Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Cenas da vida quotidiana - finalmente o sol

Sexta-feira, 15.02.13

 

 

Toda uma vida a fazer o que sempre soara como o mais correto. Toda uma vida a sorrir a todos os bons dias, a deixar as senhoras passar, a dar a vez nos lugares do autocarro de todos os dias. João nunca dera um passo em falso, nunca fora indelicado, nunca tivera o dedo apontado por motivos bem fundados. Acabada a escola trabalho. Chegada a altura namoro sério, passado o tempo considerado razoável o casamento. Logo de seguida, para não permitir comentários sobre a demora, o primeiro filho. Dois anos passados, estava o segundo a reabrir o ventre da mãe para formar o tão desejado casalinho. Hoje, um ano exacto depois da morte da mulher, João olha para trás. Vê uma vida sem chama, a partilha da cama e da vida com uma mulher que escolhera mal mas que depois de escolhida não ficava bem (des)colher, um trabalho que para além dos parcos cifrões nada lhe dizia. Os filhos, esses tinham sido a luz, mas agora que tinham a vida deles percebia que vivera a vida deles e não a sua. Na janela de tantos dias a dor dos dias desperdiçados e a ausência de rumo para os que restam. Ao menos agora podia apanhar sol em tronco nu, algo que o decoro e uma mulher sem chama não permitiam no passado. Mas a mulher foi-se, o decoro perdeu o sentido e João recebe pela primeira vez o sol quente na pele velha. Toda uma vida sem sentir o corpo a arder.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:06


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

pesquisar

Pesquisar no Blog