Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A culpa é desta geração pouco desenrascada

Segunda-feira, 02.05.11

 

 

A culpa é dos que nasceram no final dos anos 70 para diante e acreditam que o cheiro a suor é uma indignidade, que trabalho é sinónimo de pausas para o café com os colegas, de passar os olhos de meia em meia hora pelo facebook, de ter todos os direitos e nenhuns deveres. A culpa é desta malta nova que gosta de cursos interessantes e que permitam muitas leituras de livros “giros”, como as psicologias, as sociologias, as antropologias, o serviço social e o raio que os parta, independentemente do facto desses cursos sexys e com bibliografias sedutoras não terem qualquer correlação com as necessidades actuais do mercado de emprego em que se inserem. A culpa é dos eternos jovens que parecem desconhecer que somos o país da Europa com mais advogados por habitante, mas que ainda assim insistem em cursar direito porque lá em casa já era assim, porque dá sainete, porque sonham ser os novos yuppies. A culpa é dos eternos estudiosos de mestrados e doutoramentos estéreis. A culpa é desta juventude acomodada que nunca teve que trabalhar para pagar os estudos, que não reconhece nem apreende os esforços que os seus pais fizeram para lhes permitir estudar com desprendimento, que se arroga o direito de levar o popó até à porta da faculdade com gasolina e seguro pago e ainda com moedinhas para o parquímetro. A culpa é dos pais destas brilhantes e intocáveis criaturas que lhes proporcionam tudo isto e não querem saber ou não têm tempo para perceber os monstrinhos que estão a criar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 19:36


8 comentários

De Anónimo a 02.05.2011 às 20:25

mané, não fico indiferente ao teu blog. e muito menos indiferente a este post. culpar a malta nova cheira-me a discurso pouco consentâneo com a realidade, parece-me mais uma fuga para a frente, ao sabor dos do que se vai vendo, lendo e ouvindo todos os dias. mas ja la vamos. podem ter culpa de muita coisa, mas podemos dizer que foram formatados para tal, tiraram esses cursos porque os havia, porque alguem os autorizou, porque alguem neles leccionava, e porque alguem ganhou muito dinheiro com isso. não sei se tens ideia do que esta "malta jovem" faz ao nivel do voluntariado, das artes, e de projectos empresariais neste novo mundo da globalização. prova disso são os inumeros premios, e projectos no mundo da moda, da arquitectura, da musica, publicidade e marketing. o problema deles(nosso) é quando o papão estado se mete no caminho. não é possivel, continuar a alimentar um tão enorme monstro que uma enorme corja de bastardos de todos os quadrantes politicos criaram e alimentaram. gente inapta e mediocre que vive( e á grande) debaixo de um enorme guarda chuva. quando no vinte cinco do quatro vi os 4 presidentes juntos, foi sintomatico... estão ali os culpados! e sentados em poltronas! culpados por não saberem, ou não quererem saber, por não terem munido o pais daquilo que ele necessitava. e por terem permitido uma enorme rede de canalhas onde as palvras merito/trabalho/etica não fazem sentido... antes olhadas de lado como se fossem alguma pestilencia... mas eles não desitem... apoiados numa comunicação social acefala, botam faladura e dão sentenças... acordo entre todos os partidos...união nacional... uma história de mais de mil anos vendida por uma classe politica traidora. mas o deles está garantido... e o do filho e do neto e do vizinho e o do papagaio... por aqui me fico... por ora


abraço

pc

De bolaseletras a 02.05.2011 às 22:12

Pedro,

Esta série sobre "a culpa" vai tocar a todos, é uma provocação, por vezes um conjunto de exageros, para chocar, para nos fazer pensar. Não digo que os jovens sejam os culpados, mas têm culpas, como têm os políticos e eu e tu, como já escrevi. Sabes que antes de optar por direito o meu sonho era seguir filosofia, mas sozinho percebi que não ia a ladio nenhum com esse belo curso. Com 18 anos temos de ter algum discernimento, não sei, digo eu. Não critico aqueles que se dedicam ao voluntariado, a projectos empresariais inovadores, a artes que se vejam e venda, que ganham prémios. Critico os que se queixam sem nada fazer, que apontam o dedo sem mexer uma palha, tu sabes a que me refiro. Tu sabes do que eu falo e conheces muita gente que se só se encostou. Ou conheces muita gente que lute, da nossa geração, e nunca tenha conseguido nada?

Abçs



De Anónimo a 02.05.2011 às 22:48

compreendo e conheço muito boa gente nesses moldes :(
mas para o bem ou para o mal, estão exactamente deitados na cama que fizeram...
o problema começa bem cedo, não digo no berço, mas depois no ensino, na exigencia, no merito... bem patente no grau de literacia deste país... bem alimentados de cultura e conhecimento, como estranhar que a tribo, o peso certo, as novelas e a bola/record sejam exitos de audiencia ?

isto ta tudo ligado mané...






ps: cheira-me que és miudo para finalmente aceitares um convite para ir á bola... 5a feira na pedreira?





pc

De bolaseletras a 02.05.2011 às 23:07

Aí concordo inteiramente contigo, isto vem de muito cedo, da falta de exigência em casa, na escola, na própria faculdade...E depois, há quem realmente goste de se deitar na caminha que tão bem foi amanhando...é para esses este post.

Na pedreira? Lá vais tu meter-te em apuros, vê lá se voltas inteiro!

De Anónimo a 03.05.2011 às 19:23

e outra coisa: o que pensar quando o "guru" economico do maior partido da oposição, e possivel ministro diz com a boca cheia que os jovens/estudantes deveriam processar o estado ?
o que dizer quando o actuaLl 1.º ministro diz com todos os dentes que a culpa é da oposição?
que gente é esta ?
que pais mediocre escolheu esta elite para (se) nos governar?
bancos falidos pagamos nós
parcerias publico privadas pagamos nós
estadios vazios e ás moscas pagamos nós
auto-estradas desertas pagamos nós
e em troca ?
justiça inexistente
educação miseravel
saude, tirnado honrosas excepções, so para quem tem dinheiro
experimenta no dia a dia ver os pianos do povo, e aí terás a exacta medida da saude em portugal...
o rol é imenso... e em cada escavadela sua minhoca



pc

De bolaseletras a 03.05.2011 às 22:10

Pedro,

Não posso deixar de concordar com o que dizes. Mas sabes, acho que apesar da justeza das críticas aos nossos governantes e oposição, temos que ir mais além. Encontrar culpados é muitas vezes uma forma de desculpabilizarmos as nossas acções e omissões. Tem que partir de nós, agora, tem que partir de nós.

De Teresa a 02.05.2011 às 21:31

Não será a única culpa mas é uma das culpas; principalmente pelo estado de insatisfação que reina.
Os pais vêm que nunca mais se livram destes adoráveis parasitas mas não têm como - ou não conseguem - cortar o cordão umbilical e ele vivem presos por um cordão umbilical que querem a toda a força cortar mas vêem-se perante uma conjuntura nacional e internacional que não lhes dá a "mama" a que os pais os habituaram.
Conheces o blog O Jumento? Há um post engracadíssimo do autor em que ele conta como descobriu durante um passeio com amigos que o filho se preparava para se formar num desses cursos que só servem para ter o rabo sentado todo o dia a ver o Canal Odisseia (ou similar) e como ele explicou ao jovem que nem pensar obrigando-o - enfrentando o criticismo de família e amigos por não deixar o "menino" seguir o que gosta - a tirar um curso que lhe daria saída profissional...
Quando se começou a falar da Geração à Rasca fui ver um site deles no SAPO e vi uma entrevista de uma jovem que tinha tirado curso (Biologia, Medicina?) no estrangeiro e tudo... sabes o que me fez mais impressão em toda a entrevista? A falta de vontade de lutar; a atitude é mais de calimero do que de revolta. Mais de queria tanto ter a minha casa para não estar em casa dos meus pais do que quero trabalhar aquilo para que estudei... falta-lhes espinha.

A espinha que têm atravessada arrasa-os, arrasa os que vivem com eles e os sustentam e contagiam todos os que não os vêm sair todos os fins de semana no seu carro da moda, perfumados com o seu Hugo Boss para os lugares da Moda ou um qualquer espectáculo badalado...

Não é culpa solteira mas pesa, e de que maneira.

De bolaseletras a 02.05.2011 às 22:17

É isso que digo Teresa, a culpa não morre solteira mas também não estão isentos dela, os nossos jovens à rasca. Essa do Jumento está muito boa, é aquilo que muitos pais deveriam fazer, opor-se, orientar, zangar-se com os filhos para o bem deles. Não somos amigos, somos educadores, é essa a nossa função. A atitude displicente e alheia à luta por um futuro melhor é um péssimo sinal, é essencial ter consciência disso.

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog