Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Crónicas do mundo da bola - Marionetas, rapazolas e arruaceiros

Terça-feira, 24.09.13

 

 

Os últimos dias futebolísticos vieram confirmar à saciedade uma tese que venho defendendo há já alguns anos: os atuais “donos da bola” do nosso país irão ser os coveiros deste desporto que tanto adoramos e que tão mal é tratado pelos seus supostos líderes. Desde o presidente da Associação de Futebol de Lisboa (que tinha até há uns dias atrás a sorte e o prazer de não fazer ideia quem era) ser um rapazola armado aos cucos, ignorante e pateta, que se diverte a lançar atoardas racistas em redes sociais e que parece ter apanhado uns cascudos certamente merecidos da mafia do norte, até ao novel mister Fonseca que optou por meter no bolso aquela luzidia imagem de novos tempos que parecia ostentar, sujeitando-se a fazer de marioneta da voz do dono da Costa, nada como fechar os eventos do lusopédio com o lustroso comportamento do mister Jesus.

 

 

 

A este, pela importância que o próprio se arvora e que este país lhe dá, dedico um parágrafo. Primeiro, como escrevi há dois dias atrás, parece-me evidente que se não tivessem existido imagens flagrantes e vozes revoltadas com a inércia da polícia no momento das malfeitorias de JJ, o assunto seria varrido para baixo do tapete dos 6 milhões, porque são muitos €€€ para comprar jornais e a subscrever canais televisivos. Não tenho nada de especial contra Jorge Jesus, até me divirto com a sua linguagem popularucha que não nos deixa esquecer a verdadeira média da escolaridade/literacia que ainda predomina no nosso país. Apenas me bule com os nervos o facto deste artista achar que, pela posição que ocupa, pode fazer o que bem lhe apetecer para ficar bem visto nos corações benfiquistas que tanto fez sangrar no ano transacto. Podem dizer que o homem apenas quis defender um adepto de um comportamento que julgou abusivo das forças de segurança, mas para isso bastaria tentar chegar à fala com as mesmas sem aquele comportamento claramente violento, intimidatório e instigador de mais violência por parte de quem assistia. O Benfica tem há anos um arruaceiro como treinador, uma daquelas pessoas que numa discussão de trânsito é capaz de deixar-se descontrolar ao ponto de sacar de um bastão e rachar o crânio ao automobilista que o irritou. Sempre achei que toda a gente merece uma segunda oportunidade, mas nunca vi isso como sinónimo de se deixar por punir o que deve ser punido. Vejamos o que sai daqui, se de uma vez as entidades administrativas/desportivas/judiciais deste país passam a cumprir com rigor o que lhes é exigido por lei e deixam de se vergar à voz do dono.

 

P.s. – Enquanto isso, no Sporting, Leonardo Jardim considera uma hipocrisia os grandes queixarem-se da arbitragem, isto depois do clube ter sido prejudicado por um penaltie claro não assinalado a seu favor. Provavelmente, no estado em que se encontra o nosso futebol esta estratégia de honestidade não beneficiará o clube (falta aqui a tradicional ameaça, choradinho e tentativa de influenciar os árbitros), mas não deixo de me sentir cada vez mais orgulhoso por pertencer a este grande clube. Em grande, Leonardo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por bolaseletras às 17:39


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





mais sobre mim

foto do autor


subscrever feeds



Flag counter (desde 15-06-2010)

free counters



links

Best of the best - Imperdíveis

Bola, livres directos & foras de jogo

Favoritos - Segunda vaga

Cool, chique & trendy

Livros, letras & afins

Cinema, fitas & curtas

Radio & Grafonolas

Top disco do Miguelinho

Política, asfixias & liberdades

Justiça & Direito

Media, jornais & pasquins

Fora de portas, estrangeirices & resto do mundo

Mulheres, amor & sexo

Humor, sorrisos & gargalhadas

Tintos, brancos & verdes

Restaurantes, tascas & petiscos

Cartoons, BD e artes várias

Fotografia & olhares

Pais & Filhos


arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

pesquisar

Pesquisar no Blog