu foi esta a reacção da equipa que ele deixou? Não. Pois...

Neste caso esperou-se muito tempo, daí que a recuperação também vá demorar muito tempo e com a corda ao pescoço... meaning que a ansiedade que nunca foi trabalhada ainda vai (des)ajudar mais à festa.

Levantar a cabeça, apoiar e acreditar. O resto virá! Este ano já não. Trata-se de limitar os danos mas quem aí vier vai ter muito trabalhinho e grande parte dele muito ingrato. Estou a pensar no Djaló por exemplo - mas ele até marcava... estou a pensar no Patrício - o Patrício que até está na Selecção?!?!?!... mas terá de ser. Vai doer, vai assustar mas só a estratégia "doa a quem doer" serve agora.

De bolaseletras a 28.02.2011 às 19:14

Teresa,

Ou muito me engano, ou vai doer mais do que até nós, sportinguistas, estamos habituados. Não gosto de ser pessimista, mas creio que pelo menos o próximo ano vai ser para varrer os cacos e começar a preparar a recuperação. Mas ainda vamos penar muito até lá chegar...

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog