Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Pérolas da blogosfera - A manifestação à rasca

Sexta-feira, 04.03.11

 

Este é um post sem falinhas mansas de um blog que não é de falinhas mansas (O piston é a cabeça do homem). Não é o meu estilo mas sempre fui da opinião que o conteúdo se deveria sobrepor à forma e não o contrário. Ora aí está, perante a agressividade das fórmulas verbais usadas (onde é que eu fui buscar esta das fórmulas verbais???), não me levem a mal os que se possam sentir atingidos pela violência do discurso do blogger “Piston”, but, I rest my case.

 

"(Este post estava agendado para daqui a mais de uma semana mas, como estou já li várias opiniões semelhantes à minha e estou a perder relevância, cá vai disto.).


Tenho 26 anos e desde os 14 que trabalho. Entre part-times e full-times, sempre consegui preencher o meu tempo livre com uma ou outra forma simpática de ganhar dinheiro. Pela primeira vez nestes últimos 12 anos estou sem fazer rigorosamente nada há cerca de 2 meses. Não porque não consiga trabalho, nada disso. Ele anda por aí e é abundante para quem tem a minha idade. Estou a fazer esta pausa porque, tirada que está a conclusão de que muito provavelmente não quero trabalhar na área de influência do meu curso, estou a tentar perceber o que quero fazer da vidinha.

  

 

Esclareçam-me uma coisa acerca desta manifestação porque tenho andado distraído. Esta é a tal manifestação em que participam os jovens licenciados que acham que o país tem a obrigação de lhes dar emprego na área em que estudaram só porque isso lhes traz felicidade e dinheiro? Onde participam pessoas que acham que o país tem que pagar pelas suas escolhas académicas? É a manifestação onde participam jovens não-empreendedores que preferem não fazer nada a aceitar um emprego de imigrante no McDonalds ou nas obras? É o tal movimento social que acha que a sociedade se faz sem a ajuda de uma mulher-a-dias ou de um varredor de ruas?"

 

"Lamento que Deus não exista caso contrário encomendava um filho-da-puta de um dilúvio que  lavasse a merda toda até ao Tejo. Não tenho pena dos recém-desempregados que foram corridos de uma fábrica mas que no passado, tendo  hipótese de escolha decidiram que já não lhes apetecia estudar, assim como não tenho pena dos que quiseram estudar e que acharam que isso lhes dava um direito especial a viverem no país das maravilhas. Há toneladas de licenciados para gramas de vagas. Estão à espera que os empregos sejam criados do nada? Mexam-se! Criem o vosso próprio posto de trabalho ou enfrentem a responsabilidade de terem escolhido uma formação para um mercado que já estava saturado. Lei da oferta e da procura? Alguém ouviu falar disso? Portugal não é um país rico e espera a minha geração que se pague 100 quando há milhares de pessoas que aceitam trabalhar por 10? Tirem a puta da cabeça da areia!"

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:15


3 comentários

De Amigos do Concelho de Aviz a 05.03.2011 às 09:22

A cultura deve ser preservada a todo o custo. Por isso peço desculpa por vir ocupar este espaço que é seu para, juntos, divulgarmos os IX JOGOS FLORAIS DE AVIS, cujo regulamento se encontra disponível em www.aca.com.sapo.pt em “destaques”.
Obrigado.
Fernando Máximo/Avis

De bolaseletras a 05.03.2011 às 09:24

Amigos de Aviz,

Sempre disponível para divulgar as boas causas;).

Abraço

De JailBreak a 08.03.2011 às 17:20

Apesar de concordar com algumas das coisas que escreves em relação à geração rasca e o esperar que muitos dos empregozinhos caiem do ceu, não se pode fazer de tudo um todo.

Mas também pergunto, criar o próprio emprego para que? Para dar 50% do teu rendimento ao estado?

Criei o meu próprio emprego já la vão uns 6 ou 7 anos, felizmente nunca me queixei de falta de trabalho. Mesmo nos tempos de crise, tens de encontrar novas alternativas e continuar a batalhar para te impores e mostrares trabalho. Mas como digo sempre, os competentes e profissionais tem sempre trabalho. O seu trabalho será sempre reconhecido no mercado e nunca terás falta dele.

Dito isto... depois das ultimas alteracoes efectuadas teres de pagar mais 29% de segurança social, mais IRS e os restantes pagamentos(saúde, seguros, etc.) do teu bolso, trabalhas para que? E qual é a tua protecção social quando pagas milhares e outros que pagam umas dezenas de euros tem toda a protecção?

Por isso amigo, depois de tantos anos com o meu próprio emprego, penso que chegou a altura de mudar e seguir o meu caminho por conta de outrem. Por trabalhar, ter livre iniciativa e mais valias não serve para este pais. Serve sim estar depende do estado e viver do estado. Porque os que não fazem isso, são aqueles que pagam por isso.

Fica o meu desabafo...

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog