Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



London calling - O silêncio dos inocentes

Quinta-feira, 11.08.11

 

 

Não consigo imaginar o que sentirá um pai, daqueles que se preocupam e não dos que julgam que a educação é encher-lhes os olhos de Canal Panda e a barriga de hambúrgueres, ao sentir-se impotente perante as cenas de violência que lhes macularão as memórias. Como explicar o que não tem explicação a seres em formação que procuram a causa de cada mínimo acontecimento, a razão de cada palavra, de cada gesto. E não me venham com merdas, a violência gratuita e desproporcionada contra inocentes e bens de inocentes só tem uma explicação, a maldade que, nada há a fazer, reside em seres humanos que dão mau nome à humanidade que lamentavelmente não lhes assiste. Como o medo não assistia ao cozinheiro Hélio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 22:48


6 comentários

De Teresa a 12.08.2011 às 11:55

Não se explica, confiando que com o tempo e a educação e exemplo que lhes são incutidos eles observem estes fenómenos com a mesma tristeza e desamparo com que nós o fazemos.

A criança não deve - na minha opinião - ser demasiado apressada em relação ao seu crescimento. Tudo tem o seu tempo e o seu ritmo e um dos problemas reside no facto de que há muito se acha que se deve acelerar e forçar a natureza.

A criança não pode ser educada para comer dizendo que há crianças a morrer de fome - que culpa tem ela? - nem deve observar violência para aprender a ser bonzinho, nem exposta ao sexo para saber o que é a vida - tudo a seu tempo. E por ti, não por mais ninguém, nem sequer a melhor amiga :).

Esta receita - que foi usada durante séculos e séculos com resultados bem melhores do que os modernos - é sucesso para que isto não se repita mais próximo de nós.

Como ficou o Miguel da Varicela? Tudo sanado?

De bolaseletras a 12.08.2011 às 15:58

Também perfilho a opinião de que cada coisa a seu tempo. Às vezes, é nas práticas ancestrais que está a sabedoria, reinventar a roda sempre deu asneira.

O Miguel está óptimo, obrigado. A varicela foi-se numa semana e apesar de muita borbulhagem nem foi assim tao mau. Ele apontava para as borbulhas, dizia doi-doi e, apesar de adorar a rua e o sol, percebia que tinha de se entreter com a folia dentro de casa. Fiquei orgulhoso do rapaz;).

De Teresa a 12.08.2011 às 17:59

De tal pallo tal astilla ;) ou a maçã nunca cai longe da árvore.

Ainda bem. A mais pequena também foi assim mas o mais velho do teu Miguel parecia um Cristo das Chagas; ambos ficaram sem sequelas porque em vez de parvoíces e invenções se falou naturalmente com eles :D.

Um abraço,

Teresa

De Pedro Nogueira a 13.08.2011 às 13:45

Um pouco a talho de foice por ver o automóvel carbonizado lembrei-me que com o “pequeno” aumento da electricidade e do gás, até a mim me ficou a apetecer acender umas quantas fogueiras mas o portuga não é de brandos costumes, é boi manso mesmo.
Até quando vamos continuar a pagar e não bufar?

De Teresa a 14.08.2011 às 12:00

Até sempre, Pedro.

Os nossos nervosismos obedecem a programas particulares. Pode-se aumentar o pão 10 vezes durante os meses de Junho e Novembro que o boi manso... Qual a melhor altura para anunciar que te vão tirar o subsídio de Natal? Quando o de férias está aí...

Tudo à Avenida da Liberdade porque não é possível viver assim, o Sócrates apresenta demissão e no próximo fim-de-semana vai tudo para a praia (ao ponto de se ter feito um piquenique no Parque Eduardo VII para essa mesma geração à rasca e terem ido os organizadores e alguns amigos do facebook ;)).

E o futebol, sim o futebol mas também a vida. Se se corre com um treinador e o seguinte continua a fazer **** mantém-se porque temos de dar o benefício da dúvida e ajudar; nem que para isso se perca o campeonato :D.

Antes cair em graça... já diz o velho ditado.

De Pedro Nogueira a 14.08.2011 às 13:14

Pois é Teresa, infelizmente assim é e assim continuará.

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog