Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Deixemo-nos de tonterias

Quarta-feira, 23.11.11

 

Londres, 1926, dia de greve geral 

 

Amanhã, dia de mais uma greve geral, sei que muitos dos meus colegas não virão trabalhar, ora porque optarão por aderir à greve, ora porque não terão transportes para se deslocar para o trabalho, ora porque os funcionários dos colégios/escolas dos filhos farão greve, ora porque esses funcionários não terão transportes para ir trabalhar. Obviamente que não sou filho dos tempos áureos da defesa ardente dos direitos dos trabalhadores, pelo que será natural olhar para este fenómeno global com algum desdém. Por outro lado, estranho que se mantenha toda esta torrente de adesões e de perturbações ao normal funcionamento do que deveria ser apenas mais um dia de trabalho, sobretudo quando nos dias de hoje quem faz greve não reclama o fim de condições insustentáveis para a execução da jornada de trabalho como se reclamava nesses tempos áureos. Aliás, o que ainda mais me surpreende é que as greves proliferem quando se sabe de ciência certa que os resultados destas manifestações ou abstinências populares são praticamente nulos. Chamem-me o que quiserem, mas eu cá por mim acho que devíamos todos andar preocupados em trabalhar mais e melhor e deixarmo-nos de tonterias. A bem da nação e do futuro dos nossos filhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:51


8 comentários

De Pedro Nogueira a 24.11.2011 às 12:42

Sempre achei que os únicos que lucram com as greves são os lambuças dos sindicalistas, à conta dos papalvos que neles acreditam.
Mas se calhar sou que tenho mau feitio :)

De Teresa a 24.11.2011 às 17:15

E tens ;)...

Mas os dias de greve servem para servir também outros interesses que não os dos sindicalistas. Serve para aproveitar a folga, talvez até uma ponte por acréscimo, e borrifarem-se para o estado da nação, da empresa ou da economia...

Serve para abusar de quem não teve outra hipótese se não ir trabalhar enchendo shoppings de mau humor e exigências despóticas.

Porque eles puderam parar e ir para o lai lai mas não admitem o mesmo direito aos outros se isso for contra as suas conveniências e interesses.

Se pensarmos bem foi isto que nos trouxe aqui e não nos há-de levar longe.

Olha, e ainda bem... é assustador constatar como estas coisas quando são levadas a sério têm consequências. Não sei se depois de tantos anos de maus hábitos esta gente aguentaria um choque desses.

Imagina tirarem o dia porque há Greve Geral mas não terem bombas de gasolina abertas, nem shoppings, nem poderem ir passear porque todos os acessos que são controlados - como por exemplo as pontes, as auto-estradas - estão fechados porque há Greve?!

Perante um cenário desses nem o Imodium permitia aos Sindicalistas ir à Manif :D

De Pedro Nogueira a 24.11.2011 às 17:21

Isso é que era serviço :)

De Teresa a 24.11.2011 às 20:52

Antes de apanhar o comboio estava uma senhora ao meu lado a dizer "pois, tive de vir trabalhar. isto devia ser como lá fora no estrangeiro em que os sindicatos pagam o dia da greve às pessoas."

Isso é que era.

De Pedro Nogueira a 24.11.2011 às 21:28

Era greve todos os dias :)

De bolaseletras a 24.11.2011 às 21:09

foi isto que nos trouxe até aqui, é isto que nos vai impedir de sair do buraco se assim continuarmos. Não consigo perceber de onde vem tanta casmurrice e ignorância. Não consigo.

De bolaseletras a 24.11.2011 às 21:06

Devemos ter os dois, Pedro, que pensamos o mesmo...

De Pedro Nogueira a 24.11.2011 às 21:29

Então é isso, é mau feitio ;)

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog