Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A difícil arte de moldar o barro

Sexta-feira, 04.11.11

 

Fotografia de John Philips (Nova Iorque, 1940)

 

É com a primeira vez que o nosso filho se inicia na arte de nos imitar cada gesto, cada passo, cada palavra, que se inicia um tormentoso processo de auto-conhecimento dos desembestados progenitores. Seremos nós o modelo que queremos para esta criança que amamos mais que tudo? Provavelmente, se nos restar um pingo de humildade e inteligência perceberemos que não vale a pena repetir erros, conduzi-lo na mesma estrada sinuosa e repleta de armadilhas. É esta a oportunidade para moldarmos o barro com maior mestria, é este o momento para mostrarmos que o que em nós falhou facilmente poderia ter resultado. Não caindo na tentação de aspirarmos à perfeição, olhar para nós e admitir as arestas mal limadas é meio caminho andado para evitarmos a criação de monstrinhos ou de réplicas mal paridas. Vejam lá isso, papás e mamãs.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:34


4 comentários

De Teresa a 04.11.2011 às 20:37

hum, mas não eliminemos arestas que, ainda que imperfeitas, dão toda a graça ao boneco.

Ás vezes vejo pessoas que se reinventaram tanto, se melhoraram tanto que não resta pingo de gente e normalidade.

Cuidado, sim... sempre. (por isso escolhemos o parceiro "ideal") Mas deixando espaço para a diferença e naturalidade que fazem toda a diferença.

Quando o Ronaldo ganhou o "Melhor do Mundo" um desses reinventados lá na Empresa dizia que tinha sido muito bonito e tal mas aquele discurso do soltem os fogos e recado à mãe o tinham deixado constrangido. Logo um coro de calças cinzentas e camisa branca disse Amen e eu fui a única que disse que outro discurso não seria de esperar sendo o Ronaldo como é e tão fiel às suas origens (acredito que a única normalidade no meio daquilo que o rodeia e tenta) e que tinha ficado ainda mais sensibilizada por ele não ter recorrido a um discurso escrito por outrém.

Quando a carreira dele acabar ele vai ter para o que voltar. Aos outros vida longa na reinvenção porque nada mais existirá daquilo que foi inventado.

Há gente desejosa de mudar o BI porque na morada está Amadora quando eles já chegaram à Lapa. Quando lhes falas da Amadora fazem uma cara como se estivessemos a falar de uma rua secundária no Butão... :~

Cuidado, Amigo. E Honestidade. Sempre! Ele saberá sempre o que é para imitar e quando...

De bolaseletras a 04.11.2011 às 20:55

Obrigado pelo aviso, Teresa, but dont worry que também sou da tua opinião. Falava nos palavrões no trânsito, na facilidade em explodir, na preguiça para determinadas tarefas, enfim, em pequenas coisas. Não pretendo criar um ser perfeito, longe disso. Aliás, aos 2 anos e 4 meses ele já está cheiinho de arestas bicudas, umas herdadas e outras do código genético do mocinho;).

De Teresa a 04.11.2011 às 22:34

Ufa, que alívio ahahahah. É que alguns reinventados estão a criar meninos que darão para 120 séries de 100 episódios cada de Mentes Criminosas :(

Bom fim-de-semana.

De bolaseletras a 05.11.2011 às 13:39

Bom fim-de-semana!;)

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

pesquisar

Pesquisar no Blog