Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A tropa do "team building" vs a turma da sueca

Domingo, 03.06.12

 

 

«A seleção alemã de futebol encontra-se concentrada na Sardenha em preparação para o Europeu 2012. Como parte do treino, além da preparação física, técnica e tática, o técnico Joachim Löw tem uma grande preocupação com o desenvolvimento da equipa enquanto conjunto. Para isto são desenvolvidas várias atividades que fogem totalmente do futebol. No treino de hoje os rapazes foram separados em grupos e participaram num “team building”, que consistiu numa competição de canoagem. O treino iniciou-se com a montagem de equipamentos até à competição final. Com este tipo de atividade o grupo é estimulado a realizar um forte trabalho em equipa, pois sozinhos os atletas não conseguiriam colocar a atividade em prática. O exercício também serve para treinar a organização e coordenação do grupo.»

 

Um amigo enviou-me esta notícia em resposta à minha crítica de que para além das fotografias giras e entrevistas divertidas, convinha também que os rapazes da selecção jogassem um bocadinho à bola. Ainda assim, pensando melhor, não sei se esta organização teutónica e estas teorias motivacionais de gente aborrecida e de terras frias se adaptaria a rapaziada que está habituada a dias quentes e noites de folclore. Aliás, não me arriscaria a menosprezar os benefícios motivadores dos torneios de sueca lá para os lados de Óbidos, ou dos campeonatos de matraquilhos ou os dias passados a melhorar a performance em frente às playstation. Os alemães que se ponham finos e se deixem de mariquices que o Sérgio Conceição também nunca andou a montar canoas em grupinhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 14:16


11 comentários

De Teresa a 04.06.2012 às 10:54

Os team buildings são desenhados de acordo com o grupo alvo. Para que estás tu a incitar à violência, e com remos?!?!?!?!

Desde que alguém se dê ao trabalho de estudar, compreender e aceitar e não em lamber o .... botas, as botas dos meninos famosos ... (


Porque o mal está na essência de quem os rodeia - na invejinha, no deslumbre, na incapacidade de (verdadeiramente) conviver e aceitar a diferença.


Acabei de chegar de um exame médico. Tenho tensão alta! Pudera, 20 minutos na sala de espera matam qualquer um: pessoas de todas as idades (aceito que os mais idosos perdem capacidades) não conseguem estar com atenção ao nº de chamada, sendo necessário a pessoa que atende repetir uma, outra e outra vez o nº que aparece no ecrã e que já foi insistido 3 vezes no mesmo, passas para a fase seguinte e a xica-espertice toma lugar... ou seja chamam por esta ordem António Silva, Laurinda Gomes e Sebastião Alface e a menina Laurinda presenteira acelera pelo corredor porque topa que os outros dois não têm pedalada para ela... valeu a justiça do enfermeiro que quando ela chegou a bufar ao fundo do corredor lhe perguntou "D. Laurinda? É a seguir ao Sr. António" o que lhe valeu um mal olhado daqueles.

Na sala de espera levas com a Selecção a chegar ao Estádio da Luz com relato excitado de uma menina em mota... ao qual se segue o Ministro das Finanças a explicar as conclusões da troika em relação à segunda tranche: naquele tom monocórdico de vou explicar devagarinho, não percebem nada mas não faz mal, estou em antena mais tempo.


Por isso a Selecção que tem o poder (obrigação?) de nos fazer sentir melhor, ser maior tem toda a minha simpatia e compreensão.


E depois de algo que aprendi na semana passada deixa-me dizer-te que 80% da vedetisse não é deles mas do lambe botas e os que se aproveitam deles para ser e ter alguma coisa...

Abraço,

Teresa

De Pedro Nogueira a 04.06.2012 às 13:50

Vou tentar não falar mais da selecção :) mas tenho de pegar no último parágrafo da Teresa.
É (também) tal e qual isso. Eu tenho azar. Raramente olho para a porcaria da televisão, mas quando olho, sai-me sempre uma fava.
A respeito dos que só querem aparecer. Ainda estou a lembrar-me da figura triste do ministro mais o vaidoso do Telmo Faria, o tal que deixou construir uma bomba de gasolina encostada às paredes da escola, destruindo meio jardim e violando o PDM já que aquilo não poderia estar a menos de 200 metros da escola, não fosse ter sido classificado como, pasme-se, “Equipamento Social”, My God!. Mas isso agora não interessa nada, até porque os que refilaram, de alguma forma já devem ter “mamado” alguma coisa, pois nunca mais se ouviram zunzuns. Portugal, pois claro.
Dizia eu, a figura triste desses dois papalvos e mais uns quantos, de pé e de fatinho, com o CR7 sentadinho à mesa, de braços cruzados e perna aberta com aquela cara típica de “Quem são estes palhaços? Despacham-se lá que eu quero acabar a porra do sumo de laranja!”
Não gosto destes párias do futebol, mas dá-me um gozo bestial vê-los a “dar baile” a gente muito pior que eles e que deles se tenta servir para aparecer.
Gosto de ver estes badamecos de meia-tijela e que nada fizeram na vida a não ser trepar à conta dos partidos, de joelhos em frente a gajos com a 4ª classe tirada à noite, a sério que gosto.

De Teresa a 04.06.2012 às 14:27

Eu vou continuar a falar porque é engraçado observar como durante um Europeu tudo se poderá fazer, tudo se poderá dizer e desdizer que o único problema é a bola que não entra...

Eu, como tenho aquele problema da empatia, vou observando e fico à espera do assentar - que vai ser doloroso. Para todos mas mais para os que são conscientes do que verdadeiramente interessa e vale nesta vida. E que está a ser atacado sem dó nem piedade... qual pelotão Alemão com o Mónaco numa final

E, entretanto, o J Jesus treina a pontaria. Ele também sabe o que aí vem e extra-skills nunca são demais

De Pedro Nogueira a 04.06.2012 às 14:31

O pior é se o homem começa a levar a arma para as conferências de imprensa :p

De bolaseletras a 04.06.2012 às 17:56

Cara Teresa e Pedro,

Subscrevo grande parte dos vossos comentários e observações. Mas sabem o que realmente me lixa no meio disto tudo? É que toda a comunicação social, o próprio P. Bento que muito respeito, os jogadores, o presidente da FPF não vejam o essencial da questão. E o essencial é que quer contra a Turquia quer contra a Macedónia aqueles rapazes estavam a representar o nosso país, as nossas cores, os nossos pais, os nossos filhos e o nosso passado. E porra pá, não acharam que deviam ter dado tudo para ganhar? Andaram-se a poupar? Epá porra, se era para isso não fizessem jogos de preparação. Merda pá, isto é que me lixa a cabeça, ninguém ver isto! Pronto, já desabafei, já me sinto melhor;)

De Teresa a 04.06.2012 às 20:53

Vêm?

Se mais ninguém vê... desde o momento em que o primeiro craque chegou para "estágio" até à saída de Portugal (brilhantemente explicado pelo Pedro num post) eles são tratados como macaquinhos de Zoo... da parte rica do zoo mas não deixam de ser muito mais empurrados para o show que não o da bola.

Todos estes dias, todos estes jogos apalhaçados com equipas supostamente inferiores foram para show. Ninguém ali está preocupado com "representar o nosso país, as nossas cores, os nossos pais, os nossos filhos e o nosso passado".

Espero que agora chegando à Polónia e vendo como os outros meninos NÃO brincam que lhes caia a consciência em cima e marchar, marchar, marchar.

A ver vamos como diz o cego

De bolaseletras a 04.06.2012 às 22:30

Eu, como sempre, sei que vou torcer e sofrer pela selecão, apesar destes ensaios manhosos. Mas cenas como a da parolice da chegada à Polónia esmiçada ao minuto começam-me a mexer com os nervos...

De Pedro Nogueira a 05.06.2012 às 13:57

Olá António,

Pode até ser que a selecção represente o país, mas a mim não representa de certeza (ainda por cima com brasileiros à mistura) porque eu não lhes passei procuração nenhuma.
Da mesma forma que me confidenciou alguém a respeito do Dias Ferreira, também eu, a estes não confiava nem a escritura de uma garagem.
Eles representam-se e promovem-se quando assim pensam que se justifica, em nome de um país, o que é um bocado diferente. Caso contrário, o empenho frente à Macedónia - não vi - mas a analisar pelo resultado, não deve ter sido o melhor e contra a Turquia, teria forçosamente que ser outro. Se me perguntar, claro que prefiro que ganhem mas se não o fizerem, é para o lado que durmo melhor. Nem o Sporting, embora por vezes pareça o contrário, me tira o sono, quanto mais estes que se juntam durante 15 dias de dois em dois anos para dar uns toques na bola. Alguns até lá andam contrariados porque lhes estão a encurtar as férias.
Como eu sempre digo, patriotismo e futebol, principalmente o futebol mercenário dos tempos de hoje, nada têm a ver um com o outro.
Grande abraço!

De bolaseletras a 05.06.2012 às 18:07

Pedro,

Não sou tão pessimista como tu, se calhar ingenuamente, mas percebo bem o que dizes. As palavras hoje do Manuel José a dizer que este circo à volta da selecção é uma palhaçada vão mais de encontro ao que eu penso. Quero acreditar que a maior parte deles sentem a camisola, quero acreditar. Senão tinham feito todos como o Sapunaru e diziam não obrigadio, já tenho as férias marcadas!

De Pedro Nogueira a 05.06.2012 às 21:47

Uns sentirão, outros terão vergonha de dizer que não ou são pressionados pelos empresários.
Em breve vamos ficar a saber :)
Se chegarem à final, tanto melhor. Há tantos portugueses que o único escape que têm é a "bola". Ao menos que isso os faça felizes, mesmo que seja uma felicidade ilusória e de pouca dura.

De bolaseletras a 06.06.2012 às 15:52

Pedro,

Vou ver se escrevo sobre esse "escape". É uma questão muito importante e preocupante, sem dúvida.

Abraço

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

pesquisar

Pesquisar no Blog