Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Uma vida literária num país de ignorantes

Quinta-feira, 16.06.11

 

 

"Uma vez que é impossível perceber o que realmente está a suceder, nós peruanos mentimos, inventamos, sonhamos e encontramos refúgio na ilusão. Por causa destas estranhas circunstâncias a vida dos peruanos, uma vida em que tão poucos efectivamente lêem, tornou-se literária."

 

Leio estas palavras de Vargas Llosa e assola-me imediatamente a ideia de que as mesmas se aplicam na perfeição a Portugal e aos portugueses. Um oceano nos separa, um trágico destino nos une.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:22


3 comentários

De Teresa Miranda a 20.06.2011 às 14:14

Quem dera fossemos mais como os Peruanos, António.

Mas não somos. Somos no down mas não no up e aí reside toda a nossa incnformidade. Não nos livramos da pena pelo Império perdido e tornámo-nos azedos, cinzentos e sempre prontos para uma Missa de Corpo Presente. O Peruano por sua vez tem aquela de "Se melhorar estraga" típica de quem foi conquistado e não conquistador. Ali quem se torna grande entra, sai e volta a entrar sempre em braços; aqui ai daquele que se distingue um cm acima da maralha - o que se distingue vive complexado(gerindo o complexo de formas distintas) [atenta à diferença entre os dois Nobeis ;) o Saramago e o Llosa] e os outros estão sempre preparados para lhe fazerem sentir que és grande mas não és grande coisa...

Estás a gostar do livro? Vou dar uma vista de olhos acima do disparate do selim :X

De bolaseletras a 20.06.2011 às 18:19

Pelo andar da carruagem, quem me dera que fossemos parecidos com qualquer outro povo...

Já li o livro, Teresa, gostei muito, aconselho vivamente.

De viagra pharmacy a 09.08.2011 às 22:51

Bom post!

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog