Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Do peso e da leveza, das letras e das bolas

Terça-feira, 26.05.09

  

A leitura de um livro pode ser um prazer ou uma tortura, dependendo da nossa predisposição, da adequação entre o estilo, o peso ou leveza da obra ao nosso estado de espírito. Um livro profundo e que apela à reflexão em momentos de cansaço intelectual pode conduzir à rejeição de um bom escritor para a vida. Um livro leve, bem escrito, mas sem ambições intelectuais desmedidas, pode eternamente desiludir-nos para a obra de um escritor ao abrir-nos as suas leves páginas em alturas de profusa auto-estimulação cerebral.

 

Se há autor que exige uma cuidada mastigação das palavras, uma prolongada digestão de ideias, reflexões e significados de um mundo muito próprio, esse autor é Vergílio Ferreira. O existencialismo é a sua terra Natal, a solidão do homem no mundo o plano de toda uma obra, a condição humana uma preocupação incessante. A reflexão sobre o "Eu", o pensamento reflexivo, não há nada melhor para assustar leitores pouco dados à análise da sua própria consciência. Que me perdoem os visitantes deste blogue mais dados à parte das bolas do que das letras, mas chegou o momento de Vergílio. Dêem-lhe uma oportunidade, pode ser que não se arrependam.

"Aparição" é o romance que alimentará de pérolas alguns dos próximos posts. Na obra de Vergílio encontra-se a riqueza das frases soltas, isto é, das frases que mesmo que desirmandas do seu contexto nos colocam num mundo do tamanho de um livro. Desculpa perfeita para não me pôr aqui a fazer sinopses e interpretações de obra tão discutida. Mil livros existem em "Aparição", mil possibilidades de pensarmos acerca do que andamos aqui a fazer, neste mundo e nesta vida sobre os quais evitamos reflectir. Talvez seja melhor assim. Ou não.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 23:39


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog