Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A felicidade numa caixa de sapatos

Quinta-feira, 09.05.13

 

 

No bairro dos Olivais, onde eu e muitos mais crescemos e aprendemos a ser homens, tipos decentes e preparados para as alegrias e as agruras da vida, na rua, na calçada e na relva em frente a nossas casas, deixou de se ouvir o riso descontrolado de crianças rebeldes, silenciou-se a bola a bater nas vidraças e na chapa dos carros, trocaram-se os joelhos esfolados pelo silêncio órfão de alegria. Para combater isto ou, mais provavelmente, para fins eleitoralistas, constrói-se agora no espaço selvagem onde fomos felizes um daqueles modernos e assépticos campos de basquetebol. A coisa mexe comigo e com os amigos de hoje e de então, resumindo-se na seguinte conversa, bem reveladora das capacidades inatas e inimitáveis dos olivalenses, capazes de debater as profundezas da condição humana sem perderem contacto com o cheiro da relva molhada:

 

- Epá, mas o que é que se passa com o nosso bairro, que história é esta do basket estar a ganhar terreno ao futebol? Mas estes gajos acham que esta merda é o Bronx?

- Não é por aí. Nós também tínhamos campo de basquete (uns cestos manhosos e ferrugentos) à porta de casa, só que transformámos os postes em balizas (o saudoso jogo do poste - valia um golo quem acertava com a bola no poste, 2 pontos no aro, 3 o cesto com o pé) e não deixávamos de jogar à bola. Devia haver filmes desses tempos, porra.

- Estes gajos agora fazem estas merdas para, com alguma razão, chamar os putos a brincar na rua, para ver se largam as consolas, as wi e as playstation. Podiam era construir este mono noutro sítio.

- Isso não é desculpa. Com tanta relva que ali há…nós nunca precisámos de balizas e cestos para ir para a rua. Nós éramos 10 numa caixa de sapatos.

 

“Nós éramos 10 numa caixa de sapatos”, provavelmente a frase resumo de toda uma feliz geração. Tantas palavras para chegar aqui, ao “nós éramos 10 numa caixa de sapatos”.

 

p.s. - Um obrigado ao amigo FL pela reveladora fotografia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 18:13


5 comentários

De Teresa a 10.05.2013 às 12:38

Além de que cedo cedo - é que estas coisas da junta e da autarquia dá-lhes forte mas passa num instantinho - aquilo vai-se tornar mal frequentado de mais para deixar alguém de familia frequentar o espaço e em uma semana tens graffittis a decorar. Não há como evitar... hoje é um mamarracho amanhã um espaço nojento.

Mas, basicamente, porquê?! Porque refilamos, não queremos, vemos que não pode ser mas nada fazemos para evitar. Para combater. Não é connosco. Não nos importamos o suficiente para importunar quem impõe estas coisas. Vivemos felizes com os nossos outros 9 na tal caixinha de sapatos dos afectos...

Dava um bocadinho mais de trabalho sair desse conforto emocional mas a curto prazo os vossos miúdos e o dos outros (mesma daqueles que se estão marimbando) - o bairro, a cidade - agradecia e valorizava.

Cada um de nós - e até somos gente com pinta e algum parlapié - poderia fazer tanto se nos déssemos ao trabalho. A começar pelo bairro, cidade... o infinito e mais além. Acho que começámos a desistir cedo de mais. Às Armas!

Abraço e bom fim de semana!

De bolaseletras a 10.05.2013 às 22:51

É verdade, Teresa, berramos e esbracejamos muito mas fazemos pouco. Somos todos culpados, uns mais que os outros. Ás armas!

Bom fim de semana!

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor




Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog