Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Façam-se HOMENS, rapazes!

Quarta-feira, 06.06.12

 

 

A poucos dias da estreia de Portugal no campeonato do mundo lá me decidi a reflectir sobre essas magnas questões fracturantes que nos enxameiam o quotidiano noticioso. Será que a falta de um ponta de lança que não seja risível nos está a atravancar o desenvolvimento económico? Será que a suposta lesão do Nani será um resquício psicológico do pontapé de bicicleta que ele deu nos tempos Queirosianos? Será que os 23 seleccionados têm dons de curar o cancro, tendo em conta a vassalagem com que foram recebidos na fundação Champõlimão? Será que o Manuel José nunca engoliu o não convite para a selecção? Será que o Ti Manel tem razão e o Paulo Bento e os rapazes querem é festa? Será que o poder político está a usar a selecção para uma dar uma injecção de moral a este povo, com a esperança de o fazer ver que apesar de pequenos podemos ir longe? Será que esse peso se tornou insuportável aos ombros dos nossos rapazes? Será que o facto do povo fazer dos sucessos da selecção um “escape” para os seus problemas não será mais um problema do que uma solução?

 

Não vou responder a estas questões. Não vou responder porque devíamos estar todos preocupados em falar de futebol, em pensar o futebol, em jogar à bola. Nós, os jogadores, os jornalistas. E devíamos pensar nisso apenas nos 90 minutos do jogo, nos restantes devíamos andar a fazer pela vida e pelo país. O exagero de notícias em todo o lado sobre a selecção, o cozinheiro Hélio, os carros das nossas vedetas, os luxuosos quartos das mesmas, as opiniões e os bitaites de todo e qualquer palerma, tudo isso é areia para os nossos olhos, é esse o ópio do povo que nada tem a ver com futebol. Se jogarmos bem ganharemos, se formos inferiores perderemos. Independentemente do que fizemos contra a Macedónia e a Turquia, das festas onde andámos, das opções tácticas que forem tomadas. Se os jogadores, os 11 jogadores que entrarem em campo, jogarem melhor que o adversário, se se superarem quando o adversário for teoricamente superior, ou se mantiverem a concentração contra equipas teoricamente inferiores venceremos. E o resto é conversa da treta.

FORÇA PORTUGAL, DEIXEMO-NOS DE DESCULPAS!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:56


12 comentários

De bolaseletras a 07.06.2012 às 17:01

Pedro,

Não tenho procuração da Federação, agora acho que não viram vir a avalanche imparável de mediatismo bacoco. Mas gosto de ver lá o Humberto e o JVP a escudarem os jogadores, gosto também de não ter que ser o Paulo a dar sempre a cara.

Quanto ao Liedson, além de ventuais tricas, acredito que o facto de ele estar no Brasil tenha influenciado a opção. E certamente outras razões que a razão desconhece. O Pepe? O Pepe jogou mais anos em Portugal do que jogou um Figo ou um Rui Costa, Pedro. E sabes o que te digo? Acho que estes ataques que estão a fazer à equipa vão ser muito positivos para a raiva de que eles precisam para se superar. Vamos acreditar que eles sentem as nossas cores, Pedro, vamos acreditar. Se nos falharem, cá estaremos para lhes pedir contas.

De Pedro Nogueira a 07.06.2012 às 17:08

Assim seja porque eu não desejo mal nenhum à selecção.
Passo-me dos carretos é com os "mamões" que a ela se colam e que dela se aproveitam para aparecer.
Só não desculpo é a aparente preguiça de alguns jogadores, isso não desculpo mesmo. Pode ser que Sábado já seja diferente.

De bolaseletras a 07.06.2012 às 17:32

Vamos acreditar que sim, esmagar alemães!

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

pesquisar

Pesquisar no Blog