Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O José, ideias de crianças e um professor que não resistiu

Sexta-feira, 09.12.11

  

 

Pagar a dívida é uma ideia de criança

 

Coloquei no facebook este fantástico e assustador vídeo da já famosa conferência de José Sócrates por uma qualquer universidade parisiense, onde entre outras alarvidades referiu que as dívidas dos países são eternas, pelo que não interessa pagá-las mas apenas geri-las. Os comentários foram vários, mas destaco algumas ideias. Primeiro que tudo há que compreender que a culpa deste homem ter conduzido um país e 10 milhões de portugueses à situação a que chegámos não é dele, mas do professor que o ensinou e, sobretudo, que quem nele votou e o colocou no poleiro (já sei, já sei, nao foi ninguém...). Por outro lado, um amigo economista fez-me ver que afinal parece que o professor ensinou bem os conceitos ao Sr. Engenheiro - as dividas dos estados são de facto eternas e gerem-se - só faltou mesmo o essencial: saber gerir! Comentou também o meu pai que o professor terá sido um antigo Presidente do Brasil (Getúlio Vargas) que defendia a tese de que "dívidas velhas não se pagam e as novas devem envelhecer". Não é de estranhar que o professor Getúlio tenha acabado por se suicidar...Para terminar, diz um outro amigo, filho de um honrado merceeiro, que se as ideias de Sócrates vingam, não há livro de fiado que resista. Com esta teoria, o filósofo José nem para merceeiro dava! Que se mantenha por lá a ler os táis clássicos por muito tempo, é o sábio e esperançado conselho deste amigo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:13


8 comentários

De Teresa a 09.12.2011 às 20:40

Digo-te o mesmo que disse a uma amiga, curiosamente também do Facebook: ainda bem que há José Socrates e seus ditos. Porque cuidado quando a este povo se esgotar esse bode expiatório.


José Socrates serve o panorama apavorador actual -

[uma colega de uma Sobrinha (funcionária pública e portanto um dos mais castigados para já pelos salvadores da pátria) chegou à Escola onde lecciona a chorar no dia seguinte ao anúncio do fim das "mordomias". Divorciada há pouco tempo e tendo adquirido casa dizia ela que teria de voltar para casa dos pais com o filho porque os subsídios de Natal e de Férias serviam para ir pagando extras - como IMI, seguros e um respiro nas férias. Sem eles...]



José Socrates está para a Comunicação Social e alguns desonestos intelectuais como o tossir para o exame da prostata - não adianta de nada mas enquanto tosses não vês que te vão enfiando o dedo..................




Ainda bem que vidas serão irremediavelmente destruídas mas em meia dúzia de anos a dívida vai estar paga (????) Só é pena que à custa dos mesmos. De ti, de mim e dos que não podem fugir nem roubar. Dos que não são suficientemente pobres para terem ajudas. Este ano isto ainda correu bem mas para o ano a descida aos infernos vai ser tremenda e não falo de não se poder ir de férias a Pipa ou a Cuba.



Em vez de se preocuparem com qual a discoteca que o Santana frequenta agora ou o que diz o Sócrates preocupem-se com o estado que a Economia estará a muito breve prazo... É que o fiado ainda dava para manter a porta aberta, agora as facilidades do código de trabalho vai tornar SONAES e Pingos Doce impossíveis de "bater".

Daqui a uns anos os mesmos que escrevem colunas, umas atrás das outras, a comentar o Sócrates vão (deveriam) explicar porque perderam tempo com isso e não a alertar para o que verdadeiramente interessa, e que terá verdadeiro impacto na vida dos Portugueses.


De bolaseletras a 09.12.2011 às 21:54

Teresa,

Não faço do Sócrates o bode expiatório. Mas que as declarações dele são um espelho do que os governantes fizeram durante anos, são. Viveram e brilharam à custa de se endividarem e Sócrates teve o condão de esconder aos portugueses, durante anos, o buraco que foi criando? E para quê? Para mais betão e pouco mais, a miséria da nossa economia pouco evoluiu. E achas que com ele não se iria cortar nos subsídios? Eu tenho poucas dúvidas. Tenho pena pela tua amiga, pelos meus, por gente que ainda vai passar bem pior. Vemos e sentimos agora o que nunca quisemos ver. E esse foi realmente o problema.

Bom fim de semana!

De Teresa a 09.12.2011 às 22:55

E continuarão a viver e a brilhar à tua e à minha custa.
E nós viveremos o que nunca quisemos viver nem merecíamos.


Um casal, ambos funcionários públicos (para já...) que têm as despesas já apertadas (mesmo sem créditos malucos aqui e ali), sem aumentos nem progressões há vários anos, com o nível de vida a subir da maneira como está, como vai ter 500 € para desembolsar para o ano no início do ano lectivo dos dois filhos? É que estão naquele limiar não apto para ajuda mas são os grandes sacrificados nestas medidas... Diz-me outra medida que tenha sido tomada para "fazer" dinheiro sem ser à custa de quem trabalha.

São casos reais e nem sequer posso dizer que é o meu mas que não deixa de me "tocar".


Quanto ao Sócrates fazer o que estes estão a fazer nunca saberemos pois não?!



Não concordo é com o sobre-aproveitamento da figura do homem (a dele e a de outras peneiras que de vez em quando surgem para desaparecer logo a seguir; ele é o único caso mais "duradouro") existem outros e vários noutras sociedades, nem sequer é original) e a sua utilização por parte da CS que nem a porra dum estripador de "jeito" consegue para continuar a vender como nunca vendeu à custa de alguém (tirando talvez o caso de Santana Lopes mas esse durou pouco). Não gosto. Não é por ele, é por mim. Não acho normal que no dia em que morre o Futebolista Sócrates tudo ir escrever online que é pena não ter sido o ex-PM, que estava o pai dele a morrer no hospital e andarem a escrever que eram amigos lá da terrinha e que o senhor não saía de casa com vergonha pelo que o filho fez. Já chega, não?


Com um Otelo a dizer que não valia a pena ter feito o 25 de Abril e 3 meses depois estar a avisar que vinha aí um novo (aqui há uns tempos apanhei um fulano ao almoço cuja raiva era endereçada aos militares. Dizia ele que nós tinhamos os maiores e mais bem pagos graduados de um País sem guerra :D). Num dia a retoma começará em 2012, 20 minutos mais tarde vai começar mas mais lá para o fim de 2012 e três dias depois vai-se para a televisão dizer que não se descarta mais sacrifícios nos próximos dois ou três anos, precisamos mesmo saber o que Sócrates come ao almoço, a que horas corre à volta das Tuileries???? Duvido.

Bom fim-de-semana para ti também

De bolaseletras a 10.12.2011 às 12:34

Teresa, por mim o Sócrates podia continuar pela cidade luz sem piar, não me fazia falta nenhuma voltar a ouvi-lo. Mas se ele vem dizer alarvidades para a praça pública, demonstrando que se está a marimbar para onde nos conduziram as suas políticas não me apetece ficar calado. E sim, as medidas que se têm tomado tocam sempre aos mesmos, porque uns euros vezes 700.000 funcionários dá muito mais dinheiro do que qualquer outra medida.
Sócrates sabia no que isto ia dar mas quis empenhar o dinheiro que agora nos falta para "fazer obra" e brilhar. É isso que não lhe perdoo. Por mim não falo mais dele, se ele se mantiver fechadinho na sua reforma dourada (que certamente pagará com os proventos que ganhou como 1.º ministro...).

De Teresa a 10.12.2011 às 15:26

Oxalá.

Depois de mais de 20 anos como Eleitora não me surpreenderia vê-lo voltar em ombros como Presidente da República ;).

De Pedro Nogueira a 10.12.2011 às 14:16

Eu já só ficava descansado se ele fizesse como o Getúlio.

De bolaseletras a 10.12.2011 às 18:12

Sempre cáustico, Pedro;). O problema é que aí virava um mártir e nunca mais nos largava mesmo...

De Pedro Nogueira a 11.12.2011 às 16:37

Duvido que chegasse a mártir. Quanto muito era capaz de vir a dar umas boas anedotas.
Ups, lá estou eu a ser cáustico outra vez :)

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

pesquisar

Pesquisar no Blog