Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Portugal 6 - Bósnia 2

Quarta-feira, 16.11.11

 

 

Na ressaca de uma noite de emoções fortes tudo surge mais clarividente. Para a selecção raramente existem noites perfeitas, prova dada pelos dois inconcebíveis golos concedidos frente à Bósnia. Começar a abordagem de tão magnífica vitória com os dois míseros golos bósnios serve exactamente para espelhar um sentimento que muito grassa pelas gentes lusitanas e que muito ouvi ontem pelo estádio e no pós jogo: destacar o que corre mal, mesmo que seja residual face a tudo o resto que correu bem, olhar só para o lado negro que todas as coisas têm ao invés de focar a atenção na luz que nos ilumina.

 

 

 

Como nos iluminou o fantástico golo madrugador de Ronaldo, a capacidade que demonstrou nos 90 minutos em colocar para trás das costas a sofreguidão tantas vezes vista na selecção para tudo fazer bem, dando assim lugar a uma liderança forte e inspiradora; como nos iluminou o golo indescritível de Nani, em que a bola descreveu uma parábola irreal apenas para ir incomodar a coruja que tão bem dormia no cantinho lá do fundo das redes; como nos iluminou um João Moutinho rejuvenescido que parece renascer nesta selecção; como nos iluminou um Pepe inabalável que manietou com a força da classe um fantástico Dzeko; como nos iluminou, contra tudo e contra todos, um Hélder Postiga que gritou a plenos pulmões que quer ter lugar nesta selecção. Esta vitória é destes jogadores e deste treinador, esta vitória é da coragem e da capacidade de inverter um caminho que no início prenunciava o desastre. Saibamos nós dar assim a volta ao desastre que nos paira sobre as cabeças com a mesma coragem, determinação e alegria com que estes rapazes carimbaram o passaporte para a Polónia e a Ucrânia. PARABÉNS RAPAZES!

 

Nota: Fotografias do site MaisFutebol

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 09:58


36 comentários

De artolas a 16.11.2011 às 14:29

Quanto ao jogo sem dúvida que jogámos bem e merecemos ganhar, agora em relação aos assobios ao hino nacional do adversário (independentemente de terem feito o mesmo) achei vergonhoso.
Era a altura certa de mostrar-mos que como Portugueses civilizados sabemos estar á altura e não arruaceiros como eles o foram.

De Anónimo a 16.11.2011 às 16:33

Exmos senhores entendidos do Football !!

Chamo-vos assim porque de facto não percebem nada de nada e eu tb não , mas de facto deviam recordar-se que o Sr. Paulo Bento (bom ou mau) herdou a meio da temporada a cagada que o Sr. Carlos Queiroz deixou !
Quem tem o descaramento de dizer que serve ou não para a Selcção !! Pelos vistos da melhor ou pior forma conseguio o que queriamos , ou não ?
E para além disso o Football é feito de sorte e azar , para todos os lados !!
A bola é redonda senhores , em que os chamados grandes do football de vez em quando tropeçam numa bola quadrada ! Se há tantos entendidos na matéria porquê a falta deles ? Candidatem-se , porque n ão ? veremos se fazem melhor !!

De semprescp a 16.11.2011 às 17:13

Eh pá! Tanta azia por termos ganho...ainda me deixa mais feliz pela vitória de ontem...
Ó 'Bolas e Letras' tem a certeza que estes comentários todos não foram feitos pelos bósnios e o Sr. fez a maldade de os traduzir e fingir que são feitos por portugueses???
Ass: Leoa Ferrenha

De Marcelo Silva a 16.11.2011 às 19:13

Caro António,

Inspirado pelo seu ( habitual e excelente ) post e principalmente pelos comentários que gerou escrevi eu, em forma de post no Porta 10A, o que me vai na alma sobre o assunto.

Se me permitir, aqui o deixo como comentário.

Abraço
Marcelo Silva
http://porta10a.wordpress.com/

De bolaseletras a 16.11.2011 às 22:14

Caro Marcelo,

Muito obrigado pelas suas palavras. Ponha o seu post à vontade (excelente, aliás), a casa é sua.

Abraço
António

De Pra cá do marão a 16.11.2011 às 22:55

Oi pessoal se para o ano vos derem o subsidio de férias e de natal também vão dizer que o ministro das finanças é um líder reles só porque vos devolve o que vos pertence?

De Marcelo Silva a 16.11.2011 às 23:19

O Portugal dos portugueses , com p pequeno de propósito porque nunca seremos grandes. Podemos ter o melhor jogador do mundo, mas criticamo-lo quando ele vai ao IPO ver crianças e dar-lhes, talvez, a melhor coisa do mundo: um mimo do ídolo que adoram. É um vaidoso, um isto um aquilo pois, perante as máquinas fotográficas e as câmaras de televisão, não assinou um cheque de uns tantos milhares de euros retirados da sua milionária conta do BES. Cristiano devia ter nascido argentino, conclui-se. Na Argentina os ídolos não fazem gestos com o dedo, não falham golos e jogadas, não fazem noitadas e outras coisas assim. E quando vão ver crianças, não são vaidosos.

Digo-o com pena, não merecemos ter um Cristiano Ronaldo. Como não merecemos todos aqueles que, jogadores da bola ou não, triunfam lá fora e fazem mais por este pequeno país situado aqui nos fundilhos da Europa, do que mil campanhas de publicidade e 10.000 governantes. Damo-nos mal com o sucesso dos outros. Para nós, a relação terá que ser sempre ganhar-perder, nunca ganhar-ganhar. E disto nunca sairemos.

Ontem, escrevo-o sem grandes ensaios, fiquei contente por ver os Bósnios derrotados, de tromba caída, pesarosos e vergados ao peso de 6 golos que lhe dedicamos. Com laser e assobios ao hino. Tiveram o que mereceram. E dá-me alguma raiva, ouvir esses fazedores de opinião, esses paineleiros da rádio e da televisão, a criticar o laser e os assobios. Tínhamos que ser muito educadinhos, muito elevados, muito desportistas. Vejam lá o que os franceses e outros que tais fazem. Vejam lá como se comportam. Como são sempre beneficiados. Mas sim, os franceses é que são muito cultos, muito desportistas, muito tudo e mais alguma coisa.

Ontem, gostei da atitude, da garra e de mais coisas. Não dá para sermos campeões da Europa assim que aterrarmos na Polónia, mas dá para lá estarmos. Não sei se vamos ganhar à Holanda, se é que iremos jogar com eles, mas pelo menos vamos estar no grupo ao lado. E será com os que lá estiverem, comandados por aquele que foi escolhido para comandar. Com as virtudes e os defeitos dele e dos outros.

Nós adoramos ‘ saltilhar ‘ as coisas. Colocar muito fado em cima, como se já não houvesse fado suficiente que nos acompanha e derrota. Na hora da vitória, lá vieram os comentários para os golos que sofremos mesmo que empurrados por uns alemães manhosos, a distracção momentânea, a falta de posicionamento dos defesas. E mais os que vão ver o jogo no conforto do sofá. Ontem, hoje, mais que nunca, seria tempo para gritar com toda a ‘ gana ‘ o nome de Portugal, o feito do Clube de Portugal, dos nossos jogadores e de quem os comanda. De dizer que o livre do CR7 e a revienga que aplicou aos 11 bósnios, são a coisa mais fantástica do mundo. Que só um predestinado como ele consegue fazer, aquela velocidade, o que ninguém mais faz. Mas não. As perguntas tinham que ir bater na chipala do outro que está em Londres e daqueloutro que está em Madrid. A vitória de ontem, que muitos não queriam e pensaram não ser possível, fica marcada pelos casos. Em vez de ser pelos golos. Vamos lá ‘ fazer sangue ‘ em vez de ‘ fazer a festa ‘. Mais português não há e somos assim e disto não vamos sair.

A terminar e mais uma vez chamando CR7 à conversa, recordo as suas palavras para com o colega Carlos Martins e para o problema pessoal e muito grave por que passa. Apelou para o ajudarem no sentido de encontrar rapidamente um doador de medula óssea compatível como filho. Ele próprio, se tivesse essa compatibilidade, o faria. Disso não tenho a menor dúvida. E tenho também a certeza que ele tudo fará para ajudar. Como sei que a vitória de ontem e o magnifico jogo que fez deixaram de ter sentido perante a enorme crueldade que a vida está a fazer aquele miúdo.

Ele que é um vaidoso.

De semprescp a 17.11.2011 às 10:24

Marcelo Silva:
'Tiro o chapéu' ao seu post e subscrevo em tudo...
Parabéns.

De Pela verdade e transparencia a 17.11.2011 às 08:34

Portugal é um país monstruoso, em alguns casos pior que a China em matéria de violação de direitos humanos pelo estado e alguns tristes ficam contentes por serem enganados pois isto é abafado e ficam contentes com a vitória no futebol.
Que reles país sem valores !!! Somos o país dos 3 F's, fado, futebol e Fátima, e também da barbárie e da violação de direitos humanos pelo estado com a cumplicidade de alguma comunicação social que abafa isto para enganar e iludir as pessoas.

Comentar post


Pág. 2/2





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog