Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A beleza indescritível do cheiro a gente

Domingo, 17.03.13

 

 

Tenho saudades dos dias em que todos os dias andava de metro. De ver as mesmas caras, caras diferentes, gente feliz, gente triste, laivos de amor, resquícios de ódio no canto dos lábios. Tenho saudades das manhãs cheirarem a gente e das tardes cheirarem demasiado a gente. É de uma beleza indescritível este projecto de Paul Baldesare. Porque a beleza está toda nos homens e mulheres. A beleza somos nós.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 20:37


5 comentários

De Teresa a 18.03.2013 às 11:27

Nada se compara. Para o bem e para o mal.

Mas acredito que usando o Metro - ou outros meios, desde que faças o exercício - é o que nos permite um último gesto de agarrar-nos à humanidade que falta cada vez mais... Porque aquilo é gente, e como não conhecem, nem são conhecidos por, ninguém (???) deixam cair as máscaras e vão como são.


Quando se começou a falar da crise e viver da mão para a boca nos auto-rádios já quem andava de transportes se apercebia do desespero que assolava e inundava o povo. E como então, e hoje, ainda se agarram à esperança e continuam a lutar.


Eu gosto. Não trocava por nada. Mesmo porque sou cobarde emocional e assusta-me muito mais o agressivo atrás do volante do que aquele que empurra e emburra no metro

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

pesquisar

Pesquisar no Blog