Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Não basta disparar

Segunda-feira, 25.02.13

 

“The Hunter”, 1960, por Nikolas Koslovskiy

 

Há quem diga que a fotografia é a arte mais fácil, mais democrática, ao alcance de demasiada gente, inclusive daqueles a quem a divina providência negou o talento. É exactamente por esses motivos que considero a fotografia, como arte popular, a mais selectiva das artes. Porque se hoje qualquer maduro pode capturar centenas de imagens em poucos segundos, já acertar com os disparos na inimitável beleza, no cerne da condição humana, naquele milésimo de segundo que revela a verdade de um momento único, esse tiro só está ao alcance dos eleitos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 21:56


3 comentários

De Teresa a 26.02.2013 às 10:46

Tu vês único o momento do fotógrafo, eu vejo único o momento do fotografado...


Faz um pouco lembrar aquela anedota que circulava no auge de "Bin Laden O Papão"; tu encontras-te a subir um rio quando do outro lado da margem vês Bin Laden a tomar banho no mesmo. Ficas paralisado e pensas, pensas... que lente hás-de usar para tirar a fotografia?!



Por isso algumas culturas vêm tirar fotos como algo maléfico; pensam (sabem?) que ao tirares a foto roubas algo aquele ser, naquele momento.




Tenho uma sequência de umas 4 fotos do meu filho, por volta dos 2 anitos, onde ele está debaixo de uma torneira à espera que uma gota, que ali se encontra, caia dentro da boca. Esteve minutos à espera. Biquinho aberto, olhos fixos na gota. Até que caíu, bebeu a desejada e seguiu à "sua" vida. Eu amo essas fotos porque aquele (ainda hoje) é o meu filho - alguém que espera o que for preciso. Por pouco.



Quando anos mais tarde tive a minha filha tentei reproduzir a cena com ela. (tipo Marylin moment - todas deveríamos ter direito a repetir o irrepetível, não achas?!) Não deu. Desde banho (porque se era para beber, abriu a torneira e foi da cabeça aos pés ahahah) e "mas dada não tem sede" NUNCA foi possível. Porque não era um momento dela. E muito menos meu


Hoje fico grata por não a ter convencido. Se a tivesse convencido estaria roubando algo à sua maneira de ser em prol da (minha) foto perfeita. Minha. Não dela


E tu e o fallorca fizeram-me lembrar isso mesmo:


nemsemprealapis.blogspot.pt/2013/02/coisas-do-nosso-ernesto.html

en.wikipedia.org/wiki/The_Short_Happy_Life_of_Francis_Macomber


Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog