Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Pérolas da blogosfera - Ir à Segurança Social

Quarta-feira, 30.03.11

 

 

Não sou grande apreciador dos escritos do Henrique Raposo nem das suas ideias provenientes de uma direita arrogantemente senhora de si, moralista e nada preocupada com realidades distintas do seu código genético. Ainda assim, nos tempos que correm, não posso negar que as situações por ele descritas no texto abaixo sucedem cada vez mais num país habitado por gente que não gosta do cheiro a suor. Nem que para isso tenha de recorrer a subvenções do Estado para comprar desodorizantes da Hugo Boss.

 

"Acabo de vir da Segurança Social. Toda a gente devia passar por ali. É para ver como é uma parte do país. Uma parte do país que não vai deixar de votar em José Sócrates. É, sinceramente, um país que apetece abandonar. O país é cada vez mais isto e a vontade de emigrar cresce. Havia ali uns senhores, vá, patuscos que estavam a falar de um carregamento de DVDs que tinham para vender; mas, calma, tinham a senha de RSI na mão. Havia ali uns jovens com ar de quem passa 4 horas no ginásio; mas, calma, com senha do RSI na mão. Podem levantar halteres no ginásio no meio das babes, mas já têm distensão muscular congénita quando é para levantar móveis ou assim? Havia ali meninas, nos seus 20 e 30, a dizer que não recebiam o suficiente da SS. E um sujeito olha para aquilo e pensa "mas não vais trabalhar porquê? É que aqui mesmo nesta rua há lojas a precisar de pessoas? Não?".

 

Entretanto, o meu padrinho vai ter de começar a pagar os seus medicamentos. Entretanto, os meus primos que precisam do subsídio de família (porque faz mesmo falta) estão à nora. Desculpem lá, pardon my french, mas o meu pai não me educou para esta merda."

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:31


1 comentário

De P a 04.04.2011 às 04:32

Há uns 3 ou 4 anos leio na 1ª pag de um diário em letras gordas que, « o atraso português deve-se às baixas qualificações dos trabalhadores.» Pouco depois leio nas páginas INTERIORES de um semanário económico, numa caixa pequenina, que estudo de organismo estrangeiro concluíra que o tal atraso se devia à baixa qualidade( não lembro de o adjectivo era baixa ou medíocre), das elites económicas nacionais. Neste Verão de 2010 leio numa caixa, igualmente discreta e interior, a posição de Portugal entre os países da OCDE com o maior nível de desigualdade de rendimentos entre os mais pobres e os mais ricos e Portugal figurava entre o México e a Turquia em segundo lugar de maior desigualdade. Só já não lembro quem era 1º. E neste Verão também li, em sítio igualmente discreto a posição de Portugal no nível de eficiência das universidades da UE e figurava em penúltimo lugar entre a Bulgária e a Eslovénia ou a Eslováquia.
Um aforismo chinês diz que « o que está em cima é igual ao que está em baixo. » Muito verdade! E no caso português é de ir à S.S. ou vir a este post para o comprovar.

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

pesquisar

Pesquisar no Blog