Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Algumas saudades do Verão e dos passeios de Vespa

Sexta-feira, 16.03.12

 

 

Dizer que tenho saudades de andar de Vespa no Verão é, mais que uma basófia chic uma perfeita mentira, porque nunca possuí um destes velocípedes de duas rodas. Aliás, confesso que me enerva um bocadinho esta moda da malta que anda de Vespa a rasgar o trânsito da hora de ponta, armada ao moderninho e ao “ai que eu cá não preciso de carro para nada”, com capacetes fashion e casaquinhos à motoqueiro da Av. de Roma. Apetece-me chatear alguém e soltar fel, ter um blog também serve para isso. Ah, e com esta conversa sempre consegui pôr aqui estas donzelas tão frescas e refrescantes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 19:22


4 comentários

De Teresa a 16.03.2012 às 21:07

O meu Tio Manuel, dos Olivais, tinha uma Vespa, daquelas cinzentas.
Quando o visitávamos ao fim-de-semana dava voltas pelos Olivais connosco em pé à frente.
Eu morria de medo daquilo... já na altura sonhava com um montão de legislação que o proibisse de fazer aquilo ahahahahah

Subscrevo a tua embirrância dos que acham que inventaram a bola redonda e que ainda não ocorreu a mais ninguém pelo simples facto que é tudo tonto ahahah

Bom fim-de-semana,

Teresa

De bolaseletras a 16.03.2012 às 23:44

Eu conheço um tio Manel dos Olivais que anda de vespa, mas esse passa a vida na tasca, não é certamente o mesmo;). Essa história de aspirares a legislação protectora dos familiares é preciosa, como sempre;).

Bom fim de semana!

De Teresa a 18.03.2012 às 16:37

O Tio Manel já não é vivo mas se fosse não perdia tempo nem dinheiro na tasca...

Chegou no fim dos anos 40 a Lisboa, vindo da miséria na Pampilhosa da Serra, com a roupa que trazia vestida e pão para 3 dias. Deixou a mãe a rezar o terço para que tudo lhe corresse bem e o pai aliviado por ser menos uma boca para alimentar. Não sei quanto tempo o pão durou mas passou fome e frio. Estávamos nos tempos em que começavas a trabalhar e só ao fim de alguns dias o patrão via se servias para algo e te dava algum... coitado, dentro da sua brutalidade e ignorância (fruto de primeiros anos de uma miséria sub-humana) foi um vencedor que singrou na vida, trabalhando de sol a sol; ainda mais depois de ter conhecido a roliça da Tia Lena e saber que tinha de trabalhar para a habituar ao que ela tinha na casa dos pais se queria sequer pensar em poder vê-la ao sopé da porta e não à varanda.

Tinha essas gabarolices que lhe vinha de vir do nada e ser o único na família nos anos 70 a ter carro e uma vespa... foi também o primeiro da família que levou uma filha da casa de férias - uma semana inteirinha na Costa da Caparica no Parque de Campismo da Piedade.

Ainda recordo - com terror absoluto - o ano em que em vez de carreira fomos no carro dele até Trás-Os-Montes... Ainda acho que o AVB podia ter aguentado mais um bocadinho... ele sabe lá o que é sofrer ;)... meninos!

Bom Domingo!

De bolaseletras a 18.03.2012 às 22:48

O teu Tio Manel devia ser uma pessoa extraordinária. Que bela história, obrigado por mais esta pérola, Teresa.

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

pesquisar

Pesquisar no Blog