Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Comboios de Portugal

Quinta-feira, 01.03.12

  

 

Intercidades para o reino dos Algarves, mais uma aventura no fantástico mundo dessa excelsa empresa pública que é a “Comboios de Portugal”, vulgo CP. Sentei-me decidido a apreciar a paisagem e a conhecer um pouco melhor o nosso lindo Portugal. Erro 1. Os vidros estavam tão imundos, riscados ou que merda era aquela  que não percebia sequer se chovia ou fazia sol. Bom, o melhor era ir ao bar matar a fominha. Erro 2. Segundo a informação que logo a seguir zuniu nos meus pobres ouvidos, por motivos alheios à CP não havia serviço de bar em todo o trajecto. Se a culpa não era da CP, de quem seria? Do Professor Aníbal? Do Sá Pinto? Enfim, um clássico bem lusitano.

 

 

 

Bom, já um pouco enfadado com um início de viagem pouco entusiasmante, digamos, decido empreender uma daquelas actividades que ninguém poderia fazer por mim. Sim, um xixizinho. Erro 3. A informação surge novamente através do sistema de som perito em dar boas notícias aos passageiros – o WC só abriria após a estação do Pragal. Olha que bela merda de serviço, ó senhores gestores da CP. Será que nunca vos passou por essas iluminadas cabecinhas viajarem incógnitos nos comboios por que V.Exas. são responsáveis para assistir à bandalheira que por lá se passa? Não, certamente dá trabalho e ainda sujavam as impolutas gravatinhas. Que bela merda de serviço, ó senhores gestores da CP. Nunca é demais repeti-lo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:28


9 comentários

De Teresa a 02.03.2012 às 09:58

Somos muito maltratados num País que se quer de Turismo.

Gastamos Milhões a passear gordos para promoverem o Fado e não investimos na higiene e cosmética da infra-estrutura mais básica. As ruas da nossa cidade são um nojo -ontem choveram duas pingas e já dava dó, se Abril trouxer chuva a sério estamos licsados. Fazemos CCBs mas deixamos a linha do Tua cair ao abandono. Mais uns anitos e passaremos os pasteis de Belém para as mãos de um Chinês que nos promete filas menores e melhores preços...


Pobre País! Para esta pobreza intelectual que já vinha medrando (deixa ver se escrevo bem isto ;)) há muito, alia-se agora a miséria monetária...

Que País para as gerações vindouras? Muito pouco, parece.

De bolaseletras a 02.03.2012 às 23:51

É o país para as gerações vindouras que me preocupa, Teresa. Preocupo-me e invisto na educação do meu filho, mas será que vale a pena neste país? Não sei, mas se isto não mudar ir para fora será a melhor solução para ele. Com grande tristeza minha.

De Teresa a 03.03.2012 às 11:14

Nós temos pensado nisso mas o facto é que as alternativas para algo completamente diferente tratam-se de povos que não permitiram que lhes chafurdassem os costumes, que se pusesse um pé fora da linha quasi-paradisíaca que desenharam, e que defendem com uma intransigência (quase) assustadora.

Não sei se conseguir(ía)emos viver assim.

Vamos ver...

De semprescp a 02.03.2012 às 11:43

Viajo com alguma regularidade na CP e mais especificamente no intercidades e posso comprovar que o que aqui relata é exactamente assim.
Os vidros metem nojo e nem do lado de dentro dos mesmo me aventuro a tocar. Isto para não falar do lado de fora dos vidros que é algo que só vendo mesmo...uma vergonha!
Bom 'post'...pena este não estar destacado no sapo e chegar ás mãos dos responsáveis da CP.
Ass: Leoa Ferrenha

De bolaseletras a 02.03.2012 às 23:52

Amiga leoa, isto chega aos ouvidos da CP e o mais provável é porem-me um processo. Admitir responsabilidades?? Naaaaaaannnn

De Teresa a 03.03.2012 às 11:23

Este é, e será, sempre um dos males dos Portugueses.

Queixam-se, queixam-se mas não se impôem.


Aqui há uns anos (sim, acho que já passaram uns anos) encontrei por casualidade um blog onde eram denunciadas várias situações de incúria, até maltrato, do Património. Em Lisboa, essencialmente. Várias das situações apontadas tinham a ver com uma área da Empresa onde trabalho e então escrevi ao autor do blog e pedi que me indicasse onde se passavam realmente para serem resolvidas pelos serviços. O Senhor acedeu e desde então tem havido uma excelente relação em que ele denuncia sempre que encontra alguma e nós, gratos pelas dicas, resolvemos.

Não se fez o milagre de se resolver tudo de uma assentada, mas faz diferença. Uma tampa de cada vez!

Se o autor tivesse ficado só pela denúncia em blog e "ganda bosta que é isto tudo" mesmo essa pequena diferença não se faria. Se eu não me desse ao trabalho de me preocupar ver o nome da "minha" Empresa ser usado com mau exemplo... se os Técnicos não sentissem que há quem repare e denúncie...

Acredito que grande parte das vezes não haja grande "vantagem" em reclamar, mas ficar calado foi o que nos trouxe aqui e nos arrasta para a anarquia...

De bolaseletras a 03.03.2012 às 13:14

Tens toda a razão, Teresa. Mas vou ser sicero: não acredito que haja uma Teresa na CP e em muitas outras empresas públicas. Acredita que sou dos que reclamam, mas nestes casos tudo o que eu aqui descrevi é do conhecimento de todos os que viajam na CP. Se ainda não mudou não é porque ninguem reclamou, é porque o desrespeito pelo cliente tudo vence.

De Teresa a 03.03.2012 às 14:47

Tão querido.

Mas, de facto, a "salvação" ao êxodo proposto por alguns e pensados por tantos passa pela educação deste povo.

De cada um de nós, nas nossas fragilidades e forças. Nas nossas obrigações e nos nossos direitos. (Se eu cuspo para a linha do comboio ou ponho os pés em cima do banco que vai livre à minha frente (e eu vejo, assisto, a tudo isto TODOS os dias) não posso exigir que alguém ache que mereço melhor do que a javardeira que eu próprio crio. Se fumo à porta da empresa e depois deito a beata para o chão (havendo depósitos ali para o efeito) não posso esperar que a Câmara mantenha a rua limpa.

Por isso muitas vezes acho que fugindo estamos a deixar os maus ganhar.

Mas este País não é para quem cumpre, de facto. Não pode quando quem me proibiu de ir gozar o Carnaval brinca na Feira de Turismo a dizer que ninguém faz caso do que ele diz. Quando quem cumpre e paga e não suja e conserva é o que mais sofre com a anarquia que a tantos interessa.
Bom fim-de-semana e "aquele" Abraço,

Teresa

De bolaseletras a 03.03.2012 às 18:21

"Aquele abraço" e bom fim de semana, Teresa, longe do Passos, do Patinhas Gaspar, junto dos nossos!;)

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog