Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



La Coca

Quinta-feira, 17.11.11

 

 

La Coca é um romance de regresso ao passado, dos caminhos tomados e das razões para essas escolhas. Pelo meio é um apanhado de histórias sobre o tráfico de droga no Minho e Galiza, de personagens duras que cheiram a perigo, um passeio pelas memórias que percorrem a vida do narrador. Pelas margens das desventuras do passado o autor revela-nos um Portugal violento que o provérbio sobre os brandos costumes teima em negar. Mas bastaria olharmos para a subida em flecha dos números da violência doméstica em Portugal (descontando, claro está, a maior divulgação do fenómeno e alterações técnico-jurídicas que permitiram uma crescente denúncia do fenómeno) para percebermos que somos tudo menos um povo pacífico. Estranhamente, ou não, diria que essa violência está muito direcionada para os que nos estão próximos, conclusão também confirmada pela percentagem de condenados por homicídio conjugal face ao número total de homicídios (14%). Rentes de Carvalho conhece-nos e sabe que o nosso sangue latino lateja fervilhante nas têmporas. Mesmo que não tenha sido essa a intenção do autor, este livro é também uma chamada de atenção para o que aí poderá vir. Os tempos estão para isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:20


4 comentários

De Teresa a 18.11.2011 às 21:19

Já me tinha ocorrido que esses crimes com os mais próximos irá aumentar à medida que as condições forem piorando.
Claro que poderão dizer que uma coisa não obriga a outra (não obriga! não deveria obrigar!) mas também não deixa de ser verdade que são esses mais próximos que "fizeram" subir o endividamento particular assiim como serão esses, se não devidamente educados para estar no mesmo barco - solidarizando-se e ajudando - a exigir que se mantenha o mesmo a todo o nível.

Daí a pensar em acabar com tudo numa mente desesperada é um passo...

Mas a sociedade que J Rentes de Carvalho retrata nesse livro também era muito diferente e muito isolada... hoje um empurrão para entrar no Metro, uma ultrapassagem pela direita podem propiciar a algo que - naquele tempo - era visto quase como o anti-Cristo.

Tenho seguido o blogue dele e é tão interessante e nosso... às vezes até sinto a pronúncia transmontrana a querer tomar pulso.

Abraço e bom fim-de-semana!

De bolaseletras a 18.11.2011 às 22:33

A época que Rentes de Carvalho retrata é de facto outra, mas o bichinho da violência acompanha-nos através dos tempos. O blogue é um vício diário, com sotaque nortenho;).

Bom fim-de-semana, bjs!

De Teresa a 18.11.2011 às 21:27

http://travessaopontofinal.wordpress.com/

A must-read!

De bolaseletras a 18.11.2011 às 22:36

Muito bom! O mais giro é que esta revista pertence a um jornal macaense que eu lia há muitos anos. O mundo é mesmo minúsculo;).

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog