Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Pérolas da blogosfera - Semana Santa

Sábado, 23.04.11

 

 

Pensei em escrever algo sobre a Páscoa, os ovos de chocolate, a parvoíce dos coelhinhos de chocolate. Algo sarcástico. Porquê não sei bem, será desta sensação de sofrida religiosidade que nos torna ainda mais cinzentos? Ou talvez seja para me vingar das forçadas confissões da infância no silêncio da madeira do confessionário escuro e triste, talvez uma desforra do interminável bocejo do padre que escutara demasiadas confissões de miúdos traquinas, desses irrelevantes pecadores. Pecado é querer que as crianças não pequem, que sejam anjinhos de altar, que não berrem nem rasguem a roupa na gravilha lá da rua. Depois, encontrei este texto da Ana Cássia Rebelo e decidi endeusá-lo e ficar bem caladinho. Não vá o Senhor padre zangar-se. Boa Páscoa.

 

 

 

"Um grupo de mulheres reza o terço numa salinha de paredes envidraçadas. A ladainha sai-lhes da boca, monocórdica, espalha-se pela nave da igreja, abafa o ruído que vem de fora. Estão naquilo muito tempo. Largam ave-marias, pais-nossos e jaculatórias, em catadupa, mistério a mistério, percorrem a vida de cristo, do nascimento sem pecado à agonia de um corpo nu crucificado. Pouco antes da salve-rainha, quando estão prestes a terminar, as suas vozes ganham certo alento. Será fé ou simplesmente alívio? Por fim, lançam-se num cântico desafinado que me chega como uma massa indistinta, sem palavras ou significado. Emudece-lhes então a voz. Escuta-se o roçagar das saias, o som seco dos missais a fechar, o chiar das solas de borracha dos sapatos ortopédicos no chão encerado. Saem da salinha do terço, pequenas, apressadas, consoladas. As mulheres que rezam o terço são velhas. O corpo perdeu há muito a doçura das formas femininas, não têm anca, nem mamas, nem ventre. O corpo tornou-se numa carapaça baça, jaspeada, e os membros, levemente arqueados, truncados, lembram pinças e tenazes. Quando falam soltam bolhas de água de mar. Atravessam a igreja com os seus passos pequenos de crustáceo. Sentam-se nos bancos que ficam junto do altar. Esperam a missa das seis."

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 16:00


3 comentários

De Teresa a 24.04.2011 às 18:45

Páscoa Feliz!

Teresa

De bolaseletras a 24.04.2011 às 22:40

Igualmente Teresa, com uma óptima entrada pelo dia da liberdade adentro!;)

De Teresa a 26.04.2011 às 14:40

Obrigada.

Mas endeusar tal texto é crime lesa-intelecto-espiritual ;).

Olha que resumir ou equiparar - que ainda não percebi bem - a Páscoa a uma reza do Rosário é Obra...

Menos mal que ela assume que (lhe) são massa indistinta, sem palavras ou significado. Menos mal...

Estes são sempre dias esquisitos... um Otelo que se arrepende do 25 de Abril e imediatamente o teu Facebook é inundado de aplausos e gritos de "volta Salazar que está perdoado" por parte de amigos que julgavas normais... pessoas que são entrevistadas em Braga durante a Procissão Ecce Homo e não sabem muito bem o que quer dizer... ouve-se recitar o rosário e pensa-se estar na Santa Vigília Pascal... pensando melhor, é de facto suficiente para um gajo se arrepender de ter feito uma revolução ahahahahahahah

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog